MP pede fechamento do curtume do JBS por 15 dias

Publicado em 1 de junho de 2012

 

 

A promotora  de Meio Ambiente, Josélia de Barros,  determinou agora há pouco  o fechamento do curtume do frigorífico JBS, pelo período  de quinze dias, para dirimir dúvidas técnicas quanto a origem do mau cheiro que exala do parque industrial do frigorífico.

Conforme relata post abaixo, a reunião estava sendo realizada com a finalidade de por fim a um problema que vem atormentando a população havia alguns anos. Durante os debates com os órgãos envolvidos, dirigentes do JBS sustentaram, mais uma vez, que a origem do insuportável odor não seria do curtume, provavelmente de outro setor do próprio núcleo industrial, na avaliação de terceiros.

Ao final das discussões, Josélia de Barros foi incisiva: determinou o fechamento do curtume, para observação sistemática da questão. “Se o mau cheiro continuar, desativado o local onde se processa o couro cru, o problema não seria nele”, explicou.

Um dos executivos do JBS ainda quis contestar a decisão da promotora, alegando quem honraria os prejuízos da empresa diante do fechamento do curtume, ouvindo o que na certa nao queria ouvir, de volta:

 

– “Então, procurem outro local para  construir o curtume”, disse Josélia

 

—————–

 

Atualização às 12:35

 

Alertado por atentos comentaristas, o poster corrige a manchete e  parte do texto acima. Em verdade, a promotora Josélia de Barros anunciou o pedido à Justiça  de  fechamento do  curtume.

JBS pressionada a acabar de vez com mau cheiro

Publicado em 31 de maio de 2012

 

 

Permanecem reunidos, na sede do frigorífico JBS, dirigentes de órgãos públicos e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, Mauro Souza, discutindo a interminável novela do insuportável odor emanado das dependências industriais do frigorífico.

Devido ao crescente volume de denúncias que não param de chegar aos órgãos ambientais e consequente cobrança ao Frigorífico JBS Couros S/A para que sua direção tome medidas enérgicas para eliminar o mau cheiro que exala de seu curtume, a reunião desta tarde tem por finalidade exigir uma solução definitiva da empresa.

Com a chegada do verão,  quando a falta de chuvas faz aumentar o mau odor originário  do curtume, a população não se conforma com as medidas sempre paliativas anunciadas a cada reunião  realizada, exigindo agora um ponto final à questão.

Na sede da JBS, além de dirigentes da empresa, engrossam a reunião representantes do ministério Público, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Conselho Municipal de Meio Ambiente e a ACIM.

Sai, Patrícia!

Publicado em 31 de maio de 2012

 

 

O Flamengo está indo igual embarcação em longas noites de tempestades, sem comandante.

Dentro do clube, ninguém se entende, os jogadores tripudiando entre si, treinador cada dia desmotivado (treinador, diga-se, sem a envergadura técnica para assumir um time da extensão do Flamengo), e, o cachaceiro Ronaldo contribuindo, a todo instante, para a desordem institucionalizada.

Pede para sair, Patrícia!!!!

——————-

Atualização às 16:25

 

Finalmente, o primeiro já saiu. Falta agora a diretoria, antes que o último deixe o clube e apague a luz.

 

Estava certo o “Galinho de Quintino”,  quando largou o clube denunciando o destempero dessa vergonhosa gestão do “Mais Querido”.

 

Itacaiúnas AM agrega tecnologia

Publicado em 31 de maio de 2012

 

 

O poster acabou de ouvir  programa do radialista Nilson Santos, pela Internet.

Passando parte do tempo fora de Marabá,  agora vai dar para ficar atento às notícias da cidade usando o computador.

A programação on line da AM Itacaiúnas é um diferencial que transforma a  mais antiga emissora de rádio da cidade – modestamente construída e colocada no ar aqui pelo poster, em 1985.

Nilson Santos, corajoso repórter policial, sempre responsável em sua profissão, foi trazido para Marabá, naquele ano, aqui pelo titular do blog.

Aliás, tem uma geração aí de bons profissionais da imprensa que passaram pela orientação do poster.

Dá orgulho memorizar a linha do tempo e perceber que temos nossa contribuição, sim, modesta, mas temos, a favor do Jornalismo regional.

Violência no “Cantão” ainda repercute

Publicado em 31 de maio de 2012

 

Passados   dez dias da ocorrência de incidente num dos bares mais frequentados do Núcleo Cidade Nova, o caso  continua repercutindo, na caixa de comentários do blog.

As últimas horas tem sido reforçadas pela presença de defensores dos dois policiais, que acusam o blog de estar sendo “tendencioso” na cobertura do fato – e a realidade não é essa.

Primeiro, por não se encontrar na cidade por ocasião do incidente, o poster  só foi tomar conhecimento do mesmo através de leitura, dia 25,  do jornal Opinião, que publicou  o fuzuê em sua edição do meio de semana -, e detalhamentos conversando com o jornalista Nilson Santos, autor de matérias em seus programas de Rádio (Itacaiúnas) e Televisão (Eldorado-SBT), que deram ampla cobertura ao fato que repercutiu em todos os cantos da cidade.

O que o blog divulgou, estava nas páginas do jornal Opinião, matéria assinada pelo repórter policial Edinaldo Souza.

Portanto, os comentaristas insatisfeitos com o teor do post deveriam, isto sim,  estimular os delegados apontados como personagens dos incidente a se reportarem ao blog, dando suas versões, através de e-mails ou até mesmo usando a caixa de  comentários.

De deslize em tudo o que foi publicado na imprensa de Marabá, informa Nilson Santos, sempre atencioso, conversando com o poster, apenas a indicação de que o delegado de nome Ricardo teria sido protagonista  da violência. Em verdade, ele não teve participação direta no balacobaco.

Ricardo tentava apaziguar os ânimos, separando as pessoas envolvidas na briga.

Passados dez dias da famosa refrega, nenhum dos dois delegados enviou ao blog suas versões.

Como ambos não são lotados em Marabá, localizá-los por celular não está sendo fácil. Nessas situações, repete-se procedimentos conhecidos: nenhum  policial ou servidor das delegacias de polícia de Marabá se dispõe a fornecer números de telefones de colegas, alegando “foro íntimo”.

Em todo caso, o blog está sempre aberto à publicação de notas de esclarecimentos.

Aqui sempre foi assim, jamais deixamos de repercutir versões de quem é citado em matérias  de nossa responsabilidade.

O próprio delegado Renan da Silva Souza, diretamente acusado como  protagonista principal dos incidentes, não se posicionou diante de nenhum órgão de imprensa, para relatar como foi sua participação na encrenca.

 
———————-

Fotos abaixo produzidas pelo Departamento de Jornalismo da TV Eldorado (SBT) evidenciam os incidentes no inteirior do Bar Cantão, que aparece em primeiro plano.

 

Telhado do bar ficou crivado de balas, em diversos pontos.