ENGIE lança segunda edição do Projeto Mulheres do Nosso Bairro

As mulheres continuam sendo o público mais afetado pela pandemia da Covid-19 e são as que levarão mais tempo para restaurar as condições socioeconômicas anteriores a março de 2020. De acordo com relatório da ONU Mulheres, elas perderam 54 milhões de empregos e, ao final de 2021, enquanto os empregos dos homens já estarão recuperados, 13 milhões delas ainda estarão desalocadas. Soma-se a este problema o aumento da violência doméstica, a sobrecarga do trabalho não remunerado, a diminuição de acompanhamento gestacional e ginecológico, entre outros fatores que deterioram a qualidade de vida.

Com o objetivo de reduzir o impacto deste cenário ainda mais desigual, e apoiar mulheres na superação de parte desses desafios, a ENGIE Brasil Energia, Companhia que opera na implantação do Projeto Novo Estado, nos estados do Tocantins e Pará, celebra em outubro os resultados da primeira edição do Projeto Mulheres do Nosso Bairro, lançando o seu segundo edital, que oferece apoio financeiro a empreendimentos locais liderados por mulheres. Criado e implantado em 2020 como uma das iniciativas da companhia para enfrentamento dos males causados pela pandemia, o programa consiste em iniciativas para fomentar o empreendedorismo e a geração de renda, além de oferecer cursos gratuitos de capacitação, informações sobre redes de apoio, ações de sensibilização e conscientização para combater a violência doméstica, e suporte à saúde.

Em sua primeira edição, a ENGIE recebeu mais de 300 inscrições e selecionou 28 empreendimentos de 23 municípios em 10 estados, que receberam aportes de R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 20 mil reais. Em menos de um ano, os negócios apoiados mais que duplicaram suas receitas (incremento médio de 139%) com 96% das empreendedoras se sentindo mais confiantes e preparadas para a condução de seus estabelecimentos. Outro ponto de destaque é que em 40% dos casos o empreendimento já se tornou a principal fonte de renda familiar. Além desse resultado positivo, foi possível observar uma melhora na qualidade de vida das participantes: o índice de felicidade dessas mulheres com os seus negócios alcançou 91,2%.

Em sua nova edição, ainda mais fortalecida por meio da parceria da ENGIE com o Consulado da Mulher, ação social da Cônsul, serão selecionados 25 empreendimentos locais de pequeno porte para aceleração, com fomento de R$ 10 mil cada.

Além disso, também serão selecionadas três Organizações da Sociedade Civil (OSC) para atuarem como multiplicadoras do projeto. Cada uma das OSCs receberá formação por parte do Consulado da Mulher e um aporte de R$ 40 mil para investir na capacitação de 25 empreendedoras individuais, alcançando um total de 75 beneficiadas que receberão um fomento direto de R$ 2 mil, desde que concluam a capacitação proposta. Adicionalmente, as empreendedoras individuais de maior destaque receberão equipamentos da linha branca Consul.

Com a inclusão das multiplicadoras, a ENGIE pretende ampliar o alcance para além das regiões próximas de suas usinas e da sede, em Florianópolis. “Estamos cada vez mais comprometidos em agir pela igualdade de gênero e, neste último ano, fez-se ainda mais necessário promover ações efetivas para que mulheres e meninas tenham mais oportunidades para realizar todo o seu potencial. Criamos o Mulheres do Nosso Bairro para atender este público prioritário, especialmente nas comunidades onde atuamos e, nesta segunda etapa, temos a oportunidade de expandir essa atuação com parceiros que compartilham do mesmo propósito”, conta Luciana Nabarrete, Diretora Administrativa da ENGIE Brasil Energia.

Com investimento em torno de R$ 1,2 milhão, o projeto contribui diretamente para o Objetivo 5 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs), da ONU, que consiste em alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas. O Mulheres do Nosso Bairro representa um reforço à adesão da ENGIE aos Princípios de Empoderamento das Mulheres” (WEPs, sigla em inglês de Women’s Empowerment Principles), uma iniciativa da ONU Mulheres.

As inscrições para a nova etapa do programa Mulheres do Nosso Bairro poderão ser realizadas entre os dias 19 de outubro e 05 de novembro, pelo www.mulheresdonossobairro.com.br, onde as proponentes serão direcionadas para inscrição de seus projetos na Plataforma do PROSAS, em edital especialmente criado para essa ocasião especial. A organização conjunta deste 2º edital entre a ENGIE e o Consulado da Mulher, ação social da Cônsul (uma das marcas Whirlpool), foi possível em razão da iniciativa Parcerias do Bem, estabelecida pela ENGIE com engajamento dos seus clientes.

Bombeiros ainda não encontraram rapaz desaparecido no rio

Familiares e amigos de Patrick Oliveira Ribeiro, de 22 anos, acompanham o trabalho de uma equipe de mergulhadores do Corpo Bombeiros, na manhã desta sexta-feira (22), após o jovem desaparecer na Baía do Guajará, nas margens do Complexo Ver-o-Rio.

A vítima, que trabalhava em um lava-jato no bairro de Val-de-Cans, submergiu após decidir continuar nas águas turvas do rio, depois de mergulhar para encontrar o celular de um desconhecido.

O caso ocorreu na noite de quinta-feira (21), por volta das 22h. O rapaz estava acompanhado de um amigo que preferiu se identificar apenas pelo prenome de Diogo.

Ele conta que os dois estavam no local, sentados na mureta, quando perceberam que outros dois desconhecidos perderam um smartphone na baía.

“Na hora, a gente se aproximou e resolveu ajudar os dois rapazes, que nós não conhecíamos. Encontramos o celular, mas o Patrick decidiu continuar no rio, na beira”, conta.

Segundo Diogo, o colega disse que iria atravessar até o píer, onde algumas embarcações de grande porte atracam, a poucos metros da margem.

“Ele disse que iria até lá. Eu não tive coragem e fiquei. Ele chegou e conseguiu tocar lá, mas a maré tava muito cheia. Lembro que ele me chamou duas vezes e depois sumiu. Como ele era muito brincalhão, no início até pensei que fosse brincadeira dele, mas depois ele não voltou mais”, relembra.

Depois disso, o amigo da vítima informou que acionou o Centro Integrado de Operações (CIOP), por meio do 190, mas foi informado de que os mergulhadores só atuam pela manhã, por conta da baixa visibilidade do período noturno.

“Ainda fui na Seccional de São Brás e da Sacramenta, mas disseram que eu não poderia registrar uma ocorrência porque não havia o corpo e que o trabalho seria dos Bombeiros. Ainda voltei aqui durante a madrugada, mas infelizmente não encontrei ele”, comentou ele, que estava no local desde às 6h da manhã, com familiares e outros amigos da vítima.

A equipe de mergulhadores chegou às 9h50 desta sexta. O 3º sargento Gonzaga, responsável pela equipe de mergulhadores, detalhou que inicialmente as buscas seriam feitas pela região onde o rapaz submergiu.

“Vamos começar as buscas pela zona quente, a partir dos relatos de onde ele desapareceu. A gente sabe que é difícil lidar com a maré, por conta da movimentação também do corpo, mas vamos tentar encontrá-lo”, afirmou.

Mãe adotiva do rapaz, Silvia Pimentel, de 63 anos, conta que Patrick era um rapaz tranquilo e alegre.

“Ele era muito comunicativo e vivia rindo. Era gente do bem. Eu crio ele desde que ele tinha 6 anos. Nunca deu problema e todo mundo se dava com ele de cara”, pontuou a aposentada, bastante emocionada. (Com informação do portal ORM)

Decisão do TSE acaba de deixar Jatene inelegível para 2022

Terminou por volta de 11h30 desta quinta-feira, 21,  a sessão do TSE que julgou a ação.

E, por decisão unanime, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decretou que o ex-governador do Pará, Simão Jatene, está inelegível pelo período de oito anos, correspondendo aos anos de 2014 até 2022, por abuso de poder econômico e políticos nas Eleições de 2014.

O ex-governador foi condenado por utilizar o programa Cheque-Moradia e distribuir recursos com o objetivo de conseguir votos para sua reeleição.

Jatene já havia sido considerado inelegível pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em março de 2017. A decisão desta quinta-feira (21) foi uma análise de recurso ordinário, que mantém a decisão.

Confira trecho do vídeo da decisão do TSE que torna Jatene inelegível para 2022, CLICANDO AQUI.

 

Celebração de 15 anos do Blog Hiroshi Bogéa terá mensagens e entrevistas de clientes, políticos e leitores, até final do ano.

Exatamente na data de 21 de outubro de 2006,  o Blog Hiroshi BogéaOn Line começava a sua longa trajetória.

De lá pra cá, mais de 20 milhões de acessos.

Pra ser mais preciso: 21.734.000 acessos até às 23 horas desta quarta-feira, 20.

Ao todo, foram publicados 16.027 posts – até o dia de ontem.

Um trajeto de muitas lutas, informações,  busca incessante pela notícia.

O Blog Hiroshi Bogéa é uma referência na blogosfera, não apenas no Estado do Pará.

Para celebrar essa marca extaordinária, a partir desta quinta-feira, 21, o site passará a publicar mensagens de políticos, leitores fãs do sítio, empresas e demais interessados em felicitar a existência do blog.

Iniciamos com uma mensagem do presidente da Câmara Municipal de Marabá, Pedro Correa, a quem agradecemos desde logo.