MP pede fechamento do curtume do JBS por 15 dias

Publicado em 1 de junho de 2012

 

 

A promotora  de Meio Ambiente, Josélia de Barros,  determinou agora há pouco  o fechamento do curtume do frigorífico JBS, pelo período  de quinze dias, para dirimir dúvidas técnicas quanto a origem do mau cheiro que exala do parque industrial do frigorífico.

Conforme relata post abaixo, a reunião estava sendo realizada com a finalidade de por fim a um problema que vem atormentando a população havia alguns anos. Durante os debates com os órgãos envolvidos, dirigentes do JBS sustentaram, mais uma vez, que a origem do insuportável odor não seria do curtume, provavelmente de outro setor do próprio núcleo industrial, na avaliação de terceiros.

Ao final das discussões, Josélia de Barros foi incisiva: determinou o fechamento do curtume, para observação sistemática da questão. “Se o mau cheiro continuar, desativado o local onde se processa o couro cru, o problema não seria nele”, explicou.

Um dos executivos do JBS ainda quis contestar a decisão da promotora, alegando quem honraria os prejuízos da empresa diante do fechamento do curtume, ouvindo o que na certa nao queria ouvir, de volta:

 

– “Então, procurem outro local para  construir o curtume”, disse Josélia

 

—————–

 

Atualização às 12:35

 

Alertado por atentos comentaristas, o poster corrige a manchete e  parte do texto acima. Em verdade, a promotora Josélia de Barros anunciou o pedido à Justiça  de  fechamento do  curtume.