Lancha velha: ela ainda existe!

 

Barqueiros, pilotos  antigos e boa parte das populações ribeirinhas que trafegam pelo rio Tocantins conhecem ou já ouviram falar da lancha “Boa Nova”, que  afundou na entrada dos pedrais existentes em frente a praia do Lençol.

No final de semana, o  poster esteve circundando pelos arredores d a “comportada”  cachoeira da  ”Lancha Velha”, como passou a ser chamada a corredeira depois que uma lancha construída totalmente de ferro, afundou na “boca” do canal.

O fato teria ocorrido – segundo os mais antigos – na década de 30, quando comerciantes vindos do Maranhão naufragaram, depois que o piloto da embarcação perdeu o rumo seguro do eixo canalizado do Tocantins, batendo nas pedras.

Ainda esta semana estarmos postando imagens da lancha velha, ainda fincada no mesmo lugar – e que simboliza os tempos áureos da imensa estrada fluvial por onde o transporte era feito exclusivamente.

Doxa e Ibope: fora da margem de erro – Jatene lidera. Outros dois institutos dão vantagem a Helder

 

A disputa para o Governo do Estado do Pará continua acirrada entre os dois principais competidores.

Na segunda pesquisa da Doxa realizada em todo o estado do Pará pelas seis mesorregiões (Metropolitana, Nordeste, Marajó, Baixo Amazonas, Sudoeste e Sudeste), na pergunta espontânea, em que não é apresentado o nome dos candidatos, o atual Governador Simão Jatene obteve 32,9% e Helder Barbalho 34,3% das intenções de voto. Na pergunta estimulada Jatene sobe para 41,0% e Helder atinge 36,6%. Os demais candidatos (Zé Carlos, Marco Carrera, Marco Antonio e Elton Braga) somam 4,3% das intenções de voto. Brancos, nulos e indecisos na pergunta Espontânea somam 27,0%. Na estimulada o percentual de brancos, nulos e indecisos cai para 17,3%.

No que se refere a rejeição dos candidatos, Jatene tem 30,5% e Helder 29,5%.

Na corrida ao senado da República, Paulo Rocha se destaca a frente com 24,9%. Na segunda posição encontra-se Mário Couto com 15,5% e em terceiro lugar vem o radialista Jeferson Lima com 13,5%.

Para presidente da República, a presidente Dilma está em primeiro lugar com 40,0% das intenções de voto. Marina vem em segundo lugar com 32,3% e Aécio Neves com 16,8%.

Serviço:

A pesquisa foi registrada no T.R.E sob o número PA-00027/2014.

Foram entrevistados 1.400 eleitores, a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos do resultado final. Intervalo de confiança é de 95%.

Período de coleta: 9 a 12 de setembro de 2014.

 ESPONTÂNEA

Doxa espontanea

 ESTIMULADA

Doxa 2

 

Nota do Blog:  à noite, publicaremos tendência do eleitorado para Senado e Presidência da República, bem como índice de rejeição dos candidatos.

—————-

Atualização às 17:50

 

Índices das taxas de rejeição dos principais candidatos ao governo encontrados pelo Doxa  apontam empate técnico: Jatene 30,5%  /  Helder  29,5%

Rejeição

——————–

Atualização às 18:25

SENADO

Pesquisa Doxa para o Senado ,  Paulo Rocha se destaca a frente com 24,9%.

Na segunda posição encontra-se Mário Couto com 15,5% e em terceiro lugar vem o radialista Jeferson Lima com 13,5%.

Senado

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

 

A presidente Dilma está em primeiro lugar com 40,0% das intenções de voto. Marina vem em segundo lugar com 32,3% e Aécio Neves com 16,8%.

Presidente

——————————

Atualização às 19:01

PESQUISA IBOPE

A terceira pesquisa de intenção de voto para o governo do Pará realizada pelo Ibope, aponta que o candidato Simão Jatene (PSDB) –  42% –  subiu mais dois pontos percentuais.  O candidato peemedebista Helder Barbalho sofreu uma queda de dois pontos percentuais e aparece com 38%.

Na rodada anterior, ambos apareciam com 40% das intenções de votos. Desde a primeira pesquisa do Ibope, realizada em 13 de agosto, o candidato tucano já subiu 5 pontos percentuais.

Ibope

Atualização às 19:33

PESQUISAS MAURÍCIO DE NASSAU E iVEIGA

Jornal Diário do Pará está circulando, neste momento, em Belém, publicando pesquisas  da empresa Maurício de Nassau e  do instituto iVeiga com resultados adversos ao do Ibope e Doxa.

Pelo instituto iVeiga, Helder ganharia as eleições, se fosse hoje:

Helder – 41,3%

Jatene – 34,5%

A empresa Maurício de Nassau encontrou números quase iguais ao iVeiga:

Helder – 41%

Jatene – 32%

Diário

Ações educativas na Zona Rural

O blog acompanha com especial interesse o trabalho da equipe que integra a Diretoria de Ensino Rural, da secretaria de Educação de Marabá.

É alentador verificar a dedicação e o carinho com os quais cada membro da diretoria procura realizar ações nos diversos distritos e  vilas  da região agrícola, criando situações favoráveis à melhoria da qualidade de ensino nos rincões mais distantes da sede do município.

Nesse clima de esperança de novos rumos, o blog faz questão de motivar os servidores envolvidos nos trabalhos,  divulgando suas ações, na perspectiva de contribuir positivamente para a continuidade da agenda anual da secretaria.

A seguir, resumo do relatório das atividades administrativas e pedagógicas realizadas no segundo trimestre de 2014.

——————

Atendimento ao público

 A Diretoria de Ensino Rural dispõe abertas suas portas para ouvir e dialogar com os representantes de diversos sindicatos e associações, alunos, diretores, professores, entre outros servidores e todos os órgãos representativos que estão relacionados ao campo. Tudo isso, visa desencadear práticas efetivas que contribuam para o sucesso formativo dos estudantes e conseqüentemente consolide uma parceria com as comunidades, buscando estreitar os laços família e escola.

Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa e Matemática

Tem como objetivo sensibilizar alunos e professores quanto aos saberes necessários dessas áreas do conhecimento atendendo as necessidades dos alunos frente às exigências sociais relacionadas à realização profissional e pessoal dos indivíduos.

Acompanhamento pedagógico nas escolas do campo

É o diálogo existente entre Diretoria de Ensino Rural e as Escolas do campo com a finalidade de contribuir com a melhoria do Processo Educativo, pautado no pensamento coletivo de socializar vivências e experiências entre os educadores, possibilitando a estes a apropriação de mecanismos que venham de fato melhorar sua prática pedagógica cotidiana. Nesta perspectiva, o Planejamento de Ensino, Avaliação da Aprendizagem, Projetos didáticos e seqüência de atividades são elementos principais de discussão dentro da escola, como também, as relações democráticas no espaço escolar e com a comunidade. Dessa forma, todo processo visa melhorar a qualidade do ensino nas escolas públicas do campo, para que tenhamos leitores e escritores competentes, cidadãos engajados em atuar no seu meio e modificá-lo para ter condições de vida mais digna e mais humana.

Educação

Educação 1

Gincana da Semana da Pátria

É uma ação alusiva à independência do Brasil que é realizada junto às escolas e comunidades do campo para as quais é disponibilizado todo apoio possível para que o evento seja significativo em cada localidade. No 2º segundo trimestre foi realizado uma pesquisa de opinião das escolas que iram  participar da Gincana da zona rural de Marabá.

Participaram do evento iniciando no dia 02/08/2014, 42 escolas do campo de Marabá. Tal ingresso à participação dar-se ao apoio logístico que foi ofertado as escolas pela secretaria de educação.

Educação 2

Educação 3

Locação de imóveis de casa para os professores

Para garantir melhores espaços a fim de acomodar alunos e professores que atuam nas escolas do campo, são locadas casas para funcionamento de escolas e casa de apoio. Observa-se que em 2014 muitos espaços que eram apenas cedidos pela comunidade foram locados pela prefeitura. Pois com a visita do secretário Pedro Sousa, foi feito um levantamento de quais  localidades precisariam dessa locação de imóveis.

Escavação de poços.

Após constantes solicitações de escavações de poços, alegando a falta de água potável, foi realizado um levantamento com o propósito de garantir o suprimento de água para as escolas do campo que não contavam com o suporte de poços para atendimento das necessidades básicas, que garanta um bom funcionamento. Para tanto, foi licitado e realizado a escavação de poços artesianos’ em todas as escolas que atendem a partir de 100 alunos.

Projeto Educando com Horta na Escola

Projeto criado com a finalidade de colaborar com a merenda escolar dos alunos das escolas do campo, se aproveitando da realidade do campo para o desenvolvimento desse projeto, com a ajuda dos próprios alunos.

Educação 4

Casa de Apoio aos professores do campo

A Secretaria de educação na atual disponibilizou uma casa para dar o suporte aos professores das escolas do campo, para quando precisarem vir a cidade participar de eventos ou resolver situações ligadas a educação, tenham aonde se instalarem. Mais uma ação que prioriza o bem-estar dos professores do campo.

Encontro de gestores das escolas do campo

A Diretoria de Ensino Rural promoveu o encontro de gestores das escolas do campo de Marabá que compreende diretores, vice-diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores que atuam nas escolas do campo. O encontro aconteceu nos dias 04 e 05 de Agosto que tem como objetivo contribuir no processo de construção coletiva da educação do campo. Neste sentido, o processo formativo se dá visando oportunizar vivências pautadas na autonomia dos sujeitos do campo, valorizando os princípios de uma educação humanizadora, que considere e prime pela participação de todos os segmentos envolvidos no processo, para que de fato possamos ter nas escolas do campo uma gestão verdadeiramente democrática.

Educação 5

Educação 6

EFA – Escola Família Agrícola

 

É importante destacar o desenvolvimento da Escola Família Agrícola que foi reativada, e está sob a gerência da Secretaria Municipal de Educação. Todo o quadro de professores é do município, sendo coordenada e acompanhada pela Diretoria do Campo – sob a responsabilidade do Pedagogo/professor Ueslei dos Santos Nascimento. Localizada na Rodovia Transamazônica – km 26.

Escolas do Campo climatizadas: Instalações de centrais de ar

As escolas do campo estão sendo climatizadas para dar mais conforto aos alunos, como proposta do Governo João Salame. Exemplos são as escolas: Pedro Vale na Vila Carimã; Pingo de Gente na Vila Jatobá e Faixa Lina, na Vila União.

 Construção de novas escolas

Observou-se uma grande quantidade de escolas funcionando há aproximadamente dez anos em espaços precários, alugados ou cedidos pela comunidade. Assim, sensibilizado com a situação do campo, em relação à estrutura dos espaços escolares, foram estabelecidos critérios para selecionar as escolas a serem construídas, levando em conta o número de alunos e as condições dos espaços. Sendo assim, o governo de Marabá João Salame Neto e o Secretário Municipal de Educação oportunizaram a construção de escolas em parceria com a comunidade, e ainda, construção de dois núcleos de educação infantil e quadras poliesportivas cobertas, além de reformar e ampliação de escolas, o que possibilitou a implantação de laboratórios de informática para o alunado do campo.

 

Relação de escolas que passaram por reformas, ou estão em processo de construção, ou ampliação:

 

  • Escolas Construídas: (02)

Escola Jean Piaget – Vila Santa Fé;

Escola Pedro Vale – Vila Carimã/ Polo Parauapebas;

 

  • Escolas em Construção:

01   - Assentamento 26 de Março

01 – Vila União

01 Escola – Vila Sororó

01 NEI – Vila Sororó

01 NEI – km08 – Vila são José (Em fase de término)

01 Escola na Vila Albanir – Polo Parauapebas

 

  • Escolas em Reforma e Ampliação:

Escola Adão Machado: Polo Rio Preto – Vila 03 Poderes

Escola – Vila Alto Bonito – Polo Parauapebas (Em Licitação).

 

Os avanços relacionados à educação do campo são visíveis e parte do reconhecimento da cidadania dos homens, mulheres e crianças do campo, rompendo com a visão prevalecente na sociedade que considera o campo como lugar de atraso, inferior e arcaico.

O respeito e a prioridade disponibilizada as necessidades do campo é uma sustentação do enunciado: “Investir na educação do campo é reconhecer as dificuldades do homem do campo”.

Educação 7

Educação 8

Justiça reconhece vínculo de emprego de vendedor do “Carajás da Sorte”

 

BingoEmbora ainda suscite dúvidas se enquadra-se ou não na ilicitude da contravenção, à  atividade de jogos de bingo de cartela, aqui em Marabá representada pelo chamado “Carajás da Sorte,  foi imposto um freio de arrumação, pelo menos nas relações trabalhistas da empresa que explora o jogo de azar.

A Juíza Substituta da 4a Vara do Trabalho de Marabá,  Milena Abreu Soares, sentenciou o “Carajás da Sorte”  a pagar todos os direitos trabalhistas a um de seus vendedores.

Decisão mais do que justa, considerando a forma desrespeitosa com que  aquela empresa  explora o jogo de azar expondo  os cambistas vendedores de cartelas  a condições de trabalho muitas vezes degradantes, com nenhuma garantia legal.

A sentença da juíza pode servir,  também, como ato de caráter educativo, já que exige do empregador um dever minimamente ético  de respeito ás conquistas trabalhistas.

Expõe também o fato de que os contrários à igualdade entre os cidadãos  brasileiros possuem a força das elites conservadoras e manipuladoras com representação no Congresso Nacional.

Todos sabem que até hoje a Câmara Federal não regulamentou essa questão da exploração dos jogos de bingo de cartela, que vangloria  sua licitude baseada na chamada Lei Zico, nunca regulamentada.

Portanto, a sentença de Milena Soares trata-se de precedente importante, dado o número de pessoas empregadas no “Carajás da Sorte”  sem proteção trabalhista.

O link abaixo conduz o leitor à íntegra da sentença da juíza.

file:///C:/Users/VAIO/Downloads/caraj%C3%A1s%20da%20sorte.pdf

“Sabe de nada, inocente!”

 

Tomo conhecimento de  articulações na Câmara de Marabá para a formação de uma CPI para “investigar” a terceirização do lixo do município.

Até aí, tudo bem.

Só que tem uns “babadinhos” que não batem, olhando a procedência de uns e outros.

Sobrando tempinho aqui, o poster irá alinhavar esse negócio.

 

1a Vara de Justiça de Marabá alcança Meta 1

Cesar Lins1a Vara  Cível de Marabá, sob o comando do juiz César Lins, acaba de ser incluída na  chamada Meta 1, que vem a ser aquela  área judicial  reconhecida pelo Conselho Nacional de Justiça  por julgar quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos no ano corrente.

O recorde batido pela equipe do juiz de Direito mereceu destaque nos meios jurídicos, e o próprio magistrado César Lins fez questão de dividir o feito com sua equipe, e a promotora de Justiça  Mayanna Queiroz, “mesmo com toda a dificuldade de falta de servidor”, ressaltou o juiz.

César Lins agradeceu, também, o apoio da Prefeitura de Marabá, na cessão de recursos humanos para ajudar a Justiça local no atendimento à comunidade.

A 1a Vara Cível de Marabá tramita em sua jurisdição cerca de oito mil processos.

Falabella contesta racismo em “Sexo e as Negas”

 

O grande – e bota talento! –  Miguel Falabella chutou o pau da barraca ao contestar, num post publicado nas redes sociais, denúncia de que a série ‘ e as Negas’, que ainda nem estreou na Rede Globo,  teria cunho racista.

Entre as críticas está o nome da série além da história, que fala sobre quatro amigas negras da favela do .

Miguel Falabella, que assina a atração comentou sobre a polêmica.

“Eu não gosto de polemizar, porque geralmente estou seguro daquilo que faço, mas às vezes o silêncio pode se voltar contra nós. Está havendo uma polêmica, aparentemente, sobre Sexo e as Negas. Vamos a ela, então! Comecemos com a gênese do programa: Estávamos nós, há alguns anos, numa feijoada, na Cidade Alta de Cordovil. Karin Hils estava comigo. E havia uma negra maravilhosa, montada, curvilínea e muito sexy, que me disse que cada vez que botava cabelo, dormia três dias “no pique-esconde” (eu usei isso em Pé na Cova). Daí, já não me lembro mais porquê, a conversa descambou e acabamos em Sex and the City, porque algumas pessoas da festa eram fãs do programa. Eu disse: “A gente bem que podia fazer um ‘Sex and the City’ aqui na Cidade Alta… “Sexo e as Negas” gritou a negra deslumbrante, substituindo o S do artigo pelo R, como é usual no falar carioca. Todo mundo teve um acesso de riso e eu fiquei com aquilo na cabeça.”

Miguel  lembrou que está na profissão há muitos anos e que nesse tempo fez grandes amizades. O ator e escritor disse também que dói ver a luta de seus colegas negros na profissão. “As oportunidades são reduzidas, não trabalham sempre e, sem exercício, não há aprendizado, como sabemos. Pensei que aquela ideia, surgida numa feijoada, na Cidade Alta de Cordovil, pudesse ser um programa que refletisse um pouco a dura vida daquelas pessoas, além de empregar e trazer para o protagonismo mais atores negros. Basicamente, foi essa a ideia e nem achei que iriam aceitar o programa. Qual é o problema, afinal? É o sexo? São as negas? As negas, volto a explicar, é uma questão de prosódia. Os bahianos arrastam a língua e dizem meu nego, os cariocas arrastam a língua e devoram os S. Se é o sexo, por que as americanas brancas têm direito ao sexo e as negras não? Que caretice é essa? O problema é porque elas são de comunidade? Alguém pode imaginar Spike Lee dirigindo seus filmes fora do seu universo? Que bobagem é essa? Pois é justamente sobre isso que a série quer falar! Sobre guetos, sobre cotas, sobre mitos! Destrinchá-los na medida do possível! Os mitos e lendas que nos são enfiados goela abaixo a vida toda. Da negra fogosa, do negro de pau grande, das mazelas que os anos de colônia extrativista e escravocrata deixaram crescer entre nós.”

Falabella reclamou também de ter ouvido pedidos para o programa não ir ao ar. “Como é que saem por aí pedindo boicote ao programa, como os antigos capitães do mato que perseguiam seus irmãos fugidos? O negro mais uma vez volta as costas ao negro. Que espécie de pensamento é esse? Não sei o que é mais assustador. Se o pré-julgamento ou se a falta de humor. Ambos são graves de qualquer maneira. Como é que se tem a pachorra de falar de preconceito, quando pré-julgam e formam imediatamente um conceito rancoroso sobre algo que sequer viram?”

O autor do seriado negou que a atração seja preconceituosa ou racista. “Sexo e as Negas não tem nada de preconceito. Fala da luta de quatro mulheres que sonham, que buscam um amor ideal. Elas podiam ser médicas e morar em Ipanema, mas não é esse meu universo na essência, como autor. Não sou Ipanemense. Sou suburbano, cresci com a malandragem nos ouvidos. Portanto, as minhas personagens são camareiras, cozinheiras, indicadoras de mesas, operárias. E desde quando isso diminui alguém? São negras, são pobres, mas cheias de fantasia e de amor. São lúdicas! E sobrevivem graças ao humor. Seres humanos. Reais. Com direito a uma vida digna e muito… Mas MUITO sexo! Vai dizer agora que eu sou racista? Ah! Nega…Dá um tempo… Dito isso, faço como Truman Capote: never complain e never explain! (Nunca reclame e nunca explique).”

Esclarecimento sobre transporte público para o Campus III da Unifesspa

 

Com pedido de publicação, blog recebe nota de esclarecimento sobre transporte público para o Campus III, na Cidade Jardim:

————————-

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

Sobre a questão do transporte público para o Campus III da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), no loteamento Cidade Jardim, a Prefeitura de Marabá esclarece:

 

1-      Antes de a Unifesspa iniciar as atividades no Campus III a Prefeitura vinha dialogando com a universidade e com representantes dos moradores, por meio do Departamento Municipal de Transporte Urbano (DMTU) para atender a demanda.

2-      Por meio da Ordem de Serviço 002/2014, emitida pelo DMTU, as empresas que operam o transporte público ficaram de começar a circular no itinerário a partir do último dia 8. No entanto, a UNIFESSPA solicitou que fosse adiado o serviço de transporte público para o próximo dia 15 (segunda-feira), uma vez que a universidade mantém contrato com empresa particular para atendimento dos alunos e servidores, com validade até o dia 17/09.

3-      A prefeitura esclarece que o itinerário, bem como  a proposta de horários, levou em conta as sugestões de representantes dos moradores da Cidade Jardim e da Unifesspa.

4-      O itinerário será: Avenida Antônio Maia, Rodovia BR-230 (Transamazônica), VP oito, VE dois, Rodovia BR-230. Internamente na Cidade Jardim, os ônibus seguirão pela via lateral, a partir do escritório dos Buritis, passando pela Avenida dos Ipês, Avenida J, Avenida D, Avenida F, Avenida C, Rua I, Avenida dos Buritis, Avenida F, Avenida B, voltando à Rodovia BR-230.

 

Abaixo, tabela de horários elaborada pelo DMTU:

 

QUANT. CARROS

MARABÁ PIONEIRA

CIDADE JARDIM  UNIFESSPA

MARABÁ PIONEIRA

SAÍDA

CHEGADA/SAIDA

CHEGADA

1

6h50

07h20

07h50

1

12h10

12h40

13h10

1

13h20

13h50

14h20

2

17h30

18h00

18h30

2

18h40

19h10

19h40

2

21h30

22h00

22h30

 

Marabá, 9 de setembro de 2014.

Assessoria de Comunicação Social

Prefeitura Municipal de Marabá

Aberto o recadastramento de benefício para pessoas acometidas por Hanseníase

 

A Secretaria de Assistência Social da Prefeitura (Seasp), em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência Social, realizará nos dias 10 e 11 de setembro o recadastramento do Benefício Estadual para Pessoas Acometidas pela Hanseníase (BEPAH). A revisão cadastral é geral, por isso deve acontecer em vários municípios paraenses simultaneamente.

Os beneficiários devem comparecer a sede da Seasp, nos dias 10/09 (das 14h às 16h), e 11/09 (das 8h às 14h), portando os seguintes documentos: CPF, RG, Cartão SUS e comprovante de residência (em nome do beneficiário), todos originais.

A Prefeitura de Marabá apoia o programa de transferência de renda e por isso mobilizará os servidores nas datas e horários referidos anteriormente. O atendimento ocorrerá por ordem de chegada e a Seasp lembra que não serão feitos novos cadastros, mas apenas o recadastramento de beneficiários.

Prefeitura inicia obra de restauração do Palacete Augusto Dias

 

Quem informa é a repórter Fabiane Barbosa, com imagens de Hélder Messiahs:

——————- 

Projeto arquitetônico da obra, que inclui a construção de elevador panorâmico e lanchonete.

Projeto arquitetônico da obra, que inclui a construção de elevador panorâmico e lanchonete.

Os trabalhos de reforma iniciaram desde o último dia 13 de agosto. Nesta primeira fase da obra está sendo feita a retirada das divisórias de madeira que separavam as salas da antiga Câmara Municipal, além dos trabalhos de marcenaria, já que boa parte do prédio é constituída em madeira. A equipe composta por cerca de vinte pessoas fará a troca do teto que está bastante deteriorado devido à ação de cupins, assim como as janelas que serão trocadas por réplicas idênticas.

Palacete

Em seguida, será feito o serviço de reparos na instalação elétrica e por último a restauração de todo o piso do prédio. Esta última fase será acompanhada por uma equipe de cinco especialistas em restauração de prédios históricos, pois principalmente no andar de baixo o piso é revestido de ladrilhos hidráulicos da época da construção do Palacete Augusto Dias (1936-1939).

O valor da restauração e qualificação do Palacete foi redefinido em fevereiro por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (T.A.C.) firmado entre a Prefeitura e a siderúrgica Aços Laminados do Pará (Alpa), o qual redistribuiu o valor de R$ 13.050.000,00 destinado a cumprir as condicionantes sociais da implantação do projeto Alpa em Marabá.

Palacete 2

O orçamento que antes destinava R$ 5.400.000,00 para a reforma do Palacete agora vai utilizar R$ 1.556.697,55 na obra. A redistribuição do valor já está sendo usada na reforma e ampliação de três Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos bairros Laranjeiras, Liberdade e Morada Nova, na terraplanagem e drenagem do Aterro Sanitário de Marabá, na aquisição de equipamentos e mobiliário para o Centro de Especialidades, além da aquisição de três novas ambulâncias, que inclusive foram entregues no último dia 12 de agosto.

O valor ainda será destinado à construção de duas UBS’s nos bairros da Paz e Nossa Senhora Aparecida orçadas em R$ 990.000,00 e R$ 780.000,00 respectivamente. O saldo restante de R$ 2.362.655,96 já está sendo aplicado na conclusão de sete escolas da rede municipal: Luzia Nunes, Adão Machado, Jean Piaget, Manoel Cordeiro Neto, Francisca de Oliveira Lima, Miriam Moreira e Fé em Deus.

Palacete 3

 

Museu Municipal

A reforma do Palacete Augusto Dias está prevista para ser entregue em 13 de abril de 2015. O projeto prevê a conservação das características originais, já que o prédio vai abrigar o Museu Municipal Francisco Coelho. O teto será refeito com o uso de telhas térmicas e o forro de madeira será restaurado. As cores do prédio também serão conforme a construção original, e inclusive será usada uma tinta específica para prédios históricos.

Palacete 5

As modificações estão reservadas à iluminação e à climatização do prédio, além da construção de um elevador panorâmico em uma das laterais do Palacete. O projeto também prevê a construção de uma lanchonete nos fundos e de jardins em torno de todo o prédio.

O piso do andar de cima será substituído pela manta asfáltica, pois segundo o levantamento prévio da equipe de engenharia e arquitetura, a ação de cupins destruiu boa parte dos tacos que revestem o chão. Somente as escadas que têm o mesmo revestimento passarão pelo processo de recuperação.

Após inauguração o Museu Municipal será administrado pela Fundação Casa da Cultura de Marabá.

 

 

Pesquisa avalia desempenhos de secretários

 

Há pesquisas de todos os gostos, e  para todos os fins.

Dependendo de quem as encomendam, algumas apresentam cenários díspares, comparando-as com outras.

Nessa fase final de campanha, o objetivo de muitas pesquisas, principalmente aquelas não registradas na Justiça Eleitoral, têm objetivo de circular de mão em mão impressionando incautos, ou financiadores.

Outras, de caráter reservado, apenas para análise interna, têm seus números protegidos por quem as encomendou.

Esta semana mesmo começa com uma pesquisa que chegou às mãos do blogger  mostrando de novidade a consulta sobre o desempenho de secretários municipais em municípios polos, como Belém, Ananindeua, Santarém, Parauapebas, Paragominas e Marabá.

Realizada em 68 municípios, medindo a tendência do eleitorado para as eleições presidencial, governo de Estado, Senado e proporcionais, a pesquisa não foge à regra.

Como não foi requerido seu registro, a divulgação da mesma fica impedida por lei.

O que o blog pode passar aos seus leitores é o quesito sobre  o desempenho dos secretários municipais, que tem duas perguntas diretas (sem ser estimulada):  a ) você conhece os  nomes dos secretários  municipais de sua  cidade?   b) na sua avaliação, qual o melhor secretário municipal?

Em média, 60% das comunidades não são familiarizadas com os nomes do secretariado.

Em Marabá, aparecem em primeiro e segundo lugares, respectivamente, como secretários mais bem avaliados, Antonio Pádua (Obras) e Cláudio Feitosa (Cultura).

Abertura do Çairé coloca Santarém na mídia nacional

 

 

Quem informa é o repórter Alailson Muniz:

 

Çairé 2Um ritual que se repete há séculos marcou o início oficial da festa do Çairé neste sábado (06), na vila balneária de Alter do Chão, no município de Santarém, oeste paraense. O ritual marcou o início da programação religiosa do Çairé. A parte festiva fica por conta da disputa entre os botos Tucuxi e Cor de Rosa.

O estandarte da Santíssima Trindade, símbolo da festa, foi conduzido pelas ruas da vila pelos personagens do Çairé: juiz e juíza, saraipora, mordomos e moças da fita.

Em seguida, da Praia do Cajueiro partiu uma procissão de canoas e barcos até a floresta do Lago Verde, em busca dos dois mastros que serão erguidos na Praça do Çairé na próxima quinta-feira (11).

Sob a supervisão de um técnico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), a organização da festa plantou 20 mudas de quatro espécies, como forma de compensação ambiental.

Durante todo o trajeto foi servido a tarubá, bebida indígena fermentada feita de mandioca. Às margens do Lago Verde, homens e mulheres carregaram, separadamente, os seus mastros até as embarcações que os conduziram à vila de Alter do Chão. Os rituais de hasteamento e de derrubada desses mastros serão marcados pela competição entre homens e mulheres.

Na quinta-feira, os mastros já enfeitados com frutas, que simbolizam a fartura da festa, serão levados da Praia do Cajueiro até a Praça do Çairé. Lá, ficarão levantados até o final da festa.

Çairé

“A tradição se repete mais uma vez. O ritual religioso do Çairé é bastante importante para nós, pois valoriza a cultura da festa e de nossa vila”, explica Marlison Soares, coordenador da festa.

Turistas que acompanharam o ritual ficaram encantados. Eles já lotam todos os hotéis e pousadas de Alter do Chão. “É muito bom saber que o ritual religioso ainda acontece, e é valorizado. Aprendemos parte dessa cultura e vivemos momentos inesquecíveis”, disse a médica Sônia Matos, que veio de Manaus para participar do Çairé.

Galpões - As agremiações dos Botos Tucuxi e Cor de Rosa agora dispõem de galpões para a realização de ensaios, confecção de alegorias e outras atividades. A obra foi entregue pela Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), no mês passado. O terreno onde os galpões foram construídos fica no bairro Nova União, próximo ao Sairódromo, onde ocorre apresentação dos botos. A área possui 5 mil m². Os galpões têm cobertura metálica, refeitório, cozinha, banheiros e outros espaços. A área é toda cercada com portões de ferro para garantir a segurança das alegorias.

Programação do Çairé 2014

06/09 (sábado)

8 h – Busca dos mastros no Lago Verde até a Praia da Gurita

19 h- Tapajazz  – 1º Festival de Música Instrumental do Tapajós -  na Praça 7 de Setembro

23 h – Baile dos mastros (forró do paredão) – na Praça 7 de Setembro

11/09 (quinta-feira)

5 h – Alvorada (fogos)

7 h- Benção do Çairé

8 h- Busca dos mastros na praia da Gurita até a Praça do Çairé

09 h- Abertura oficial – Hasteamento da Bandeira Nacional, pronunciamento de autoridades, levantamento dos mastros e corte da fita do barracão

10 h – Visita às barracas do Çairé

11 h- Show com o Grupo Espanta Cão

12 h – Almoço dos mordomos e convidados

18 h – Rito religioso

19h30 – Show na Praça do Çairé – cantora Maria Lídia

21 h – Danças tradicionais no Lago dos Botos – Grupo Espanta Cão; Ritual de abertura (danças indígenas); brincando de Çairé; Dança da maior idade (lundu, desfeiteira e dança da peneira); Carimbó Beira de Rio; Dança Cucurunã e Cheiro do Çairé

23 h – Show com Pinduca

01 h- Encerramento

12/09 (sexta-feira) – “Festa dos Visitantes”

18 h – Rito religioso

19h30 – Show na Praça do Çairé – Cristina Caetano

22 h – Show regional Tucuxi e Cor de Rosa (Praça do Çairé)

00 h – Show Psirico e Solteirões do Forró (festa dos visitantes – Lago dos Botos)

4 h – Encerramento

13/09 (sábado)

18 h- Rito religioso

19h30 – Show regional na Praça do Çairé – Espanta Cão e Walluc

20 h – Abertura dos portões do Lago dos Botos

21 h – Esquenta do Boto Tucuxi (Lago dos Botos )

21h30 – Apresentação do Boto Tucuxi  (Lago dos Botos)

23h30 – Esquenta do Boto Cor de Rosa (Lago dos Botos)

00 h – Apresentação do Boto Cor de Rosa (Lago dos Botos)

2 h- DJ

2h30 – Show Chiclete com Banana

4 h – Banda Forró Ricardão

5h30 – Encerramento

14/09 (domingo)

09 h – Programação esportiva (Praia da Gurita ou Cajueiro)

20 h – DJ (Lago dos Botos)

21 h – Shows com Ki Babado, Art Samba e Pegada do Forró

2 h – Encerramento

15/09 (segunda-feira)

8 h – Encerramento da Festa do Çairé 2014 – agradecimentos; derrubada dos mastros; a grande comunhão (quebra macaxeira, macucacuá, desfeiteira etc.)

21 h- Festa dos Barraqueiros (Bagaceiros do Forró e Energia Show)

2 h – Encerramento

21/09 (domingo)

8h30 – XIV Enduro do Çairé (saída de Santarém, Rodovia Fernando Guilhon. Chegada às 17 h em Alter do Chão, na Praça do Çairé

17h30 – Apresentação dos botos

19 h – Encerramento

Agenda de Aécio Neves faz escala em Marabá

 

Candidato a presidente da República,  Aécio Neves (PSDB) tem agenda em Marabá, nesta segunda-feira, 8.

Acompanhado do candidato à reeleição ao governo do Estado, Simão Jatene, o presidenciável reúne-se com lideranças de diversos segmentos, na sede do Rotary Clube, a partir das 11 horas.

Trânsito de Marabá tem lombadas proibidas

 

Desde o ano 2009, conforme resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran),  é proibida a implantação de ondulações nas vias públicas – popularmente chamadas de “tachões”.

A proibição é respeitada em todo território nacional. Ou em quase todo, dependendo do grau de responsabilidade dos administradores de órgãos públicos.

Em Marabá, a resolução nacional que proíbe o uso de tachas ou tachões  no sentido transversal à pista, como sonorizadores ou redutores de velocidade – não é levada à sério, embora o município corra o risco de sofrer as consequências sempre desastrosas de ações na Justiça, caso algum condutor tenha seu veículo danificado pela ação vibratória dos tachões – e são dezenas de casos constatados em oficinas mecânicas da cidade.

Há dois trechos do setor urbano  de Marabá onde os tachões causam irritação e danos a condutores.

Na BR-222, próximo ao semáforo da Folha 33 – e na Cidade Nova, no acesso à  Avenida Nagib Mutran, também na Transamazônica.

Segundo o Contran, a resolução  formaliza uma proibição que já existe.

Pela norma de 1998, as ondulações podiam ser implantadas no sentido transversal da pista, desde que devidamente autorizados e segundo alguns critérios e padrões. Podiam ser utilizados em locais onde se pretendia reduzir a velocidade do veículo, principalmente em ruas de grande movimentação de pedestres.

Os tachões são utilizados em sinalização rodoviária para divisão do fluxo de sentidos opostos e para o balizamento de interferências na pista. Também têm sido aplicados como alternativa para lombadas.

Com a proibição do Contran, os órgãos responsáveis  pelo trânsito das cidade passaram  a instalar lombadas eletrônicas, que não causam nenhum dano aos veículos e ainda inibem com mais eficiência manobras irregulares de condutores.

Para conhecer a Resolução  336/09, do Contran,  ACESSE AQUI.

Receita abre consulta ao quarto lote do IR.

 

A  partir  desta segunda-feira, 08 de setembro, estará disponível para  consulta  o quarto lote de restituição do IRPF de 2014, que contempla 422 contribuintes em todo o Pará, no valor total de R$ 1.104.992,06.

O  lote  multiexercício  de  restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física  contempla  também  restituições de 2013 (ano-calendário 2012), 2012 (ano-calendário  2011),  2011  (ano-calendário  2010),  2010 (ano-calendário 2009), 2009 (ano-calendário 2008) e 2008 (ano-calendário 2007).

O crédito bancário para 1.182 contribuintes em toda a 2ª Região Fiscal (AC, AM,  AP,  PA,  RO,  RR) será realizado no dia 15 de setembro, totalizando o valor de R$ 2.841.563,57.

Para  saber  se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (http://www.receita.fazenda.gov.br), ou ligar para  o  Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível  acessar  o  extrato  da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar  as  inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A  Receita  disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita  consulta  às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele  será  possível  consultar  diretamente  nas  bases  da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A  restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não  fizer  o  resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante  o  Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso   o   valor   não  seja  creditado,  o  contribuinte  poderá  contatar pessoalmente  qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por   meio   do   telefone   4004-0001  (capitais),  0800-729-0001  (demais localidades)  e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos)  para  agendar  o  crédito em conta-corrente ou poupança, em se nome, em qualquer banco.