Covid-19: Edmilson Rodrigues recebe alta e já se encontra em sua casa dando sequência ao tratamento

Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues já se encontra em sua casa, depois de receber alta hospitalar na manhã desta domingo.

Edmilson,  conforme anúncio feito pela assessoria do gestor, nas redes sociais, mantém a melhora progressiva de seu quadro clínico, em recuperação da função pulmonar, sem mais necessidade de ventilação não invasiva.

De acordo com o boletim assinado pelo médico do Hospital Porto Dias, Ítalo Costa, o prefeito continuará o processo de recuperação em casa. Ele realiza sua reabilitação pulmonar e motora conforme o previsto,melhorando progressivamente e recuperado das funções cardíaca e renal.

“Finalizado o uso de antibióticos por sete dias sem qualquer evidência de processo infeccioso. Dores controladas, nenhum sangramento e nível de hemoglobina estabilizado sem a necessidade de novas transfusões de sangue. E por esse quadro com a estabilidade dos sinais vitais e melhora progressiva do quadro clínico, a equipe médica decidiu pela alta hospitalar, prosseguindo o tratamento em casa”, diz a nota.

 

Momento de poesia: Dario Veloso

Em comemoração aos 15 anos doblog, aos  finais de semana abriremos espaço para a publicação dre crônicas, poemas e poesias de leitores e amigos que nos acompanham ao longos desses anos.

Começamo com a poesia de Dario Veloso.

Poeta bixesto , o engenheiro Dario Veloso  deixa correr  solta uma verve resultante de sua sensibilidade represada.

Com incursões ocasonais no mundo da poesia, Dario alia sensibilidade ao espirito humanitário que lhe caracteriza.

A seguir, três poemas extraídos de suas redes sociais.

A foto é de 1985, quando Dario completava 21 anos, e começava a fazer incursões na poesia.

Afogando em mar de lembranças

 

Buscando a justa inspiração

Tentando te encontra, vasculho lembranças

Imagens confusas de um passado

Paisagens intensas deixadas de lado

Não te vejo

E quanto mais te desejo

Mais foges de mim

Dando um fim a essa procura

Me deixando só nessa rua escura

Beco sem saída

Amor de partida para o nada

Me apegando às sombras

Escombros de um antigo calor

Que alguém um dia irradiou

Para não encontrar ninguém

E assim permanece

E você não se estremece

Quando me faço notar

A impassividade arrasa

Dizima a esperança

De alguém que não cansa de te procurar

As horas passam

A música se transforma

Fico preso por teu olhar

Lembranças orbitando pelo ar

Fazendo você se enraizar

Tanto assim dentro de mim

Uma vez, uma voz

Uma lágrima ensaiando seu espetáculo Encharcando meu olhar

Me afogando nesse mar.

Juiz de Fora MG ( 14/11/85)

DV

———————————-

 

Reflexões sobre lutas da vida

Cada um tem suas lutas
A vida é dura …é bruta
Durante essa trajetória
Os acontecimentos mudam os pensamentos
Transformam nossa história
Cargas pesadas carregamos
Desertos e vales atravessamos
A liberdade prisioneira
Ás vezes demoramos a vida inteira
Pra entender que na vida
Há risos e lágrimas
Há coisas boas e também trágicas
Perdemos quem amamos
Numa cerimonia os enterramos
Vida surge no nascimento
Filhos o melhor acontecimento
Cada um cumpre sua jornada
Percorremos diferente estrada
Todos nós temos defeitos
Trate á todos com muito respeito
Não sabemos o que os outros enfrentam
Que problemas os atormentam
Como estamos aqui de passagem
Procure aliviar a viagem
Dos seus semelhantes
Ame-os muito mais que antes
Cumpra bem o seu papel
Quem sabe assim você mereça o seu Céu

10/21
DV

——————-

Rleflexões sobre Te Amar

Aquela noite não deveria ter terminado …
Ainda sinto tua presença
De forma tão intensa
Agora sim sou seu namorado
A televisão ligada
A luz apagada
Lábios se possuindo
Línguas se consumindo
Cada segundo de Paixao
Transmitindo uma enorme emoção
Mãos se enraizando
No teu solo me consolando
No teu colo me chegando
Palavras recíprocas de desejos
Aumentam a intensidade dos beijos
Encaixes perfeitos
Você não tem defeitos
Perfeita em formas e curvas
Lá fora caindo forte chuva
Momento de pleno querer
Eu tentando te satisfazer
Horas e horas de amor
Gotas e mais gotas de suor
Nunca da minha memória será deletado
Aquela noite não deveria ter se encerrado …

DV
10/21

Comerciante toma iniciativa de apoio à familia desassistida e recebe celebração de missa em ação de graça

Flávio Santos  (foto) é um dos comerciantes mais conceituados e conhecidos da Nova Marabá.

Ele é proprietário da mercadinho Baratão, localizado na Folha 20 – um dos estabelecimentos do gênero mais antigo da cidade.

Além de muito querido pela comunidade, Flávio é um daqueles personagens que se sensibiliza com as carências sociais que permeiam os bairros de Marabá.

Semana passada, num gesto humanitário que lhe é peculiar, Flávio encaminhou mais uma de suas ações de apoio a quem precisa.

Uma familia integrada por marido, esposa e três crianças, dessas que andam pelas ruas em busca de emprego, sem sucesso – foi contemplada pela preocupação do comerciante.

Dona Maria de Lourdes Maia, 35 anos, nascida em Jacundá, três filhos, todos pequenos, e o esposo Zé Soares, 52 anos, tentam arranjar emprego há exatos treze meses.

“Batemos de porta em porta, pedindo ajuda como doméstica e braçal, todo dia, eu e meu marido- mas está muito dificil. Depois dessa pandemia, nunca mais conseguimos arranjar emprego. Sem trabalhar, nao temos dinheiro para comprar comida, e aí a fome  aperta, principalmente nossos filhos são os que mais sofrem sem ter o que comer”.

Foi nessa toada diária que Maria e Zé Soares receberam o apoio de Flávio.

Ele recebeu a ligação de um cliente que lhe narrava a situação da mulher e filhos.

Sem pensar duas vezes, o comerciante enviou uma cesta básica generosa à casa onde se encontrava a família desassistida.

“Fazia muito tempo que nãos abia o que era comer carne, mas o seu Flávio nos mandou carne, arroz, cafe, açucar e outras coisas que nos ajudaram durante 10 dias a não ficar com fome”, marra agora a família atendida pelo comerciante.

No domingo último, Maria de Lourdes foi à igreja do KM 7, pedindo uma missa em ção de graça à família de Flávio.

“Era a única coisa que poderiamos fazer para agradecer ao seu Flávio, a proteção de Deus para ele e sua familia, pedindo pra que nada lhe falte na vida. Seu Flávio é uma vida em nossavida”, agradece Maria de Lourdes.

Na foto, Maria e seus três filhos dirigindo-se à sua casa, depois de ajudada pelo comerciante.

Mais de 90 radares serão instalados em todo Pará

Marabá, Curionópolis,  Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna,Breu Branco, Redenção, Conceição do Araguaia, Xinguara, Tucumã,  Tailândia, e São Félix do Xingu, municípios do Sul e Sudeste do Pará, estão entre aqueles que receberão equipamentos eletrônicos metrológicos do tipo fixo, controlador e medidor de velocidade instalados em 30 municípios a partir do dia 8 de novembro.

Os dispositivos serão utilizados para fiscalizar o limite máximo da via ou de seu ponto específico, sinalizado por meio da placa R-19.

De acordo com o Detran, as infrações capturadas pelos equipamentos até o dia 7 de novembro não serão validadas, sendo os seus registros considerados apenas como forma educativa e de adaptação da população ao novo método de registro de infração.

Polícia Civil consegue desvendar mais um crime no Pará: morte de “Diogão” elucidada pouco mais de ano

Depois de elucidar a morte do empresário Edilson Pereira de Sousa, vendedor de joias,   a PC do Pará anunciou que conseguiu prender autor, mandante e  outros acusados no assassinato do empresário do setor de mineração,  Diogo Sampaio de Souza, o “Diogão” – ocorrido no  dia 22 de setembro de 2020.

Diogão foi morto quando se encontrava conversado com amigos na  Avenida Getúlio Vargas, pertinho da orla,em horário de muita movimentação de pessoas no local.

O policial militar Diego Silva dos Santos, que já foi lotado em Marabá até recentemente, está entre os presos em uma operação deflagrada nesta quinta-feira (28) pela Polícia Civil.

Além do policial, mais cinco pessoas estão presas.

Segundo matéria do Correio, assinada pela repórter Luciana Marschall, o crime foi encomendado  por um xará da vítima, Diogo Costa Carvalho (abaixo, fotografado no momento da prisão) , também emoresário do ramo de moneração de manganês.

“Ele é o responsável por ser o autor intelectual do delito em razão de desavenças e disputas por áreas de mineração”, diz texto da repórter.

As investigações identificaram, ainda, que Luís Cláudio de Araújo, cabo da Polícia Militar do Estado do Maranhão, foi o responsável por efetuar o disparo de arma de fogo que ceifou a vida da vítima, mediante a promessa de pagamento de recompensa.

Diego Silva dos Santos, que já serviu a Polícia Militar do Pará, é acusado de ser o responsável por monitorar a vítima e repassar as informações para os executores.

Os outros presos são Carlos Lázaro Paiva Junior, responsável por conseguir o veículo utilizado no crime; Shirliano Graciano de Oliveira, que teria intermediado as negociações entre os executores e o autor intelectual do delito; e Pablo Antônio Alves Rodrigues, que realizou o aluguel do veículo utilizado no crime portando um documento falso, diz o jornal.

Durante a operação Tora Bora, a Divisão de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e da Polícia Civil do Estado do Maranhão, cumpriu oito mandados de prisão, sendo sete preventivas e uma temporária. Também foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 3ª Vara Criminal de Marabá.

Ao longo da ação policial, foram apreendidas diversas armas de fogo – pistola glock calibre .40, espingarda calibre 12, revolver calibre 22, pistola PT100 e pistola G2C –, munições, equipamentos eletrônicos documentações e uma quantidade de maconha.

Na foto ao lado, o  policial militar Diego Silva dos Santos que serviu a corporação militar em Marabá.