2012 chegou!

Publicado em 31 de dezembro de 2011

 

 

Estamos todos muitos próximos daquele momento invisível que separa um ano do outro.

O instante mágico em que são erguidos os copos, em que um lábio é premido contra o outro, em que os corpos se encontram num abraço.

Ao cruzar a linha imaginária que separa o velho do pseudonovo, continuaremos carregando as nossas aflições pessoais. Agora mesmo, nesse exato átimo de segundo, enquanto você separa uma roupa elegante para festejar o recomeço da vida, alguém pode estar saltando do décimo andar por considerar que não vale mais a pena.

No âmbito privado, as neuroses serão as mesmas.

A despeito da virada do relógio, não desaparecerão as calvas à procura de perucas, as barrigas espetadas à cata da dieta ideal, os estômagos ermos correndo atrás do prato de sopa, os peitos pequenos em busca do silicone, os peitos grandes sonhando com o bisturi…

Na esfera pública, os dramas também serão os mesmos. Inocentes culpados. Culpados inocentes. Espertos superados pelos mais espertos. Cofres sitiados. Gestores ineptos. Contribuintes indefesos.

Mas não há de ser nada.

O que seria da esperança se não existisse o desespero? Assim, sem perder de vista o fato de que o passar dos anos sempre rouba-nos algo, o importante, diria Pope (1688-1744), é tentar impedir que o tempo nos roube de nós mesmos.

Vá em frente. Solte os seus fogos.

 

Feliz 2012, leitores amigos!

O dono do samba sou eu

Publicado em 1 de janeiro de 2012

Nesse embalo de valsa rumo à troca de ano, valsando preguiçosamente num descanso imerecido, um pouquinho de Chico Buarque faz bem.

“Sou eu”, segunda parceria de Chico com Ivan Lins, marca de forma contundente seu novo CD.

Se em Renata Maria, presente no álbum “Carioca”, lançado em 2006, o tema de Chico girava em torno da mulher que saía do mar contemplada pelo compositor, agora o clima é de gafieira, reforçado pela segura participação vocal de Wilson das Neves, observa o blog Esquinas e Quintais.

É como se no cenário descrito em Sem compromisso, clássico de Geraldo Pereira (parceria com Nelson Trigueiro) gravado por Chico nada menos que três vezes (as duas últimas ao vivo: uma com Mestre Marçal e outra com o próprio Wilson das Neves), estivesse agora um homem mais compreensivo, que vê a mulher ser cobiçada por quem quer dançar com ela, mas sabe que, no fundo, ele é quem a leva para casa.

Um dos raros sambas da lavra de Ivan Lins, a melodia é cativante, como eram também sambas seus de fins da década de 1970, como Desesperar jamais e Antes que seja tarde. E a letra de Chico tem aquela marca essencial de ser uma letra de Chico.

Gravada anteriormente por Diogo Nogueira, “Sou eu” com Chico e das Neves instiga a vontade de querer vê-los juntos no palco novamente.

Ah, o show de Chico, de novo, dia 27 de janeiro, no Rio, já está seguro, com ingresso e passagem comprados.

Ô, sorte!

Sou eu
Ivan Lins – Chico Buarque/2009

Na minha mão
O coração balança
Quando ela se lança
No salão
Pra esse ela bamboleia
Pra aquele ela roda a saia
Com outro ela se desfaz
Da sandália

Porém depois
Que essa mulher espalha
Seu fogo de palha
No salão
Pra quem que ela arrasta a asa
Quem vai lhe apagar a brasa
Quem é que carrega a moça
Pra casa

Sou eu
Só quem sabe dela sou eu
Quem dá o baralho sou eu
Quem manda no samba sou eu

O coração
Na minha mão suspira
Quando ela se atira
No salão
Pra esse ela pisca um olho
Pra aquele ela quebra um galho
Com outro ela quase cai
Na gandaia

Porém depois
Que essa mulher espalha
Seu fogo de palha
No salão
Pra quem que ela arrasta a asa
Quem vai lhe apagar a brasa
Quem é que carrega a moça
Pra casa

Sou eu
Só quem sabe dela sou eu
Quem dá o baralho sou eu
Quem dança com ela sou eu
Quem leva este samba sou eu
Etc.

Novo blog em fase de ajustes

Publicado em 28 de dezembro de 2011

 

 

Na primeira semana de janeiro de 2012, o blog estará de cara nova.

Um ano depois da reestruturação do designer do sítio, a equipe de Átila Giovanni, nosso consultor permanente, prepara nova mudança, debruçando-se nos trabalhos de customização da plataforma.

Pelo que já vi, pode surgir algo totalmente diferente do que se usa com freqüência na blogosfera

Estamos analisando a possibilidade de incluir nesse processo de mudança do blog, a participação de vocês, leitores assíduos e visitantes eventuais, interagindo conosco na formatação do novo blog.

O Átila já definiu alguns pontos da customização – mas eu quero vocês interagindo com a gente, sugerindo modificações.

Como isso se dará?

Antes de sua publicação definitiva, que pode ser dia 4, estudamos a possibilidade de publicar o novo blog, somente por algumas horas, no período noturno, para que os leitores possam apreciá-lo e enviar as mudanças que achar necessárias

Diariamente, durante três dias, entre 22 e 23 horas, publicaremos o blog, em sua nova formatação, apenas para efeito de visualização pública, possibilitando, com isso, a análise da nova plataforma em tempo real.

Voltaremos a tecer explicações sobre essa proposta.

Enquanto isso, continuamos aqui em banho-maria, levando o barco na valsa, sem maiores comprometimento de atualização, até a definição do layout final do novo blog.

Direcional Engenharia esclarece

Publicado em 28 de dezembro de 2011

 

 

Direcional Engenharia envia nota de esclarecimento referindo-se às  denúncias publicadas no blog sobre o empreendimento Total Ville Marabá:

 

A Direcional Engenharia informa que foi enviado um comunicado em 30/08/2011 aos clientes do Total Ville Marabá, divulgando a alteração do prazo de entrega do empreendimento, cumprindo o limite da data contratual. Além disso, houve a prorrogação da parcela única para os clientes que ainda não fizeram a quitação.

A empresa está à disposição para quaisquer dúvidas ou orientações. Lamenta o telefone de contato fornecido equivocadamente pelo corretor. O telefone da nossa Central de Relacionamento com o Cliente é o 4002-2600, que funciona de segunda a sexta-feira, no horário de 09:00 às 17:00 (horário de Brasília), exceto feriados.

A Direcional conta também com a Área do Cliente em seu próprio site: www.direcional.com.br, link “Clientes”. Foram feitos alguns testes de funcionamento desse acesso para a cidade de Marabá e houve êxito em todas as tentativas. A construtora reitera o total interesse em garantir a entrega da obra no prazo contratual delimitado, colocando-se à disposição para demais esclarecimentos.

Direcional Engenharia