Defensores de Zequinha Marinho tentam desacreditar informação sobre vexame

Desde as primeiras horas desta quarta-feira, 19, a caixa de comentários do blog começou a receber algumas manifestações de pessoas ligadas ao senador Zequinha Marinho – certamente assessores, fazendo esforços para tentar desqualificar o post que narra a situação vexatória e humilhante vivida por ele durante uma reunião em Redenção.

Para resumir: o blog mantém, com todas as letras, o que está postado.

O resto, é estrebucho.

Ações de saúde e cidadania a moradores de Marabá são oferecidas em carretas especiais

Com estrutura para oferecer serviços de saúde e cidadania às famílias atingidas pelas enchentes em Marabá, na região Sudeste, o Governo do Pará enviou duas carretas do Projeto “TerPaz, Formação Profissional”, adaptadas para que equipes da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Polícia Civil e Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac) realizem os trabalhos.

Entre os serviços que serão ofertados a partir desta quarta-feira (19) estão atendimentos médicos, testes para detecção de Covid-19 e emissão de documentos.

Na quarta-feira (19), o atendimento será no Centro Integrado, a partir das 7h30.

Na quinta-feira (20), na Escola Plínio Pinheiro, que será um ponto fixo, e na Praça da Folha 33, na Velha Marabá.

Na sexta-feira (21) e no sábado (22), a população deve se dirigir ao Núcleo de Educação da Nova Marabá e ao Novo Horizonte.

Já no domingo (23), os serviços estarão disponíveis na Escola Nossa Senhora de Fátima, em São Félix.

Profissionais de saúde vão oferecer atendimento nas especialidades Clínica Médica, Pediatria e Ginecologia, além de vacinas (contra Covid-19 e a tríplice viral) e exames (testes rápidos de Covid-19, sífilis, hepatite B e C e HIV). Também serão entregues 1000 frascos de álcool em gel e máscaras descartáveis para a população.

Na área de cidadania serão emitidos registros gerais (carteira de identidade), totalizando 2.500 documentos ao longo de toda a ação, que contará com uma equipe de mais de 40 servidores, da Sespa e Polícia Civil.

“Nesses desastres, muitas pessoas perdem documentos e bens materiais. Com os servidores do setor de identificação, esse serviço será agilizado, desde o auxílio ao cadastro até a emissão da identidade, para que, de posse desse documento, elas possam ter acesso a outros benefícios do Estado nesse momento delicado”, disse Walter Resende, delegado-geral de Polícia Civil.

Várias funções – “As carretas são ferramentas que foram feitas para se adaptarem a várias situações, não apenas para oferecer cursos profissionalizantes. É um mecanismo que possui diversas funções e pode se adaptar a determinadas situações. Nesse momento, uma das carretas foi adaptada e servirá para levar atendimento médico para a população de Marabá, vítima dessas enchentes”, informou Haelton Costa, diretor do Projeto “TerPaz, Formação Profissional”, da Seac.

As enchentes já atingiram 2.836 famílias em Marabá – 640 desabrigadas, 1.384 desalojadas, 411 ilhadas e 401 ribeirinhos.

Desde o último domingo (16), técnicos da Defesa Civil do Estado cadastram as famílias para que possam receber o auxílio do Programa “Recomeçar”, oferecido em caráter emergencial pelo Governo do Pará.

As famílias em situação de vulnerabilidade social são beneficiadas com o valor de um salário mínimo vigente em 2022 (R$ 1.212,00) para que possam utilizar neste momento crítico. (AgênciaPará)

Senador Zequinha Marinho passa por situação vexatória e humilhante em Redenção

O cenário não poderia ser dos mais auspiciosos para um senador ligado ao agronegócio viver momentos afirmativos.

Poderia.

Mas não foi.

O fato ocorreu semana retrasada, em Redenção.

Numa reunião onde se encontravam as principais lideranças do agronegócio ligadas ao bolsonarismo, a presença do senador Zequinha Marinho (PL) tornou-se, ao contrário, corpo estranho ao ambiente.

Pelo menos oitenta pessoas que comandam as ações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, na região Sul do estado, marcaram o encontro.

Fazendeiros com propriedades em Conceição do Araguaia, Redenção, Pau D´Arco, Rio Maria, Xinguara, São Félix do Xingu, entre outras localidades, fizeram questão de deixar bem claro ao senador evangélico que ele não estava ali como representante deles.

“O senhor não nos representa e nem ao presidente Bolsonaro, aqui na região. Por isso, sua anunciada candidatura ao governo do Estado não merece nosso apoio e nem terá o apoio de quem apoia Bolsonaro, no Pará”, disse um fazendeiro, que participa ativamente das manifestações de apoio a Bolsonaro no Sul do Estado.

Em outra cadeira, levantou-se mais um.

“O senhor até bem pouco tempo atrás apoiava o Jatene (ex-governador Simão Jatene) e o traiu, e agora se diz bolsonarista. Não, o senhor não tem nosso reconhecimento”, disse.

Sem saber para qual lado se virar, Zequinha Marinho só teve uma reação.

–  “Mas eu sou senador do Pará…”

– “Mas não nos representa”, gritou outro lá da ponta direita.

– “Você foi Helder até dias desses e também o traiu; você nunca foi Bolsonaro”, apimentou outro bolsonarista  não menos enzamboado.

A troca de “prosas” se alongou a tal ponto que a filha do senador, Evanilza Marinho – já anunciada como futura candidata a deputado estadual – não suportou a pressão, caindo em choro.

Para quem esperava ter o apoio do bolsonarismo no Sul do Pará, objetivando “vitaminar” uma possível candidatura do governo do Pará, Zequinha Marinho caiu na real  nada animadora de se deparar com opositores duros, e frontalmente contra seu desejo de suceder a Helder Barbalho.

Deve cantar em outra freguesia.

Qual?

Nível do Tocantins deve continuar subindo. Rio Araguaia tem uma de suas maiores enchentes

Embora, nas últimas 48 horas,  o rio Tocantins tenha sido submetido a uma refreada-, perdendo cerca de 80 centímetros de seu volume, acima das cidades de Imperatriz e Itaguatins, isto não quer dizer que a cheia está com os dias contados no entorno de Marabá, até  o lago de Tucuruí.

Não!

Primeiro, Marabá e o baixo Tocantins sofrem forte influência, em suas cheias, das águas de três rios caudalosos: o próprio Tocantins, rio Araguaia e Itacaiúnas.

A partir de São João do Araguaia, as vertentes de agua são lançadas pelos dois rios, quando se encontram.

Historicamente está comprovado que o maior volume de água é recebido do rio Araguaia, fator que exerce grande influencia nas enchentes ocorridas em Marabá.

Os mais antigos de Marabá costumam dizer:

 

-“Enquanto o Araguaia não começar a descer, Marabá continuará em cheia”.

 

Hoje, terça-feira, 18, a situação é a seguinte.

Em Itaguatins (TO), cidade banhada pelo Tocantins, localizada acima de Imperatriz, o rio desceu 80 centímetros, nas últimas 48 horas.

O vídeo abaixo, obtido pelo blogueiro através de amigos residentes em Itaguatins, com a interveniência do Cláudio Pinheiro, mostra o Tocantins, na manhã desta terça-feira, em estágio de vazante.

Assistam depoimento de quem fez o vídeo.

 

A informação de vazante do Tocantins, claro, é animadora – mas não pode ser medida como sinal de que Marabá está livre de uma cheia maior do que vivida no momento, maior dos últimos 20 anos, durante o mês de janeiro.

Isto porque o rio Araguaia está “tufando”, usando expressão de ribeirinhos.

O blogueiro conversou com o Coordenador da Defesa Civil de Conceição do Araguaia, Roberto Sales.

Ele aponta a cota desta terça-feira em 8,10 metros, ali na cidade vizinha.

Para ter ideia da magnitude do volume de água no médio Araguaia, o nível técnico para decretação de Estado de Emergência, em Conceição do Araguaia,  é de 8 metros.

As ilhas que circundam o município já estão todas tomadas, tanto que a prefeitura municipal iniciou a remoção de familiares ilhados.

E as informações do volume de água do rio são desanimadoras.

Vejam as fotos abaixo do Araguaia banhando a cidade de Conceição do Araguaia.

 

 

Em Aruanã, cidade situada no Estado do Goiás, o rio Araguaia está subindo de forma agressiva.

Segundo Sandoval Silva,  tenente do Corpo de Bombeiros do município, a repentina cheia está assustando os moradores de Aruanã, no oeste do estado.

Segundo ele,  a cheia pode estar sendo provocada por causa das chuvas que caem sem parar na região de Barra do Garças (MT), fazendo com que o volume da água seja um dos maiores dos últimos tempos.

Imagens mostram parte da cidade alagada.

 

A densidade pluviométrica em quase todos os municípios localizados à beira do rio Araguaia, nos  estados do Mato Grosso, Goiás, Tocantins e Pará,  ganhou proporções que pegou de surpresa parte das autoridades dos municípios.

Quem está mais sofrendo as consequências são os moradores e criadores de gado da Ilha do Bananal, no Estado do Tocantins.

Em contato com Raimundo Lontra Ribeiro, médio pecuarista na Ilha, ele disse que todos os donos de propriedades estão há cinco dias lutando para retirar o gado para áreas mais altas.

Os vídeos abaixo, enviados pelo  coordenador  da Defesa Civil de Conceição do Araguaia mostram como se encontra a Ilha, com parte do território ocupada por água – e o trabalho valente dos vaqueiros (usando lanchas) para a retirada do gado das ilhas.

 

—————————–

Atualização às 14h12

A Defesa Civil de Imperatriz anunciou nesta terça-feira, 18, que o nível do rio Tocantins baixou 30 centímetros, encontrando-se a 10, 44 metros acima do nível normal.

Senador Paulo Rocha testa positivo para Covid

O senador da República Paulo Rocha, do Partido dos Trabalhadores (PT) do Pará, atestou positivo para covid-19 nesta segunda-feira (17).

De acordo com a assessoria de comunicação do parlamentar, Paulo Rocha apresenta sintomas leves.

Ainda segundo a assessoria de comunicação, o senador vem participando de atividades em Belém desde janeiro.

O Senado ainda está em recesso, mas a agenda de viagens do senador pelo interior do Pará  está suspensa.

Paulo Rocha ficará dez dias em isolamento.