“Robôs” da campanha de Tião Miranda usam pesquisa de junho de 2019 para confundir eleitorado

A estrutura de redes digitais montadas pela coordenação da campanha eleitoral  do prefeito Tião Miranda está usando uma pesquisa realizada há mais de um ano, exatamente em junho de 2019, para tentar confundir o eleitorado de Marabá.

Através do uso de “robôs”,  um link que remete ao post publicado  naquela época, está sendo impulsionado  nos grupos de WhatsApps para tentar demonstrar um quadro eleitoral inexiste em setembro de 2020.

Todas as pesquisas realizadas nos últimos 30 dias mostram uma situação totalmente diferente daquela encontrada em 2019.

A avaliação do atual prefeito é bem menor daquela avaliada e a situação pessoal  dele também demonstrando que a disputa eleitoral a ser travada em 15 de novembro encontra-se totalmente aberta.

Portanto, o blog informa que o link espalhado nas redes sociais com a logomarca do Blog Hiroshi Bogéa On Line não tem nada a ver com o quadro eleitoral de hoje.

Não passa de uma notícia vencida há mais de ano e que, de certa forma, está sendo transformada em Fake porque de tendência mentirosa.

Acima, print do link que está sendo disparado nas redes sociais. Observem em círculo vermelho, a data do post.

Potencial candidato para enfrentar Tião Miranda, médico Manoel Veloso se consolida nas pesquisas

Todas as pesquisas realizadas em Marabá demonstram a solidez da pré-candidatura do cardiologista Manoel Cláudio como adversário potencialmente disponibilizado para enfrentar o atual prefeito Tião Miranda, líder de todas as consultas feitas até agora.

Além de ser o nome mais forte para se opor ao pré-candidato favorito, Dr. Veloso, como é chamado popularmente, tem baixíssimo índice de rejeição.

Ou quase nenhum, comparando  seus dados a de outros pré-candidatos.

Presidente estadual do PSL Veloso tem o apoio de lideranças de bairros e de comunitários que seguiam a orientação política do ex-prefeito de Marabá Dr. Geraldo Veloso, pai do atual pré-candidato.

Manoel Veloso se desvencilhou de vez de outras pré-candidaturas, consolidando-se como o nome de oposição mais forte para encarar Tião nas urnas.

Pesquisa mostra Voto Consolidado de Tião Miranda acima de 40%

O voto consolidado, numa pesquisa eleitoral, é um dos itens mais analisados numa campanha.

Ele define o voto do candidato devidamente assegurado pelo eleitor.

A pesquisa de intenção de voto  divulgada pelo instituto de Belém revela que o atual prefeito de Marabá, Tião Miranda,  tem  voto consolidado em 40%, daqueles 69,4% que anunciaram intenção de depositar seu voto no pré-candidato à reeleição.

O voto consolidado é uma decisão como definitiva, cristalizada.

Só para efeito de comparação, dos 9,3% de consultados pela pesquisa que revelaram intenção de votar em DR. Veloso, apenas 1,9% garantem que não mudarão o voto.

O voto consolidado de Delegado Cunha é  tão inseguro quanto o de Veloso: dos 8,3% que demonstram interesse em votar nele, somente 2,3% não pensam em mudar de intenção.

O voto menos consolidado é de Chamonzinho: dos 3,5% que disseram votar no deputado estadual do MDB, 1,4 consolidam o voto.

Pesquisa: simulações ratificam Tião Miranda insuperável

Ao ouvir 833 pessoas nas zonas urbana e rural do município de Marabá, o instituto de Belém, inverteu diversas situações de hipotéticas pré-candidaturas a prefeito de Marabá.

Foram sete simulações.

Em todas, o nome de Tião Miranda é apontado por mais de 70% do eleitorado como o preferido dos marabaenses.

Somente numa simulação na qual o nome do atual prefeito  é excluído da pesquisa, claro, não há citação de tendência do eleitorado.

E nessa condição, sem Miranda na disputa, verifica-se que a população depositaria seu voto praticamente dividida entre os pré-candidatos Dr. Veloso e Delegado Cunha.

SIMULAÇÃO SEM  CHAMONZINHO

Em um segundo cenário, sem a presença de Chamonzinho, o instituto  indica que o pré-candidato Tião Miranda ampliaria sua vantagem sobre os demais – comparando com a primeira simulação na qual quatro candidatos são disponibilizados à população.

Tião, nessa situação, alcançaria 7 %, seguido, bem distante, por Dr. Veloso, 9,7%;

Delegado Cunha, 9,1%.

Diante da ausência de Chamonzinho no questionário da pesquisa, Tião cresceria 1,6%, enquanto seus demais adversários (Veloso e Delegado), permanecem  no mesmo patamar de votação.

Dos entrevistados, 2,8% votariam nulo ou branco e 7,4%, indecisos.

 

SIMULAÇÃO SEM DELEGADO CUNHA

 

No terceiro cenário testado, sem a presença do delegado Cunha, Tião Miranda ganha 3,2% dos votos, passando para 74,2%;

Dr. Veloso, 11,1%.

Chamonzinho, 4,3%.

Nesse cenário,observa-se que 57,4% dos votos do delegado Cunha migram para Tião Miranda; 22,2% para Dr. Veloso.

 

SIMULAÇÃO SEM DR. VELOSO

 

Num cenário onde Dr. Veloso é retirado do questionário, Tião Miranda teria 72,4% de aceitação dos eleitores;

Delegado Cunha, 10,8%.

Chamonzinho, 4,9%.

Neste caso, dos votos de Dr. Veloso – 31,7% migrariam para Tião Miranda; 26,7% para delegado Cunha e 15% para Chamonzinho.

Ou seja, Veloso transfere  para Tião Miranda menos votos do que o delegado Cunha.

 

SIMULAÇÃO SEM TIÃO MIRANDA

 

Na possibilidade de Tião Miranda não ser candidato, a disputa ficaria entre Dr. Veloso e Delegado Cunha.

Há um empate rigorosamente técnico entre essas duas hipotéticas candidaturas: delegado Cunha 34,4% e Dr. Veloso 33,8%.

Em terceiro, Chamonzinho com 13,3%.

Brancos ou nulos, 9,1%.

Indecisos – 9,8 %

Nesse cenário, observa-se que 35,3 % dos votos de Tião Miranda  migrariam para Dr. Veloso, enquanto 31,8% seriam direcionados ao delegado Cunha.

Chamonzinho herdaria 14% dos votos do atual prefeito.

 

SIMULAÇÃO TIÃO E DR. VELOSO

 

No sexto cenário testado, com a polarização entre Tião Miranda e Dr. Veloso, o resultado eleitoral se comportaria da seguinte forma:

 

Tião Miranda – 77%

Dr. Veloso –    12,2%

Nulo ou Branco –  3,9%

Indecisos – 6,9%

 

SIMULAÇÃO TIÃO E DELEGADO CUNHA

 

Nesse cenário, polarização entre Tião Miranda e Delegado Cunha, a tendência do eleitorado seria assim:

Tião Miranda – 74,2%

Delegado Cunha – 13%

Nulos ou Brancos – 5,6%

Indecisos – 7,3%

 

Nota do blog: amanhã publicaremos mais dados sobre a pesquisa.

Pesquisa: Se as eleições fossem hoje, Tião Miranda teria 76% dos votos válido

Em três ocasiões anteriores, o blogueiro divulgou resultados de pesquisas realizadas em Marabá indicando  a popularidade do prefeito Tião Miranda sempre em alta.

Na última pesquisa alvo de nota deste blog, em setembro último, Tião aparecia com 72% de aprovação.

Em todas as situações , o blogueiro foi alvo de críticas por não  publicar os dados das consultas, embora explicasse as suas origens restritas a quem as encomendaram.

No meio desta semana, outra divulgação, pelo blogueiro, de novas pesquisas, todas ratificando a popularidade do prefeito e o sucesso de seu governo.

Como não havia autorização para mostrar explicitamente os números das consultas, houve até quem insinuasse “invenção” do blog para “subir a bola” do prefeito.

Insinuação canalha levando em consideração o fato de que basta sair pelas ruas da cidade conversando com as pessoas para auferir pesquisas espontâneas de amplo apoio ao desempenho do prefeito.

Pois bem, depois de divulgar esta semana a existência de três pesquisas, o blogueiro foi a campo e conseguiu, junto aos patrocinadores do trabalho de instituto de Belém, a liberação de alguns dados da pesquisa que ouviu 833 pessoas, nas zonas urbana e rural de Marabá.

O trabalho  é bem amplo.

Além de auferir o humor do eleitorado quanto sua preferência à sucessão de Tião Miranda, avaliou-se ainda o desempenho na prefeitura de Tião, avaliação do Governo Helder em Marabá, a percepção da população de melhorias por área de atuação da prefeitura,  rejeição de candidatos e outras avaliações.

O que mais chama a atenção é o quesito Voto Consolidado e Volátil de prováveis candidatos, que mostra Tião Miranda com a “mão na taça”, caso o prefeito decida-se mesmo pela reeleição.

Hoje, trataremos da divulgação do apanhado de intenção de voto e da satisfação da população de Marabá por morar no município.

Detalhe: a pesquisa colocou apenas quatro nomes, ou seja, aqueles mais comentados como prováveis candidatos: Tião, Manoel Veloso, Delegado Cunha e deputado estadual Chamonzinho.

Se a eleição fosse hoje, a simulação do voto espontâneo indica Tião Miranda com 43,3% das intenções;

Delegado Cunha – 2,9%

Dr. Veloso – 2,3%

Chamonzinho – 1, 7 %

 

O instituo  realizou várias simulações, inclusive uma na qual o prefeito Tião Miranda é retirado do questionário.

Publicamos hoje a simulação com todos os quatro pré-candidatos.

Tião Miranda – 69,9%

Dr. Veloso – 9,3%

Delegado Cunha –  8,3%

Chamonzinho – 3,5%

Nessa simulação com quatro candidatos,  analisando votação por áreas, Tião   detém 74,2% das intenções na zona urbana; e 52,8% na zona rural.

Dr. Veloso aparece em segundo com 8,1% da zona urbana e expressiva citação na zona rural, 13,2%;

Delegado Cunha em terceiro:  14,6% zona urbana e 6,55 % na Urbana;

Trocando em miúdos:  os resultados do estudo indcam expressiva vantagem eleitoral para o atual prefeito de Marabá, sobre os outros possíveis concorrentes.

Excluindo intenções de votos brancos e nulos,  se as eleições fossem hoje Tião Miranda venceria o pleito com mais ou menos 76% dos votos válidos;

Dr. Veloso teria 10,3% dos votos válidos;

Delegado Cunha chegaria apenas a 9,7% dos válidos;

Chamonzinho,  3,9%

Amanhã, publicaremos outras simulações

SATISFAÇÃO

Dos entrevistados pela  pesquisa, a auto-estima dos marabaenses é revelada lá em cima.

81,6% responderam que se sentem  satisfeitos por morar em Marabá; 6,1% estão insatisfeitos e 12,3 disseram que estão satisfeitos e em parte insatisfeitos.

Durante os próximos três dias, o blog continuará divulgando  alguns dados da pesquisa.