Márcio Miranda: -“Iterpa se consumiu em burocracia. “

“Iterpa se consumiu em burocracia. Falo isso com clareza, pois essa é uma das áreas que entendo. Não pode travar assim. Tenho lei aprovada nesse sentido enquanto fui deputado. E quero dizer pra vocês claramente: não tenho compromisso com erros. Tenho compromissos com os muitos acertos que o governo tem. Mas com os erros, não. Os acertos, vamos ampliar e aprofundar. Os erros, vamos corrigir. É possível e vamos fazer.” (Marcio Miranda, candidato ao governo do Estado, agora há pouco falando a empresários de Marabá)

Mulher do prefeito de Itupiranga ameaça demitir quem votar contra MDB

Quem mora nos municípios próximos a Itupiranga sabe que a família Milési sempre foi péssima administradora dos bens públicos da localidade.

Em seu primeiro mandato como prefeito, José Milési não deixou saudades.

De herança mesmo, só muita dívida.

Depois foi a vez da esposa dele, Joana Milési, que também assumiu a prefeitura, numa tentativa de manter o espólio eleitoral da família.

Joana também foi um desastre, considerada uma das piores gestões da história do município.

Anos depois,  a comunidade  decidiu testar novamente a inabilidade política e a incompetência administrativa do nome.

José Milési voltou a ser eleito prefeito, em 2016.

Passado um ano e meio de gestão, o que o chefe do executivo tem cultivado é o desgaste e  a insatisfação da população, diante do desastre que é seu governo.

Rega também, o prefeito, uma Ação Civil pública, por ato de improbidade administrativa relacionada à fraude em licitação que resultou na contratação pela prefeitura da empresa Consulte Soluções, Consultoria e Assessoria Ltda.-ME, também denunciada, causando  prejuízo aos cofres públicos  de R$480 mil.

A saga da família Milési à frente da administração de Itupiranga agora é coroada, também, com denúncias de assédio moral e ameaças de demissão  em massa de servidores, caso  o município não dê uma votação  vitoriosa ao candidato do MDB ao governo, Helder Barbalho, dia 7 de outubro.

Na manhã desta sexta-feira, 31, o blogueiro recebeu mensagens de pessoas conhecidas, residentes e funcionárias da prefeitura de Itupiranga, dando conta de que, semana passada, numa reunião na residência do casal José/Joana Milési, a primeira-dama teria feito a seguinte declaração, em tom de ameaça, a dezenas de servidores ali convocados.

– “Eu não sou o Zé (Milési, esposo). Eu sou diferente e vou cobrar: se dia 7 de outubro o Helder não tiver uma eleição consagradora aqui em Itupiranga, vou demitir muita gente”.

Ela, Joana, vai demitir, “terceirizando”, certamente, os atos administrativos que são de exclusiva responsabilidade  do marido ou do vice, legalmente constituídos pelo voto direto para gerenciar o município.

Narram as mensagens enviadas por redes sociais que o ambiente ficou “insuportável”, depois das ameaças de Joana.

Uma outra pessoa, também conhecida do blogueiro, foi além:

 

– “Aqui estamos vivendo momento de terror, porque a mulher do prefeito colocou espiões para ouvir conversas e saber quem vai votar ou não no seu candidato”, diz.

É isso.

O voto de cabresto sendo cobrado diretamente da fonte, sem meio-termos.

Cenário que lembra os coronéis dos anos 50/60, como se o eleitor, em plena era de tecnologia digital,  fosse bovino,  que a gente “tange, engorda e mata”.

Empoderamento de mulheres no sindicalismo é tema de dissertação

Sob o título “Empoderamento de mulheres no sindicalismo de trabalhadores e trabalhadoras rurais de Marabá”, Luciana Martins, filha de meu caro amigo Ademir Martins, ex-vereador de Marabá, defendeu sua dissertação  apresentada ao Programa de Pós-graduação em Agriculturas Amazônicas na Área de Concentração  Interdisciplinar da UFPA  e Embrapa – como parte dos requisitos para obtenção de título de Mestre em Agricultores Familiares e Desenvolvimento Sustentável.

Recebeu conceito excelente.

Orientador de Luciana foi o professor  Gutemberg Armando Diniz Guerra.

A dissertação teve como propósito analisar o processo de empoderamento das mulheres dirigentes do STTR –  Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Marabá.

Para a pesquisa,   o empoderamento foi considerado como ampliação de poder, nas dimensões econômica, social e política.

Durante o processo de pesquisa, Luciana identificou que as mulheres do STTR de Marabá, participaram de lutas variadas e obtiveram determinadas conquistas, mas também foram vítimas de descriminalização/machismo e violência doméstica no decorrer da militância sindical.

As conquistas – classificadas como indicadoras de empoderamento nas dimensões política e social – se referem ao acesso à sindicalização; às mulheres que se destacaram como lideranças na organização dos acampamentos e das associações dos projetos de assentamentos; conquistas específicas relacionadas à saúde da mulher como prioridade de atendimento das mulheres da zona rural nos postos de saúde.

Igualmente importante foi a conquista recente da paridade de gênero na diretoria do Sindicato, ou seja, 50% de mulheres e 50% de homens.

Segundo Luciana, o espaço da militância sindical, em que pesem todos os seus limites e condicionantes, em ambientes dominados por homens, como no STTR de Marabá, há um favorecimento ao debate sobre igualdade de gênero feito a partir de atividades de formação, que levam a um reposicionamento das mulheres no campo da política profissional.

O blogueiro felicita a pós-graduada e seus familiares contagiados pela conquista.

Canaã dos Carajás tem mais eleitores que habitantes

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou que em 308 cidades do Brasil o número de eleitores é maior que o de habitantes, considerando a estimativa populacional. Metade dos municípios onde ocorre a inversão está em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul e em Goiás e todos são de pequeno porte, segundo levantamento feito pela Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Em todo o país estão aptos para votar 146,8 milhões de eleitores, o que corresponde a 70,4% da população brasileira, de 208,5 milhões. Os menores colégios eleitorais do país estão em cidades com menos ou pouco mais de mil habitantes.

O município com menor número de eleitores é também o menor do país em habitantes: Serra da Saudade (MG), com 941 para 786 habitantes.

De acordo com a pesquisa da CNM, a maior diferença entre o eleitorado e a população residente ocorre em Canaã dos Carajás, sudeste paraense. A cidade tem 3.805 eleitores a mais que habitantes. Em Severino Melo (RN), Cumaru (PE) e Maetinga (BA), a disparidade entre eleitores e residentes também é maior do que 3,2 mil.

Márcio Miranda reúne-se com vários segmentos do Sudeste do Pará

Desde a quinta-feira, 30, o candidato ao governo do Estado Márcio Miranda percorre o Sudeste do Pará.

Fez ponta a ponta os municípios localizados na BR-222, de Marabá e Dom Eliseu.

Agora há pouco, Márcio retornou a Marabá.

Aqui permanecerá por todo o dia, finalizando contatos num comício marcado para as 19 horas.

No aeroporto de Marabá, quando desembarcou, centenas de pessoas saudaram Miranda.

Durante o dia de hoje, Márcio cumprirá seguinte agenda:

 

🔶 9h – Reunião com Prefeitos e vices.
Local: Hotel Del Princípe (Rua Marechal Rondon, 95. Bairro Amapá)
🔶 10h30 – Reunião com lideranças regionais.
Local: Hotel Del Príncipe
🔶 15h00 – Reunião realizada pela Associação Comercial e Industrial de Marabá (ACIM).
Local: Auditório da Tratorpecas ao lado da Faculdade Metropolitana.
🔶 18h30 – Inauguração do Comitê do MM25.
Local: Folha 31 Quadra 10 Lote 16 na VP8 lado da JVM Veterinária (antes um pouco da Casa da Cultura)
🔶 19h00 – Grande Comício
Local: Ginásio da Escola Claretiano (antiga A Fazendinha).

———————–

Atualização às 11:17

Márcio Miranda é recebido com festas e carreatas no sudeste do Pará

 

Mais de mil pessoas formaram uma grande carreata que coloriu de amarelo e branco as ruas do município de Rondon do Pará, encerrando a extensa programação desta quinta-feira (30) do candidato ao Governo do Estado, Márcio Miranda, que está cumprindo agenda na região sudeste do Estado. Antes, a população de Abel Figueiredo e de Bom Jesus do Tocantins também realizou carreata para festejar a presença do candidato na região.

 

Logo no início da manhã, Márcio Miranda chegou a Marabá e foi recebido com grande festa por correligionários, moradores e lideranças políticas. Em seguida, o candidato da coligação “Em Defesa do Pará” foi até Bom Jesus do Tocantins, onde foi recebido com carreata seguida de reunião com lideranças. Além de Márcio Miranda, também participaram da programação vereadores, prefeitos da região e candidatos nestas eleições, como Sidney Rosa, candidato ao Senado, o deputado federal Hélio Leite, candidato à reeleição, Tetê Santos, candidata à deputada federal, Cristina Malcher, candidata à deputada estadual e Heloísa Guimarães, também candidata à deputada estadual.

 

Para uma plateia formada por agricultores familiares, Márcio Miranda destacou que vai incentivar a produção dos pequenos proprietários. “Vamos incentivar a agricultura familiar pois ela representa uma identidade, algo mais forte que a geração de emprego. Ela fortalece laços, cria oportunidades e deve ser vista como um caminho para a dignidade. Sou filho de produtores rurais e sei o quanto muitos aqui trabalham duro para dar um futuro melhor para seus filhos. Precisamos dar as condições para isso”, destacou.

 

Em Abel Figueiredo, Márcio Miranda também foi recebido com uma carreata que percorreu as ruas da cidade e, no final, na avenida principal, fez um discurso agradecendo o apoio da população. “Mesmo com o sol forte, vejo no olhar o entusiasmo das pessoas. O brilho da esperança. Juntos, somos fortes e podemos enfrentar os poderosos. Não temos o que temer. A força de todos aqui, que também tem princípios e honradez, nos deixam maiores e mais certos da nossa vitória”, afirmou Márcio Miranda.

 

A programação do dia encerrou em Rondon do Pará, que fez uma grande festa para receber Márcio Miranda.

Centenas de veículos, entre carros e motos, participaram de uma grande carreata, que encerrou na avenida principal, onde foi inaugurado o comitê de campanha da candidata à deputada estadual Cristina Malcher, ex-prefeita do município.

O atual prefeito, Arnaldo Rocha, acompanhado de vereadores, lideranças comunitárias e da população em geral também prestigiou todo o evento.

“Tenho certeza que o Pará vai continuar em boas mãos, no rumo do desenvolvimento, sem deixar se desviar. Isso é fundamental para que a gente continue acreditando na política como instrumento de transformação social”, disse Rocha.

O prefeito de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná, presidente da Associação dos Municípios do Araguaia-Tocantins (AMAT), também marcou presença, assim como vereadores de vários municípios da região.

Em seu pronunciamento, ao agradecer a presença e entusiasmo de todos, Márcio Miranda se emocionou ao relembrar parte de sua infância, quando sua família mudou-se para a região.

“Estou em casa. Olhando as paisagens da estrada, lembrei muito da minha infância. Jamais imaginei que um dia seria deputado e que agora estou concorrendo ao Governo do Estado. Sou muito grato às oportunidades e encaro os desafios. Aprendi isso com meus pais. Eles tiveram coragem, assim como muitos aqui desta região ou seus pais. E que sonham com dias melhores, com crescimento através do esforço, da produção. Vamos, juntos, todos, construir essa realidade. Não nasci em berço de ouro. Nasci em família de trabalhadores, produtores rurais e isso muito me orgulha. E é com essa honradez, com essa responsabilidade que vamos trabalhar e defender o Pará”, declarou Márcio Miranda.

 

Agenda – Nesta sexta-feira (31), Márcio Miranda retorna a Marabá, onde participa de reuniões e encontros com lideranças locais. Às 15 horas, tem encontro com representantes do setor produtivo local e às 19 horas tem reunião ampliada com lideranças comunitárias e a população. No sábado, Márcio Miranda e comitiva seguem para programação em Nova Ipixuna, Jacundá, Goianésia do Pará, Breu Branco e Tucuruí. (Assessoria de Imprensa de Márcio Miranda)