Prefeito de Terra Alta condenado a trocar pintura de prédios

Depois de pintar os prédios públicos de seu município de azul e amarelo, cores do partido pelo qual foi eleito (PSD), o prefeito de Terra Alta,  Doca Albuquerque, vai ter que desembolsar do próprio bolso os custos da retirada da pintura.

O carantonha também padronizou de azul e amarelo os uniformes dos servidores, e das placas indicativas de obras e propaganda oficial.

A decisão é do juiz Luiz Cardoso, da comarca de Terra Alta, município com doze mil habitantes, distante 100 km de Belém, no Nordeste do Estado.

Mudança na Comunicação da Prefeitura de Belém gera polêmica e contrainformação

Nem bem saiu no Diário Oficial a exoneração do então  coordenador de comunicação da prefeitura de Belém, Igor Fonseca, disparos de contrainformação partiram de todos os lados.

O ambiente salpicado de fofocas, ensejou todo tipo de “versões”, conforme narra amigo do blogueiro que trabalha na prefeitura de Belém, e que atua em posto privilegiado do governo.

– “Sobrou até para o coitado do Orly” (Bezerra, publicitário dono da agência Griffo, que detém a conta da PMB), que não participou em nenhum momento desse episódio de substituição do secretário demitido” -, conta a fonte, adiantando que a “queda do Igor já era esperada desde o início do ano, devido a uma série de contratempos na forma como a comunicação do governo vinha sendo conduzida”.

Em verdade, diz a fonte, o ex-coordenador da Comus “era pra ser demitido na primeira semana do ano, só que o prefeito Zenaldo Coutinho preferiu pesquisar um nome que pudesse vir substituir o Igor Fonseca com perfil de pessoa experiente na área, e com leitura política capaz de realizar uma boa comunicação. Algo ocorrido nas últimas horas que irritou o prefeito deve ter sido a gota d´água para a mudança de estratégia”.

Perguntado se Fabiana Cabral, nomeada substituto interina do ex-coordenador, poderia ser efetivada definitivamente no cargo, o amigo do blogueiro não acredita nessa possibilidade.

“O prefeito vai ter um outro coordenador, dentro do perfil que ele desenhou”.

—————

Atualização às 12:43

 

Em sua rede social, o jornalista Igor Fonseca postou um vídeo esclarecendo as razões de sua saída da Comus, desmentindo de vez versão de que ele teria sido defenestrado da Comunicação da prefeitura de Belém a pedido do publicitário Orly Bezerra.

Assistam ao vídeo de dois minutos:

 

 

 

Caso de exploração sexual infantil julgado em Açailândia

Na quinta-feira (1) de fevereiro, a partir das 9h, no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), em São Luís, haverá o julgamento de um caso emblemático de exploração sexual infantil. As vítimas dos crimes eram duas meninas, que contavam, à época dos fatos, com 12 e 13 anos. Os fatos criminosos em julgamento envolvem homens da elite empresarial e política da cidade de Açailândia entre eles, um ex-secretário municipal, advogados e empresários. O caso foi investigado pela CPI da Pedofilia da Assembleia Legislativa do Maranhão e ficou conhecido como Caso PROVITA de Açailânida porque na época as vítimas tiveram que ser encaminhadas ao Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas em virtude das ameaças de morte que estavam sofrendo.

A denúncia do Ministério Público do Maranhão, feita em 2007, aponta que as duas vítimas viviam em situação de vulnerabilidade social e foram aliciadas por Fabiano Souza Silva para realizar “programas” em Açailândia e, posteriormente, em outras cidades como Imperatriz (MA) e Teresina (PI). A situação perdurou por cerca de oito meses e as adolescentes foram resgatadas em uma ação do Conselho Tutelar de Açailândia.

Em 2016, o juiz da Primeira Vara Criminal de Açailândia, Pedro Guimarães Júnior, condenou em primeira instância Antônio Borges Neto, Antônio Sildemir da Silva Moreira, Geraldo Henrique Menezes da Silva, Ildenor Gonçalves dos Santos, Luis Janes Silva e Silva e Pedro Rodrigues de Sousa, a oito anos de reclusão cada, com cumprimento inicial em regime semiaberto e possibilidade de recorrer da decisão em liberdade. A pena foi com base no artigo 217-A do Código Penal: “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos”.

Outro sentenciado foi Fabiano Souza Silva, condenado com base no artigo 244-A do Estatuto da Criança e do Adolescente que se refere a “submeter criança ou adolescente à prostituição ou à exploração sexual”. Ele recebeu a pena de três anos e seis meses de reclusão, em regime aberto.

Os réus recorrem ao TJ-MA em busca da reforma da decisão de primeira instância, por sua absolvição. As vítimas também recorreram porém sustentando a necessidade do aumento das penas e que o regime inicial de cumprimento seja o fechado.

Cabe agora ao Tribunal de Justiça decidir pelo manutenção da condenação com ou sem o aumento da pena, ou pela absolvição dos sete réus. Na audiência serão ouvidos a Procuradora de Justiça Regina Rocha, representando o Ministério Público, o advogado Danilo Chammas, representando as vítimas e os advogados de defesa dos sete réus que quiserem se pronunciar.

Serão três desembargadores da 2ª Câmara Criminal do TJ-MA a votar. O desembargador relator é José Bernardo Silva Rodrigues e o desembargador revisor é Vicente de Paula Gomes de Castro. O outro Desembargador que faz parte dessa Câmara é José Luis Almeida, que declarou-se impedido e não participará do julgamento. Um outro magistrado deverá ser convocado para substituí-lo.

A Procuradoria de Justiça em seu parecer de 50 páginas, opinou pela improcedência dos recursos dos acusados e pela procedência do recurso das vítimas. Ou seja, recomendou aos Desembargadores que mantenham a condenação, aumentando a pena e impondo um regime inicial de cumprimento mais severo (fechado).

Na manhã da última terça-feira (30), por volta das 11h30, compareceram ao gabinete do Desembargador Relator, o Senador da República João Alberto (PMDB-MA) e o Desembargador do TJ-MA Jamil Gedeon (que não atua neste caso). Enquanto os três conversavam, os réus Antonio Borges Neto e Ildenor Gonçalves dos Santos aguardavam o resultado da reunião na ante-sala do gabinete. Pelo menos outros dois acusados foram vistos no Tribunal de Justiça na mesma manhã.

A sociedade civil de Açailândia, a Igreja Católica, entidades como o Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos “Carmen Bascarán” e a Rede Justiça nos Trilhos, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e o Conselho Tutelar acompanham de perto o caso, que já perdura mais de 12 anos, e esperam que o TJ-MA julgue o caso com imparcialidade e mantenha as condenações dos réus, aumentando as penas como medida de Justiça, acolhendo o parecer feito pela Procuradoria de Justiça. (Por: Mikaell Carvalho)

Águia enfrenta São Raimundo em Santarém

 

A delegação do Águia de Marabá é a que mais tem viajado nessa primeira fase do Campeonato Paraense. Se contabilizadas as idas e vindas às três cidades onde aconteceram os jogos, até o momento o Águia rodou nada menos que 1.844 quilômetros nas estradas paraenses.

Fora isso, a idas e vindas até Itupiranga, onde o time tem feito os treinos técnico tático.

E mais uma viagem já está programada, desta vez nada menos que 1.057 km, até a cidade de Santarém, onde o Azulão enfrenta o São Raimundo.

O jogo acontecerá no está no estádio Colosso do Tapajós, casa do adversário, no próximo domingo, dia 04/02, por isso o time azulino já embarca na sexta para Belém, de onde segue para Santarém.

Essa rotina de viagens é uma preocupação para a equipe técnica.

“Nós estamos vindo de um período quase que só de jogo e viagem, praticamente sem treino ou descanso. Esta semana conseguimos voltar à normalidade dos treinos e descanso físico, o que é muito importante”, destacou o preparador físico Gesiel Passiani.

Ele acrescentou ainda que a recuperação passiva, ou o descanso propriamente dito, é necessária, mas no caso dos jogadores, deve haver o treino recuperativo e treino para aumento de performance. “Ontem (30) já conseguimos ver uma melhora no desempenho dos jogadores, eles não estão mal fisicamente, tanto que tiveram um bom desempenho da primeira à terceira rodada, já no último jogo todos sentiram o desgaste das viagens. Com certeza contra o São Raimundo o time terá um desempenho muito melhor”, completou Gesiel.

Até sexta, quando viajam novamente, os jogadores realizam treinos recuperativos, preparação física e treinos táticos com o técnico João Galvão, na cidade de Itupiranga. O Águia vem de duas derrotas seguidas e é o quarto na classificação geral do grupo A1, à frente somente do Cametá. A parcial do Azulão é de 4 pontos, com uma vitória, um empate, duas derrotas, dois gols marcados e 4 sofridos. (Assessoria do Águia)

Semma convoca aprovados em Concurso Público
Nem bem assumiu o cargo na Secretaria de Meio Ambiente de Marabá, o engenheiro Rubens Sampaio conseguiu do prefeito Tião Miranda autorização para montar  equipe de profissionais que irão realizar análises dos processos para a Licença Ambiental das atividades rurais da Zona Rural de Marabá.
A natureza do serviço, é inédito no município, que agora poderá oferecer aos  produtores rurais  com até dois mil hectares de área, licenciamento rural antes obtido somente na Secretaria do Estado de Meio Ambiente.
A seguir, relação de candidatos aprovados em concurso público que estão sendo convocados pela secretaria para se habilitarem aos cargos relacionados:
ENGENHEIRO FLORESTAL
1o. lugar – Érika Luiz Souza de  Araújo
ENGENHEIRO AGRÔNOMO
1o. lugar – Esivaldo Barroso Rufino
2o. lugar – Natalha Gondim Simão
3o. lugar – Francisca Eliane Guiar Bezerra
FISCAL AMBIENTAL
1o. lugar -Paulo Edilson de Lima Chaves
2o. lugar -Wanderson Fernandes da Silva
3o. lugar – Louhnn Aflanio Lourenzo de Souza