Prorrogadas inscrições para trabalho na EFC

Publicado em 30 de novembro de 2011

 

Assessoria de Imprensa da Vale informa:

 

Continuam abertas até o dia 15 de dezembro as inscrições para 225 vagas para manutenção de via permanente da Estrada de Ferro Carajás (EFC) no Pará e Maranhão. Os interessados podem efetuar a inscrição pelo site www.vale.com/oportunidades. Para se candidatar ao cargo de oficial de via permanente é necessário ter o ensino médio. Já para o cargo de técnico de via permanente os candidatos precisam ser formados em edificações, estradas, construção civil, ferrovia ou materiais.

As vagas são para as cidades de Marabá, Parauapebas, (PA) e São Luis, Santa Inês e Açailândia (MA). Os candidatos selecionados terão benefícios como assistência médica e odontológica, transporte, alimentação, seguro de vida e formação educacional.

Da canela pra baixo

Publicado em 30 de novembro de 2011

 

“Núcleo duro” venceu a queda de braço na Frente do Sim.

A temperatura vai subir no Horário Eleitoral.

Aguardem.

Pesquisa mostra injusta distribuição de médicos

Publicado em 30 de novembro de 2011

 

 

Na região Sul, as taxas equiparam o Brasil ao seleto grupo de países desenvolvidos, cuja distribuição de médicos, por mil habitantes, está dentro do aceitável.

Já na região Norte, somos parecidos aos países africanos.

Pelo menos é essa a conclusão da pesquisa Demografia Médica no Brasil realizada pelo Conselho Federal de Medicina,  e divulgada agora à tarde, situando dados gerais e descrições de desigualdades, nessa seara.

Apesar do Brasil estar vencendo a pobreza, o atendimento à saúde do brasileiro mostra-se irredutivelmente distante da realidade que sonhamos.

Diante dos números do CFM, algumas considerações do blog:

Primeiro, urge medidas urgentes para o aperfeiçoamento na formação do médico; fim da abertura indiscriminada de faculdades de medicina; e a adoção, por parte dos governos, de políticas públicas que fixem especialistas nas periferias dos grandes centros urbanos e nas pequenas cidades.

Essas colocações são temas, quase sempre, de fóruns de Saúde Pública.

Os ministérios da Saúde, Educação, Planejamento e Fazenda precisam trabalhar em conjunto para melhorar a qualidade da saúde oferecida à população. A saúde precisa ter orçamento próprio e, uma das saídas, a imediata regulamentação da Emenda Constitucional 29, que define os percentuais que os governos federal, estaduais e municipais devem investir na área que se encontra morfando em alguma gaveta do Congresso Nacional.

Há uma outra medida a ser contemplada, como ação lógica para melhorar a qualidade do atendimento médico, principalmente nas regiões mais pobres: a adoção do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV).

Fala-se muito, e nada se realiza, sobre a necessidade, também urgente, dos gestores nos estados e nos municípios adotarem política de estado para a saúde, a fim de evitar a interrupção dos programas a cada troca de gestor.

Sobre a necessidade de se fixar o médico nas periferias dos grandes centros urbanos e em regiões remotas, médico amigo do pôster assegura: – “O que fixa é a residência médica, remuneração adequada e condições técnicas e tecnológicas para o médico trabalhar”.

Ainda sobre a relação entre a oferta e a demanda de médicos no País, a pesquisa do CFM mostra que a maioria desigual distribuição de médicos no Brasil está nos grandes centros urbanos e na faixa litorânea do Brasil.

O estado que apresenta a melhor distribuição de médicos entre capital e interior é Santa Catarina, onde não há nenhuma cidade sem esse profissional. A pior distribuição está nas regiões Nordeste e Norte.

Cuiabá, Macapá, Teresina, Belém, Porto Velho, Rio Branco, Boa Vista, Palmas, São Luiz, Maceió, Salvador, Campo Grande e Brasília têm menos de 3 postos de trabalho médico ocupados no SUS por 1.000 usuário do serviço público.

Vale esclarece sobre processos judiciais

Publicado em 30 de novembro de 2011

 

Assessoria de Imprensa da Vale solta nota à imprensa sobre processos judiciais:

 

 

A Vale esclarece que a decisão judicial do Tribunal Regional Federal da 2a Região foi proferida em Embargos de Declaração (referentes a decisão divulgada em press release divulgado pela Vale em 29 de março de 2011), cujo acordão nos foi dado ciência na tarde de 28 de novembro de 2011 e a matéria relativa a lucros no exterior não está definida, vez que ainda será submetida ao STJ – Superior Tribunal de Justiça e ao STF – Supremo Tribunal Federal.

Esclarece, ainda, que os débitos relativos a esse assunto são objeto de autos de infração atualmente discutidos na esfera administrativa, nos quais foram proferidas decisões recentes favoráveis à Vale e que a decisão judicial não produz efeitos diretos sobre esses valores, não havendo, portanto, impacto econômico e financeiro imediato.

Disque Denúncia volta a funcionar

Publicado em 1 de dezembro de 2011

 

Nota enviada pela gerência do Disque Denúncia:

 

O Disque Denúncia Marabá informa que o serviço telefônico de atendimento à população está funcionando normalmente, a central estava sem funcionar desde o início da manhã de hoje por problemas técnicos com o fornecedor dos serviços telefônicos.

Continue contribuindo com a segurança em Marabá, Disque Denúncia (3312 3350).

 

Nota do blog: tipo de nota que deixa o consumidor satisfeito, sinal de que ele está sendo respeitado pela prestadora de serviço. De certa forma, fato novo na cidade já que são raríssimas as empresas que têm essa preocupação em compartilhar suas dificuldades com a sociedade,  reportando   falhas e paralisações em cima do lance.

Parabéns à gerência do Disque Denúncia.