Hiroshi Bogéa On line

Vítima da "saidinha"

A sensação é de terremoto aos pés.

Tudo muito rápido, sem tempo para reação. E é até bom que não haja reação!

Descer do carro, e, antes de abrir a porta de casa, sentir um revólver em sua nuca com os gritos de “passa o dinheiro que tu guardou aí nesse bolso, vagabundo“!

A ponta do cano do trabuco encostando no bolso onde realmente estava a quantida de R$ 4 mil sacada minutos antes numa agência bancária.

O otário, no caso, foi o gente boa aqui, assaltado na porta da empresa, ao meio dia.

Não há dúvida, temos, sim, nosso dia de “mané”.

E, como a propaganda do sutiã, a primeira vez a gente nunca esquece.

Post de 

3 Comentários

  1. Anonymous

    2 de junho de 2010 - 22:50 - 22:50
    Reply

    Amigo Hiroshi, tbm fui vítima, no domingo. Levaram meu belo e amado cordão, estimado ao valor de sua perda em espécie (R$4000). O "engraçado", é que nós que somos os "vagabundos", né?!. Q coisaaa!!!

    Junior do Teclado

  2. Hiroshi Bogéa

    2 de junho de 2010 - 19:12 - 19:12
    Reply

    Vocè divulgou corretamente, Larércio. Foi há seis dias, realmente. Abs

  3. Laércio Ribeiro

    2 de junho de 2010 - 18:36 - 18:36
    Reply

    Então era verdade o que publicamos em nossa página (http://laercioribeiro700.blogspot.com/2010/05/assaltaram-o-blogueiro.html#links) seis dias atrás. E pensar que a coisa ainda vai ficar pior, quando a população de hoje for duas vezes maior e essa gente cretina estiver saindo pelo ladrão. Como diria Ademar Rafael, ao seu estilo bem nordestino de protestar: É de lascar!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *