Sucessivos fracassos em campanhas do Águia revelam gestão inoperante

Publicado em 9 de dezembro de 2013

 

 

Mais um fracasso do Águia de Marabá.

Agora,  mais humilhante, ao ficar fora da Fase Especial do Campeonato Paraense, superado pelo Gavião  Kyikatejê, time marabaense que disputa a competição pela primeira vez.

Jogar a culpa  de mais um  insucesso do time nos jogadores, é ato de tentar esconder o sol com a peneira.

A responsabilidade  da tragédia é de sua diretoria e da gestão técnica.

Está passando da hora do presidente do time, Sebastião Ferreira, e seu diretor técnico, João Galvão, admitirem que o atual modelo aguiano entrou em total processo de estafa, não vinga mais.

Já se vão mais de dez anos de tentativas infrutíferas.

Relembrar sempre a vitória sobre o Fluminense no Mangueirão, como feito maior do clube, é muito pouco.

O Independente, em seu primeiro ano participando o Campeonato Paraense, sagrou-se campeão.

A situação atual  do Águia é de total descrédito.

Nenhum patrocinador quer correr o risco de deixar sua marca estampada numa camisa perdedora.

O blog sempre  reservou total apoio aos  dirigentes aguianos, chegando, inclusive, a disfarçar situações,  omitindo alguns resultados desastrosos, nas publicações do sítio.

A partir de agora, é impossível fechar os olhos para a realidade lamentável.

Se não houver iniciativa da diretoria para mudanças radicais, o problemas se estenderá à natureza mais complexa.