Se a onda chegasse por aqui…..

Publicado em 27 de abril de 2013

 

 

Se a moda pega, no Brasil, sobrariam poucas igrejas ditas evangélicas – a não ser, claro, aquelas tradicionais que fazem de suas atividades um verdadeiro instrumento evangelizador.

 

Em Angola, o governo decidiu acabar com a  charlatanice que domina grande parte das ditas “instituições religiosas”, entre elas, Universal do Reino de Deus,  Mundial do Poder de Deus, Mundial Renovada e Igreja Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém

A informação saiu agora, no UOL:

 

 

O governo de Angola baniu a maioria das igrejas evangélicas brasileiras do país.

Segundo o governo, elas praticam “propaganda enganosa” e “se aproveitam das fragilidades do povo angolano”, além de não terem reconhecimento do Estado.

“O que mais existe aqui em Angola são igrejas de origem brasileira, e isso é um problema, elas brincam com as fragilidades do povo angolano e fazem propaganda enganosa”, disse à Folha Rui Falcão, secretário do birô político do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) e porta-voz do partido, que está no poder desde a independência de Angola, em 1975.

Cerca de 15% da população angolana é evangélica, fatia que tem crescido, segundo o governo.

Em 31 de dezembro do ano passado, morreram 16 pessoas por asfixia e esmagamento durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus em Luanda. O culto reuniu 150 mil pessoas, muito acima da lotação permitida no estádio da Cidadela.

O mote do culto era “O Dia do Fim”, e a igreja conclamava os fiéis a dar “um fim a todos os problemas que estão na sua vida: doença, miséria, desemprego, feitiçaria, inveja, problemas na família, separação, dívidas.”

O governo abriu uma investigação. Em fevereiro, a Universal e outras igrejas evangélicas brasileiras no país — Mundial do Poder de Deus, Mundial Renovada e Igreja Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém– foram fechadas.

——————-

Atualização às 14:01

É contra essa patifaria que o blog – e o poster -, sempre se posicionou.

Igrejas evangélicas sérias no Brasil, existem muitas, referenciadas, cujas raízes históricas são solidificadas através dos anos, pela idoneidade e doutrinas  essencialmente bíblicas.

São aquelas que praticam missões,  pregando  o evangelho nos lugares onde a palavra de Deus não tem acesso.

E essas verdadeiras instituições religiosas regadas a honestidade e princípios, são as que deixam um legado, através de escolas, universidades, hospitais, faculdades teológicas, centros sociais, ONG’s, projetos e programas sociais de norte a sul do Brasil.

São transparentes quanto a forma de prestação de contas aos seus membros e incentivam o conhecimento de seus estatutos e regimentos.

Essas igrejas evangélicas merecem todo o respeito do blog – e de se seu titular.

Respeito e admiração.