Hiroshi Bogéa On line

Quebra-Pau na sessão itinerante da AL em Marabá

 

 

Quebrou pau a primeira reunião itinerante da Assembleia Legislativa, agora há pouco, em Marabá.

Tudo começou quando o deputado Tião Miranda (PTB), no afã de subir a bola do governo do Estado, usou a tribuna para denunciar, segundo ele,  a inexistência de obras do governo federal em Marabá.

A bancada de oposição, unida, desceu a ripa.

Houve gritos de protestos e o clima pesou, com algazarra se formando naquela sessão que seria de origem “histórica”, segundo os organizadores do deslocamento do parlamento.

Deputado estadual Carlos Bordalo (PT), aos berros, foi à frente das cadeiras dos parlamentares, brandando os braços em direção a Tião Miranda:

 

Mais tarde, quando eu for falar, vou acabar contigo, Tião. Vou acabar contigo! Como tens a desfaçatez  de falar isso?  Só quem investe aqui na região é o governo federal, é o governo federal!

Como o objetivo da sessão itinerante era unir parlamento e comunidades em torno de lutas por bandeiras históricas, entre elas, Alpa, hidrovia, pavimentação da Transamazônica e obras do governo estadual para os municípios, o pronunciamento infeliz de Tião Miranda entornou o caldo.

O clima, agora, é de total agressividade, aguardando-se, para esta tarde, grande emoções, já que o discurso de Carlos Bordalo passou a ser a pauta principal da sessão vespertina.

Outros que também desafinaram em seus pronunciamento, a deputada estadual Tetê Santos e o prefeito de São Domingo, Pedro Paraná, porta-vozes de falas agressivas ao governo federal, e de oba-oba ao governo estadual.

Maioria dos parlamentares estaduais lamentou a partidarização da sessão, considerando que o objetivo da reunião era outro.

Post de 

17 Comentários

  1. Guerrilheiro

    15 de maio de 2013 - 22:57 - 22:57
    Reply

    CAra nunca vi tanta asneira, e então o Tal tião do Não, querendo aparecer. ele não faz nada, a sim fez ficou contra o Carajas. bem. quanto ao que vi ali um desespero para a reeleição, é uma vergonha. vem os copas do mundo atraz dos votos.

  2. ouvidor de promessa.

    15 de maio de 2013 - 15:29 - 15:29
    Reply

    Amigo pensador vamos deichar paixões politicas de lado e tentar ver as coisas com mais visão tecnicas.
    Quantos anos fas que S r, Tião Miranda deichou a prefeitura de Maraba? ja fas quatro anos, e se neste periodo de tempo vc comprase um: carro, ou uma moto, ou uma casa, e neste tempo todo vc não fosse vaser as revisões periodicas, ou algums concertos que por ventura surgirse vc não teria nem mais nem um bem por mais que fosse duravel.

  3. j

    15 de maio de 2013 - 14:42 - 14:42
    Reply

    esse jedean e babão do tião.

  4. Anonimo

    15 de maio de 2013 - 10:04 - 10:04
    Reply

    O deputado Bordalo, do Pt, disse em alto e bom tom, que o Tião não participa das sessões e nem das reuniões das comissões em defesa de Marba´e região. Tião ficou com tanto medo, que foi pedir para o colega, não o ofender da tribuna. Foi humilhado em público e na frente de todos pelo deputado Bordalo. Em suma, o caro TiÕA do não, nem na ALEPA TRABALHA.
    aqui, obra do Gov. Est. é uma brincadeira em se comparando com os recursos e obras do Gov. Federal

  5. pois é né

    15 de maio de 2013 - 08:41 - 8:41
    Reply

    Conta mais como foi a tarde?

  6. Pensador

    15 de maio de 2013 - 08:24 - 8:24
    Reply

    É meus caros marabaenses, essa sessão itnerante está mostrando de fato para que veio. Simplesmente um meio para a prática dessa politicagem sem graça, como forma de iludir o nosso povo. Mas estamos todos bem atentos. Não adianta o Senhor deputado ditador Tião Miranda vim com essa ondinha de querer levantar a moral do jateve que aqui não cola não. E tem mais uma coisa senhor deputado: peça pro seu puxa saco Milton Farias, pra quando ele for criticar a tapagem de buracos nas ruas de Marabá feita pelo atual prefeito, ele explicar pro povo de marabá que esse asfalto está assim todo esburacado porque você que o fez dessa maneira, sem qualidade nem durabilidade, interessado unicamente em ganhar dinheiro através de sua empresa lembra?

  7. j

    15 de maio de 2013 - 08:23 - 8:23
    Reply

    eese tião só arruma para panelinha dele, como tal de agenor gacia,e katia americo, não tá não pouco preoucupado com marabá. covarde fica do lado do simão preguiça.

  8. carlos

    15 de maio de 2013 - 07:53 - 7:53
    Reply

    jedean do não ,queremos saber e dos recursos para nossa região na para area metropolitana

  9. Ernesto Santos

    14 de maio de 2013 - 22:08 - 22:08
    Reply

    Meu caro Aguiano,

    A maioria das obras significativas realizadas em Marabá tem recursos do Governo Federal: Orla Sebastião Miranda, duplicação da BR. 230, PAC do Cabelo Seco, Minha Casa, Minha Vida, Luz Para Todos, só para exemplificar as mais importantes e recentes.
    Esperava-se do deputado ex-prefeito pelo menos um discurso honesto.
    E quanto à saída dele do PTB, me parece coerente, pois ele precisa de um partido de oposição ao Governo Federal, que ele tanto odeia. O ninho tucano é o ideal para ele pousar.

  10. Anonimo

    14 de maio de 2013 - 20:14 - 20:14
    Reply

    Ouvindo o pronunciamento do Tião so não eu lembro da musica que faz sucesso na novela das oito não sei porque?

  11. ouvidor de promessa.

    14 de maio de 2013 - 19:52 - 19:52
    Reply

    João salame só botou fogo na fogueira e saiu de fininho, mais se esqueceu de lembrar que quando era deputado estadual no governo petista, ele so vivia anuciando nas radios e em jornais um volomoso emprestimo ao Pará, que ele ia votar a favor sim, pois iria destinar uma bôa grana pra Maraba. Perguto ao hoje prefeito, porque ele fes um estardalhaço dizendo que iria reforma o colegio estadual Anisio Teixeira trasformado o mesmo em um colegio modelo?

  12. Jv Não voto para gov do Pará

    14 de maio de 2013 - 19:18 - 19:18
    Reply

    O Tião esta certo…O governo federal e estadual só investião em MARABÁ quando ele era PREFEITO..

  13. Norma

    14 de maio de 2013 - 18:00 - 18:00
    Reply

    Aguiano, em um dos comentários que fiz a respeito dessa dinheirama toda que os deputados que nada fazem vão gastar aqui nessa tal sessão itinerante: ficou, já logo cedo na apresentação arrogante do Tião do Não, que, Eu,estava certo dada as besteiras, e babozeiras desferidas pelo mesmo, diante de uma pláteia totalmente desconcertada, sem saber o que fazer e como fazer para alcançarem seus tentos….não deu e não vai dá certo! Pois, fica evidente o descompasso dos ” nobres ” pares, em um momento que poderia se transformar em um fato histórico para Marabá e região. Esse, comportamento externados aqui pelos “deputados”, traduz na sua essência, exatamente como eles se comportam lá em Belém na assembleia Legislativa. É, triste, muito triste mesmo, vê, isto acontecento no momento em que atravessamos a maior crise, administrativa e financeira da historia de Marabá, deixada como presente no seu CENTENÁRIO, pelo bandido do Maurino. Seria melancólico, se não fosse verdade!!!!!!!

  14. Jedean

    14 de maio de 2013 - 17:29 - 17:29
    Reply

    Quero ao blog que estou presente desde o inicio e a questão em discursão foi salutar para os trabalhos (faz parte). Agoro no periodo da tarde corre de maneira a se produzir. Bem como a a prpvação da Região Metropolitana. E cota de vagas de 50% das vagas fo curso de medicina ofertada pela UEPA.

  15. John Lenon da Silva

    14 de maio de 2013 - 17:14 - 17:14
    Reply

    É, realmente faltam investimentos das duas esferas de governo em Marabá, assim como em toda nossa região, mas o ex prefeito, como sempre para não fugir á regra de xupa saco do “Jateve” esquece-se que a obra mais importante do governo dele ( a orla, que ele ainda batizou com o nome do pai) foi igualzinha á duplicação da BR 230 feita pelo “Malino”; totalmente concebida com recursos oriundos do governo federal, – ou ele pensa que engana alguém por aqui? Podemos listar ainda: As 5.100 casas populares, a obra das casas e orla do Rio Itacaiúnas que eles vieram aqui (na maior cara de pau) entregar como se fora do estado, os recursos de ampliação de UTI’s do Hospital Regional, que é a única obra do estado em Marabá; A obra de ampliação da captação e distribuição de águas da Cosanpa também é toda concebida com recursos do PAC, ainda é muito pouco, mas…VAI ENGANAR OUTRO, TIÃO DO NÃO! Vem fazer vergonha defendendo esse governadorzinho de merda aqui em Marabá!? Já perdeu a eleição de prefeito pra essa puxação de saco…

  16. anonimo

    14 de maio de 2013 - 16:18 - 16:18
    Reply

    Parabens deputado Tião Miranda, fomos enganados e está na hora de botar o dedo na ferida, a ALPA valeu uma carreata com empresários e políticos, a Hidrovia está na mesma toada, até que enfim alguém se levanta e começa fazer política nessa cidade, não adianta o deputado do PT com seu viés bolchevique tentar cala-lo, a verdade está a vista

  17. Aguiano

    14 de maio de 2013 - 14:40 - 14:40
    Reply

    Na verdade, pelo que posso verificar, tanto Tião Miranda quanto Bordalo estão certos, pois nem a esfera federal e nem a estadual tem obras ou ações relevantes para o desenvolvimento de Marabá e da Região Sudeste do Estado. Em suma, nosso sofrimento é grande e, pelo que observamos, muitas vezes parece que vai se perpetuar.
    Certo é que nossa região – principalmente Marabá, por ser pólo de todo o sudeste e sul do Pará – cresce e se desenvolve por vontade de sua aguerrida população. E ai devemos loas aos empreendedores locais que, a despeito de políticas públicas eficientes para fomentar o desenvolvimento, arregaçam as mangas e partem para a luta a exemplo destaque-se Leolar, Revemar, Sinobrás, pecuaristas, comerciantes em geral e todo nosso povo que continua depositando esperanças de que vamos ser grandes. Enumerei poucos mas são muito so que acreditam na região…
    Ora, de fato não podemos apontar uma obra eficaz de desenvolvimento ou uma ação que seja em andamento com recursos federais, mas cremos que elas chegarão. Assim como não vemos nada que possa fomentar de fato o desenvolvimento sendo tocado pelo Estado. Conversa mole a gente até escuta muita, mas na prática, até agora, muito pouca coisa.
    Mas, continuamos acreditando.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *