Hiroshi Bogéa On line

Por ora, só a opinião pública dançou

 

 

A Câmara de Vereadores vai retomar os trabalhos do segundo semestre.

De cara, tem a obrigatoriedade de rever, com a seriedade que o tema exige, os crimes praticados pela vereadora Elka Queiroz (PTB) de falsificação de documentos

Como se sabe, numa  tentativa de “livrar a cara” às críticas impostas pela população pela falta de posicionamento diante do primeiro ato doloso da vereadora peralta, maioria dos parlamentares a puniu de forma branda, caracterizando o comprometimento da própria Casa com os atos imorais de Elka.

Durante o desenrolar do processo que apurou os atos improbos de Elka, tentou-se agravar a censura à vereadora, impondo-lhe uma suspensão de mandato por mais de 60 dias. Mas a idéia não prosperou.

A pena de apenas 30 dias de suspensão definida pela CM, como não poderia deixar de ser, provocou calorosa comemoração por parte da vereadora indecorosa. Dizem que houve até festa, com direito a dança e tudo.

Flagrada agora com as roupas no joelho diante das investigações do Ministério Público, o mandato de Elka encontra-se moralmente execrado, com a opinião pública exigindo sua cassação, independente de posicionamento da Justiça, que logo se manifestará, certamente, também favorável ao afastamento definitivo de Elka da vida pública.

Se quiser de fato fazer algo útil, a Câmara tem  obrigação moral de abrir processo de cassação da parlamentar. Todo o resto é conversa fiada.

Mas o eleitor ainda pode fazer a vereadora dançar uma última vez nas urnas de outubro de 2012. É só querer.

Post de 

5 Comentários

  1. MARIA PEREIRA

    10 de outubro de 2011 - 13:01 - 13:01
    Reply

    Estou sabendo Hiroshi que a Elka está saindo nas igrejas dando depoimento que tanto é que foi injustiça que foi absorvida, será que ela tem essa cara de pau? Deus realmente é grande que ela vai ser de fato cassada aí sim ela poderá dar testemunho, o que vc acha hiroshi?

  2. Ferreira

    4 de agosto de 2011 - 23:00 - 23:00
    Reply

    Na atual conjuntura a Câmara Municipal de Marabá possui 12 vereadores mas somente 3 são da oposição.
    Não é de se esperar que os 9 da situação cassem o mandato da Vereadora Elka, pois já deram exemplo de competência ao aceitarem como prova os documentos falsificados apresentado pela veraeadora.

  3. marcelo

    2 de agosto de 2011 - 16:11 - 16:11
    Reply

    e o aonteeu om o caso da elka todos os vereadores etavam la menos ela e so se ouvia falar em viajem pra brasilia será se ela ja estava arrumando as malas,pra pegar o voo amanhã ja que ficou claro que não vai ter sessão amanhã nus deixe enformado bogea do caso !!!!o maior meio que eu tenho e a internet ja que fico conectado quase que o dia todo!!!!grato

  4. Luis Sergio Anders Cavalcante

    2 de agosto de 2011 - 08:44 - 8:44
    Reply

    Pela atual e nova configuração do caso, caracterizado agora por falsidade ideológica (falsificação de documentos entregues à Justiça) e, portanto, em relação à CMM , quebra de decoro parlamentar, acho pouco provável a “não cassação” de Elka Maravilha. Afastamento e não retorno definitivo Já. Em 02.08.11, Marabá-PA.

  5. Augusto

    1 de agosto de 2011 - 11:47 - 11:47
    Reply

    CARO hiroshi o que realmente ira acontecer com a vereadora ,ja promotora já mandou afastar ela o que estão esperando pra abrir o processo contra ela novamente ja que foi provado que ela falsificou os documentos !!!!!fora elka toma vergonha na sua cara e respeite o povo !!!!!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *