Hiroshi Bogéa On line

PMDB desencanta Ítalo Ipojucan

 

 

O empresário Ítalo Ipojucan, presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá,  pode não consentir de público – mas em conversas com os próximos têm revelado seu desencanto com os rumos do PMDB de Marabá, especificamente no que se refere ao estilo fechado da direção local da legenda em conduzir as discussões  sobre a eleição de outubro.

Aclamado no final do ano   passado como um novo peemedebista capaz de levar a legenda a se cacifar na disputa pela sucessão de Maurino Magalhães, Ítalo Ipojucan ingressou no PMDB  cercado de muita festa,  numa das maiores manifestações do partido em Marabá, durante ato realizado na Câmara Municipal diante do senador  Jader Barbalho e do prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho.

A filiação do empresário era celebrada como uma das conquistas capaz de tonificar a militância do partido, levando, inclusive, Jader a anunciar, naquele dia,  a pré-candidatura de Ítalo à prefeitura.

Em poucos meses, o ímpeto contagiante da propalada pré-candidatura  foi se definhando, pela ausência de interlocutores com os quais o empresário pudesse conversar para alinhavar planejamento e um rumo lógico à consolidação competitiva de seu nome.

Do jeitinho que o poster antecipou numa nota aqui publicada,   Ítalo Ipojucan foi largado no meio do roçado, sem espaço para dialogar com os principais dirigentes peemedebistas locais, que dificultavam a realização de reuniões e os pedidos de Ítalo para que todos estreitassem ações voltadas a viabilização de sua pré-candidatura.

Apesar de encontrar-se participando das articulações que visam consolidar um nome competitivo para representar a chamada Terceira Via na disputa pela prefeitura de Marabá, Ítalo perdeu o pique,  perdeu o cio – para usarmos expressão bem mais simbólica.

Talvez, somente agora, ele tenha compreendido ter sido  “fritado”  pelos dirigentes municipais do PMDB.

Post de 

10 Comentários

  1. Thygao

    11 de maio de 2012 - 21:43 - 21:43
    Reply

    Italo e um empresario de sucesso comprovado,pra marabá seria uma grande opcao ,mais Marabá e uma cidade aonde a algumas pessoas nao tem coragem de coloca a cara a tapa quando surge uma pessoa que esta disposto a isso os cacique sao os primeiros a boicota o crescimento de mudanca,falam que estamos mau representado,mais na verdade estamos e precisando de uniao e apoio!!

  2. Jakson Sousa - Tucuruí

    10 de maio de 2012 - 23:05 - 23:05
    Reply

    Amigos da mesma forma o PMDB de Tucuruí está se portando com o candidato que foi apresentado pela elite do pmdb: Jader-Elder barbalho e Parsifal pontes, aqui em Tucuruí; O candidato constrói e o Presidente com o secretário do partido local sai desfazendo, tudo.. é a mesma situação, só mudou o nome da cidade e a vitima; quantos municipios mais estão projetando essas infâmias?

  3. GIlsim Silva

    10 de maio de 2012 - 16:08 - 16:08
    Reply

    O pouco que conheço o Ítalo Ipojucan e suficiente para dizer que se o PMDB teve essa postura não o desencantou,já que e publico a conduta política do ítalo , desprovida de paixão. Que sem duvida continuara seu projeto em prol de uma marabá bem melhor para se viver. No entanto quem devera seguir encantado e o velho PMDB.amanha será outro dia íItalo !

  4. Anônimo

    10 de maio de 2012 - 16:07 - 16:07
    Reply

    Jarder levou o Ítalo para o PMDB para tira-lo da jogada.

  5. cabelo seco

    10 de maio de 2012 - 14:45 - 14:45
    Reply

    Hiroshi, o Ìtalo é boa gente, e tudo o mais e coisa e tal…., mas é ingenuo, tenho dito! Politica não se faz com poesia.

  6. Capitu

    10 de maio de 2012 - 13:29 - 13:29
    Reply

    Os politicos ainda irão enxergar o grande articulador que o Italo é.
    Possui um pensamento sóbrio, coerente, ágil. Arrogância não faz parte da sua postura, transmite uma paz, sinceridade que não encontramos facilmente nos homens atuais.
    Consegue dialogar com o empresário e o carroceiro com a mesma desenvoltura, encanta por onde passa.
    Marabá necessita de mais homens públicos com esse perfil.
    Infelizmente a mídia não concede a ele o espaço necessario para adquirir visibilidade política.
    Jader Barbalho não sabe o que está perdendo, uma pedra preciosa!

  7. quem planta chuva, colhe tempestade...

    10 de maio de 2012 - 12:26 - 12:26
    Reply

    Mesmo que estivesse sem chances como mostra a ultima pesquisa Ítalo deveria se lançar, assim constrói algum currículo político, o tópico acerta quando diz que ele foi escanteado pelo PMDB, mas também não se pode negar que Ítalo se mostra hesitante na hora “H”, não se pode negar de sua competência e qualificação para o cargo, mas para chegar a prefeitura o caminho é a política, ou ele se lança nesta para se cacifar na próxima ou será o eterno candidato a candidato

  8. Anônimo

    10 de maio de 2012 - 12:09 - 12:09
    Reply

    Lamentável uma pessoa coerente e preparada como o Italo ser subaproveitada num partido político. Marabá precisa de renovação, e o Ipojucan pe um nome de respeito.

  9. Anônimo

    10 de maio de 2012 - 11:58 - 11:58
    Reply

    É por isso que os homens sérios desta cidade pensam várias quando são convdados a entrar na política. Essa atividade é para quem gosta de usar os outros. Se eu fosse o Dr. Italo sairia logo desse partido que só tem mala.

  10. Luis Sergio Anders Cavalcante

    10 de maio de 2012 - 11:30 - 11:30
    Reply

    Hiro, o cacique Jáder é raposa velha da política, todos sabemos, assim como aquí, a exemplo de Parauapebas, ele(Jáder) sòmente “apalavrou” as alianças e disse que demandaria mais reuniões para definir os “seus” candidatos a cabeça de chapa ou vice em toda a região. É o jeito Jáder de fazer política. Agora, se Ítalo se sente “desprestigiado” que cobre posição a respeito. Em 10.05.12, Marabá-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *