Petistas rejeitam composição com Maurino

Publicado em 6 de abril de 2011

 

Diretório do Partido dos Trabalhadores, ampliado pela presença de filiados não membros do colegiado, decidiu reprovar qualquer  composição do partido com a administração Maurino Magalhães. O assunto mereceu acirrados debates, principalmente de membros do PT Pra Valer contrários a aproximação  com  o governo municipal.

Plenária reuniu representantes do PT Pra Valer, DS, Unidade na Luta, AS e a recém criada ACA, liderada pelo ex-superintendente do Incra, Raimundo Oliveira.

Em determinados momentos, o ex-presidente da legenda, Luiz Carlos Pies, chegou a ser vaiado ao tentar falar sobre sua atuação no INCRA, órgão onde estão sendo acomodados alguns correligionários fieis á sua cartilha.

Nos últimos meses, Luiz Carlos vem sendo  acusado de determinar a demissão de pessoas do partido que ousaram contrariar orientação dele e da deputada Bernadete ten Caten.

“O pau comeu” na reunião, conforme narrou  petista dissidente, em contato telefônico direto do prédio Cabanagem, na Folha 28, local de reuniões do PT.

Colocada em votação a proposta de composição com a gestão Maurino Magalhães, 90% dos presentes disseram não.

O lado negativo do encontro foi a postura autoritária do presidente da executiva municipal do PT, Luiz Bressan, ameaçando convocar a comissão de ética do Partido dos Trabalhadores para expulsar da legenda “qualquer um que levar informações aos blogs e vazar para a imprensa o que ocorreu aqui dentro”.

Esse  posicionamento de Bressan confirma teor de alguns comentários enviados ao blog por  petistas desgostosos com a conduta de seus dirigentes. Maioria dos textos denuncia o presidente do PT de seguir a “personalidade autoritária e ditatorial” de Luiz Carlos. Pelo menos cinco desses comentários, seguindo regra do blog, foram recusados.

 O PT de conduta transparente, vê-se na reação de Bressan, teme o debate público de suas mazelas. E, por conseguinte, ameaça punir com extremismo aquele que assim o fizer.

Surpreendente, para este pôster, a postura de censura  de Luiz Bressan.  

Costumaz participante  de debates  nas caixas de comentários,   a ele o blogger fez chegar convite para que fosse um dos colaboradores deste sítio.  Pelo visto, o presidente do PT adota a máxima do “primeiro os meus, depois os teus”.

A plenária do partido determinou,  ainda,  que a decisão homologada seja exposta em nota oficial a ser encaminhada a conhecimento público, priorizando sua divulgação nos blogs responsáveis pela repercussão da crise interna do PT.

Aguardemos, então, se tal providencia será  priorizada.

—————————

Atualização às 16:53

Luiz Bressan, presidente do Partido dos Trabalhadores de Marabá, envia comentário contestando algumas informações sobre a plenária do partido, ocorrida na noite de terça-feira, 5.

Alguns trechos do que diz o dirigente:

1- Creio que quem lhe passou as informações além de ferir a ética partidária, fere a ética da comunicação, pois mentir, distorcer os fatos é considerado  crime .  Por exemplo: “Colocada em votação a proposta de composição com a gestão Maurino Magalhães, 90% dos presentes disseram não”. Creio que para garantir a legitimidade de seu Blog, deverias tornar  público este anônimo que quer prejudicar o PT e seu Blog ou não publicar antes de conferir a legitimidade da informação;

  

Resposta do blog: a identidade de meus anônimos, como a própria denominação ratifica, é sagrada. A presença deles aqui autentica o sentido de existência da blogosfera.

As informações da fonte, na essência de detalhes e ao calor dos debates, podem ter sido transmitidas sem se preocupar com o direcionamento da pauta,  mas o teor da informação não foi prejudicada,  ao se constatar que houve quase unanimidade em relação à insatisfação do partido quanto a uma adesão ao governo municipal. Se a votação tivesse ocorrida na plenária oficial, a direção do PT Pra Valer teria sofrido humilhante derrota.

2-  “Em nenhum momento foi colocado em votação aliança  com Gestão do Prefeito Maurino. Aliás esse não foi ponto de pauta e não existe nenhum encaminhamento oficial do PR para o PT ou do PT para o PR propondo participação do governo municipal.

  

Resposta do blog – Em nenhum momento, também, o blog utiliza a palavra “aliança”. Até porque a fonte usou o termo “composição”, referindo-se ao interesse da direção do PT Pra Valer – e aí entram Luiz  Carlos e o próprio presidente da legenda, Luiz Bressan –  em ocupar cargos na gestão do prefeito Maurino Magalhães, que, por seu turno, legitimamente, busca parceiros partidários visando consolidar forte coligação que lhe conduza à reeleição.

 

3- “O que estava em debate eram os cenários para 2012.  Sobre composição com o governo municipal, a deliberação da Executiva  é que Caso isto ocorra,   o debate será realizado nas instância do PT, ai sim será tomada uma decisão”.

Resposta do blog- É verdade, o debate foi pautado para discutir cenários para 2012. Só que a direção do PT não esperava participação surpreendente de petistas interessados em passar logo a limpo diversas pendências internas, inclusive, o debate sobre a forma autoritária como o partido vem sendo conduzido e as perseguições impostas a correligionários discordantes do corpo diretivo. A clareza dessa realidade estalinista – como denominam a atual direção do PT –está sendo desnudada na caixa de comentários do blog, de repente invadida por vozes desgostosas.

No decorrer das discussões, acaloradas e com vaias fortes direcionadas a Luiz Carlos Pies, a quase totalidade dos presentes se manifestou contrário a ocupação de cargos na prefeitura de Marabá.

4- E, finalmente, diz Bressan:  “Sugiro que em debates políticos que se tornam  públicos o seu blog não publicasse comentários anônimos, pois muitas baixarias e acusações pessoais infundadas contra nossas lideranças, especialmente contra a Dep. Bernadete, Dep. Zé Geraldo, Luiz Carlos, e outros, estão virando rotina. Quem tem provas, tem capacidade de debate e  não fica escondido. Assume as consequências dos seus atos.  É ou não é Verdade.

Resposta do blog – Devolvo a sugestão, educadamente, orientando o presidente do PT a se adaptar às formas modernas de comunicação. A blogosfera existe para servir de voz dos infortunados. De antemão, no entanto, saiba que jamais será publicado comentário maldoso contra a honra de quem quer seja.  

Quanto ao incômodo das críticas “infundadas”  junto às principais lideranças do PT Pra Valer, feitas por visitantes do blog,  não há medicamento para isso.

Ou existe!

Basta o PT Pra Valer se aliar a algum juiz avesso à livre manifestação das pessoas e pedir a censura deste blog -, como fez o desembargador do TJE e conselheiro do CNJ, Milton Nobre, censurando o A Perereca da Vizinha.

Fica  também essa sugestão.