Hiroshi Bogéa On line

O que faz a Semma de Marabá que não fiscaliza crimes ambientais no entorno da cidade?

 

 

O secretário de Meio Ambiente de Marabá, Carlos Brito, ainda não mostrou a cara dele à frente do órgão.

Não mostrou a cara, nem a voz.

Para qualquer tipo de ação  que se exija da Semma diante de demandas ambientais, o secretário esquiva-se, alegando “falta de estrutura para trabalhar”.

Portanto, um  órgão público sem rosto.

As dificuldades financeiras da prefeitura para o enfrentamento de problemas diários, são imensuráveis. A  sociedade está “careca” de saber disso.

Mas a situação de reduzidos recursos não pode servir de pano de fundo para a imobilidade de uma secretaria, porque o bom secretário, usando a criatividade e a entrega de seus servidores, pode fazer o mínimo do mínimo, em favor da sociedade.

Estão sendo assalariados (e recebendo religiosamente em dia!) para isso.

Paralelamente a falta de iniciativas, a Semma não tem voz, porque o seu dirigente maior não atende telefone.

Ninguém consegue falar com Carlos Brito.

Ele foge das ligações telefônicas como o diabo foge de cruz.

No domingo, o poster tentou falar com o rapaz dezenas de vezes, no rastro de outras tentativas de telefonemas feitos por pessoas que se encontravam no rio Tocantins e se assustaram com o elevado número de redes de arrasto estendidas no leito do rio, abaixo e à montante da ponte rodoferroviária.

Pior: alguns pescadores faziam o uso de bombas, nas imediações da localidade do Espírito Santo, no meio do pedral existente na área.

A matança de espécies indignou muitas pessoas.

Os  pescadores não se contentam mais em estender suas imensas redes, agora utilizam instrumentos explosivos para facilitar o ato criminoso.

Como o blog é tido como amplificador da indignação  da comunidade, é comum as pessoas procurarem o poster para fazer suas reclamações e denúncias.

E não foi diferente, no início da tarde de domingo, quando dezenas de ligações  registraram o fato, pedindo para que a gente entrasse em contato com a Sema, em busca de apoio, já que as pessoas não conseguiam falar com Carlos Brito.

“O telefone dele está sempre fora da área”, somaram-se as vozes.

O poster também tentou, em vão.

Em oportunidades anteriores, esse fato já havia se repetido.

O dirigente da Semma não atende ligações.

E também não trabalha.

Porque se trabalhasse, não obstante  “a falta de estrutura”, estaria dentro de uma lancha fiscalizando o rio, da boca do Burgo às imediações do Landi, depois da ponte, quando fosse acionado para verificar as irregularidades.

Não é admissível um secretário de Meio Ambiente justificar sua omissão alegando “falta de estrutura”, porque pelo menos duas lanchas o órgão conseguiria obter, junto a sociedade, para impedir que diversos tipos de crimes ambientais estejam sendo praticados no leito do Tocantins

Falta, sim, iniciativa e articulação.

Post de 

18 Comentários

  1. Ponderado

    17 de julho de 2013 - 23:23 - 23:23
    Reply

    Vejam só, existe uma Secretaria e o pessoal, ao invés de telefonar para a SEMMA, insiste em telefonar para o celular do secretário. Meus senhores, o celular não é telefone da Secretaria, mas pessoal, do secretário, que tem todo o direito de desligá-lo ou de não atender a ligações, cujas origens desconheça. Agora, se ligarem para o telefone fixo da SEMMA e ele não atender, a coisa muda de figura. Por outro lado, existem os departamentos da secretaria, que podem muito bem atender às demandas de ofensas ao meio-ambiente.

  2. Jackeline

    16 de julho de 2013 - 14:34 - 14:34
    Reply

    Eu também ligo pra o Carlos brito e nunca consigo falar com ele

  3. Naldo

    16 de julho de 2013 - 13:00 - 13:00
    Reply

    Hiroshi, uma coisa que me chamou a atenção, bem como de outros frequentadores da praia do Tucunaré, é que, há mais de uma semana há uma balsa ancorada na parte de trás da praia, próximo as dunas mais elevadas, onde são pouquíssimos os frequentadores e raros ainda em meio de semana. No sábado (13), havia um trator retro escavadeira transitando junto a balsa. Algumas famílias que foram apreciar o por do sol na parte de trás da praia, ficaram curiosos ao ver aquele maquinário transitando naquele local, o que levantou a suspeita de estarem retirando areia após o entardecer. O que restou, foi uma grande interrogação em nossos pensamentos.

  4. Marabá melhor.

    16 de julho de 2013 - 10:29 - 10:29
    Reply

    Ser Honesto não é o bastante, tem que trabalhar para que a secretaria venha desenvolver o seu papel, chega de dizer que não tem condições de trabalho ou coisa parecida, se esta com dificuldades diga ao prefeito que lhe deu este cargo de secretário e peça orientação ou entregue a pasta.

  5. Francisco Sampaio Pacheco

    16 de julho de 2013 - 09:35 - 9:35
    Reply

    Hiroshi,

    Fiz um comentário a respeito da SEMMA, e o que me parece, é que foi colocado para escanteio, linha lateral, linha de fundo, àquele linguajar que você bem conhece ou coisa assim!
    Confesso que tenho apreço sim pelo o PREFEITO Salame, ainda mais sendo marabaense, diria até que certa forma fomos vizinhos, famílias amigas e tal. Penso que a matéria citada acima, cabe comentários de diversas naturezas. Ora, se o servidor no caso seu Carlos Brito, de confiança, lhe falta discernimento para conduzir sua pasta, penso que cabe ao Salame orientá-lo. Corrigir o quanto antes é bem melhor, pois 4 anos logo passa, não acha?
    ‘Elogio é ótimo, e críticas construtivas são saudáveis para se fazer um bom GOVERNO”

    É isso aí bicho!

    Saudações marabaenses!

    • Hiroshi Bogéa

      16 de julho de 2013 - 09:43 - 9:43
      Reply

      Querido Francisco Sampaio, não estou com a mão no manche da moderação, que ficou esses dias à responsabilidade de meu pessoal, em função de viagens minhas. Pelo telefone, consultei agora a turma e a resposta que tenho é o desconhecimento desse comentário supostamente “jogado pra lateral”. Faça o seguinte: mande outra vez. Se o conteúdo não conter ofensas pessoais, tenha certeza de sua publicação. Abs

  6. cesar

    16 de julho de 2013 - 07:58 - 7:58
    Reply

    Conheço Calos Brito, é sei que uma de suas virtudes é ser honesto, tenho certeza que ele tem a capacidade de conduzir aquela semma com muita competência. Força, meu amigo.

  7. marcos

    15 de julho de 2013 - 17:12 - 17:12
    Reply

    Sr. Anônimo, Fossa séptica é de responsabilidade até onde eu sei, é da Vigilância Sanitária, de acordo com o Código de Vigilância Sanitária de Marabá, Lei nº 14.909/97, art. 7º, inciso I.

  8. TIAGO

    15 de julho de 2013 - 17:01 - 17:01
    Reply

    Hiroshi, a SEMA tbm tem fiscalizar essas olaria que estao as margens do rio itacaiunas,fazendo buracos e mais buracos e nem uma providencia esta sendo tomada,o telefone da SEMA ou chama ate cair a ligacao ou esta ocupado!!na verdade e a unica secretaria do nosso Prefeito JOAO SALAME que nao esta trabalhando a todo vapor.

  9. Cleiton

    15 de julho de 2013 - 16:55 - 16:55
    Reply

    Engraçado, só tem a SEMMA Municipal, cadê a SEMA Estadual e o IBAMA, a responsabilidade é de todos.

  10. carlos

    15 de julho de 2013 - 14:53 - 14:53
    Reply

    o salame tem q cuidar para q seus secretarios nao faça com ele oq fizera com o maurino abra o olho salame tem muita gente querendo te prejudicar

  11. Daniel

    15 de julho de 2013 - 13:56 - 13:56
    Reply

    Apesar de todos os defeitos q o Tony Rosa tem, a SEMMA só funcionou como deveria na gestão dle. Quem faz a secretaria é o secretário.

  12. pedrolima

    15 de julho de 2013 - 13:33 - 13:33
    Reply

    Amigo boa sua colocação, eu queria saber se o que a sema esta fazendo em relação as casas flutuantes quue estão ancorados na praia do tucunare jogando merda nos turistas? qual a providencia a ser tomada?

  13. Antonio Carlos Pereira Santos

    15 de julho de 2013 - 13:09 - 13:09
    Reply

    Senhor Hiroshi, inclusive fiscalizar as dragas que sugam areia para a construção civil. Entre elas, uma empresa próxima a fábrica de gelo Maraujo na N. Marabá, cujos proprietarios são seu tio José Gaby e seu primo Franderlan Gaby. 15.07.13, Mba.-

    • Hiroshi Bogéa

      15 de julho de 2013 - 16:35 - 16:35
      Reply

      Antonio Carlos Pereira Santos, tu és mentiroso. Eu não tenho nenhum parente dono de empresa que explora areia ou o escambau do gênero. Os dois citados parentes, há mais de quinze anos, são donos de uma construtora que compra os insumos de terceiros para tocar sua fábrica de produtos para drenagem. Da próxima vez que vieres com esse tipo de comentário safado eu envio a merda pra lixeira.

  14. Marabá melhor.

    15 de julho de 2013 - 12:49 - 12:49
    Reply

    E bem verdade Hiroshi este cidadão desliga o celular, tentei falar com o mesmo no domigo para verificar se aqule trio elétrico estacionado na Praça Duque de Caxias com um som fora do permitido, tinnha licença para fazer toda aquela barulheira tirando o sosego dos moradores do entorno da praça, mas o mesmo estava desligado.Alô prefeito de uma cutucada no seu secretário -Carlos Brito.

  15. morador de são félix

    15 de julho de 2013 - 12:05 - 12:05
    Reply

    Hiroshi gostaria que você publicasse essa denuncia no seu blog e chamasse a atenção da SEMA, pra eles virem aqui no são félix Pioneiro. porque esse ano nâo vai mais ter nem praia do geladinho e nem praia bela vista,(até agora não saiu nenhuma das duas) a causa está no fato de que dois pequenos comerciantes já tiraram praticamente toda areia(já fazem isso há muito tempo); São eles Betel, proprietário do comercial Betel(loja de mat. de construção) e mineirinho Mat de construção. os caras tiram areia de inverno a verão e não respeitam o limite máximo, ou distancia que se deve ter da praia, e isso tá acabando com essas belezas naturais. a prova disso é que até agora não saiu praia, nem do geladinho e nem bela vista. enquanto isso a SEMA, não faz nada, e nunca, se quer veio aqui fiscalizar essa retirada de areia.

    e esse é um problema que futuramente deve prejudicar todas as praias, inclusive a do tucunaré. veja bem, a areia que forma a praia bela vista e geladinho, é a mesma areia que desce da praia do espirito santo, e a areia que forma a praia do tucunaré é a que desce da praia do geladinho, então se não tem praia do geladinho daqui uns tempos também não terá praia do tucunaré.

    A população de são Félix Agradece se a SEMA vier aqui constatar o que eu estou Falando.

    Obrigado Hiroshi!!

  16. anonimo

    15 de julho de 2013 - 10:56 - 10:56
    Reply

    Uma coisa que poderia ser verificada pela Semma e o mal cheiro existente na Folha 33,Filadelfia, Belo Horizonte e outros bairros causado por fossas sépticas mal feitas e não lacradas que com a reversão térmica causam um mal cheiro insuportável.
    Quando ocorre este mal cheiro e comum culparem o frigorifico que nada tem a ver com esta situação.
    Deveria a prefeitura normatizar a construção de fossas já que infelizmente nossa cidade não dispõe de rede sanitária.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *