Hiroshi Bogéa On line

Médico Adailton Sá ainda não está descartado para assumir Saúde

Embora o prefeito eleito Tião Miranda tenha recebido negativas do médico Adailton Sá, para assumir a secretaria de Saúde – pretensão do futuro mandatário marabaense é voltar à carga na tentativa de convencer seu amigo e competente gestor a auxiliá-lo na missão de governar Marabá nos próximos quatro anos.

Informações capturadas pelo blogueiro dão conta de que Adailton  teria ficado desencantado com a possibilidade de assumir a secretaria depois de acompanhar, como integrante da equipe de transição, os relatórios sobre a atual situação do órgão e perspectivas nada animadoras.

“Ele confidenciou a Tião que não valeria a pena largar seus afazeres particulares, deixando, inclusive, de clinicar, para dedicar-se à missão de dar um rumo administrativo ao órgão público”, revela fonte ligada ao prefeito eleito.

Nas próximas horas, Adailton poderá receber novamente a visita de Tião, para ouvir a renovação do convite.

Francisco Adaílton Dias de Sá, quando ocupou a presidência da Câmara Municipal, período de 1997 a 2000, realizou uma gestão eficiente, reduzindo de forma expressiva os cargos comissionados e introduzindo atos de transparências em suas ações.

Disputou apenas uma eleição.

Ao final do mandato, anunciou que não iria partir para a releição, desapontado com práticas que ele considerava distanciadas de sua forma de ver e exercitar a política partidária.

Secretaria de Assistência Social

Em relação ao nome que deverá ocupar a secretaria de Assistência Social, a empresária Márcia Paz, esposa do presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá Ítalo Ipojucan,  ao contrário do publicado no blog, não pleiteou a sua indicação.

Ao contrário: Márcia declinou de uma consulta que lhe fora feita para assumir o cargo.

——————-

Atualização às 18:25:

 

Ao contrário do destacado acima, Adailton Sá concorreu à reeleição em 2000, obtendo a primeira suplência.

Post de 

4 Comentários

  1. Decio

    7 de dezembro de 2016 - 20:54 - 20:54
    Reply

    Marcia tem um projeto no Amapá onde ajuda crianças carentes, independente da indicação é um bom nome!

  2. Djalma Guerra

    6 de dezembro de 2016 - 22:02 - 22:02
    Reply

    Aceitar o cargo se secretário de saúde na atual circunstancia é coisa de louco.

  3. Antonio

    6 de dezembro de 2016 - 18:47 - 18:47
    Reply

    Uma correção Hiroshi em 2000 ele foi candidato e ficou na suplência do então ver. Ananias

    • Hiroshi Bogéa

      6 de dezembro de 2016 - 19:24 - 19:24
      Reply

      Correto, Antonio. Corrigido o post.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *