Marabá Pioneira começa a ser revitalizada com obras de urbanização

Publicado em 1 de abril de 2014

 

Foto 4

Início de recapeamento da pavimentação da avenida Antonio Maia faz parte do projeto de revitalização do Núcleo da Velha Marabá.

Projeto de Revitalização começa pelo aterro do bambuzal, ligando o Núcleo a Rodovia Transamazônica, cujo projeto inicial, repercutido  aqui no blog, teve que ser suspenso por decisão do prefeito João Salame para que o mesmo fosse readequado ao projeto da rua 7 de Junho, que será transformada numa grande avenida, paralela a Antonio Maia.

O conjunto dessa duas obras possibilitará o tráfego da Antonio Maia e 7 de junho em  sentido único.

Com a readequação do projeto do aterro do bambuzal à extensão da 7 de junho até o trevo da Transamazônica, ligando os três núcleos, a prefeitura reiniciará, nos próximos dias, as obras do aterro, com implantação de ciclovia e via para pedestre.

Amanhã, o blog mostrará imagens de como ficará o novo aterro.

A seguir, fotos de como ficará a Antonio Maia, cuja transformação será feita em etapas, seguindo o fluxo financeiro disponível da prefeitura, já que as obras estão sendo cobertas com recursos próprios.

Reviralização  Antonio Maia 10

Reviralização  Antonio Maia 11

Reviralização  Antonio Maia 12Reviralização  Antonio Maia 17

A grande sacada das obras de revitalização da Antonio Maia é que a via ganhará calçadas cidadãs,   projeto de acessibilidade para os pedestres, sobretudo  pessoas com deficiência, gestantes e idosos.

Ele prevê a padronização das calçadas, visando à  mobilidade com segurança pela cidade, conforme determina a legislação federal e municipal.

A calçada cidadã possui a faixa de percurso seguro, ou seja, plana, sem degraus, sem obstáculos e não escorregadia, e a de serviço, na qual se concentra todo o mobiliário urbano (árvores, postes,  etc).

Reviralização  Antonio Maia 2

Reviralização  Antonio Maia 3

Reviralização  Antonio Maia 4

Reviralização  Antonio Maia 6

Reviralização  Antonio Maia 7