Legista do caso “PC Farias” diz que menor Marcelo não cometeu suicídio.

Publicado em 15 de agosto de 2013

 

O médico legista de Alagoas, George Sanguinetti, examinou a cena do suposto suicídio do menor Marcelo, aquele que teria matado a família, em São Paulo, e ido à escola, relatando impossibilidade do garoto ter tirado a própria vida.

O legista atesta seu relatório em post publicado no perfil do Facebook, reproduzido a seguir:

 

 

Por que o menor Marcelo não cometeu suicídio? A pedido da imprensa ( rede de TV de São Paulo), analisei as fotografias da cena do drime, onde o sgt. PM foi assasinado, sua esposa , também policial PM, mais duas senhoras da família e apareceu morto também o filho único do casal, o menor Marcelo, ao qual se atribui autoria das mortes e posterior suicídio.É básico em Criminalística e Medicina Legal que o Perito só atesta o que encontra, só declara o que pode provar. Portanto irei analisar a morte de Marcelo, que tem sido divulgada como suicídio.O membro superior direito, encontra-se em flexão, braço-antebraço na parte anterior do tórax (esternal)´dirigindo-se para o lado esquerdo da cabeça, onde a mão direita encontra-se na parte esquerda do segmenro cefálico.O membro superior esquerdo, braço-antebraço, em ângulo de 90 graus e a região palmar voltada para o dorso. Foi afirmado que o menor era sinistro(canhoto), impossível disparar arma de fogo com a mão esquerda, na têmpora esquerda e a mão direita, ser encontrada na posiçao final, onde foi, do lado esquerdo, e a mão esquerda fletida para o dorso, apresentando o braço esquerdo=antebraço, rotação para o dorso.Não estou contestando o trabalho da Polícia de São Paulo, apenas estou apresentando a ” linguagem do cadáver de Marcelo” onde diz claramente que não foi autor do tiro que o matou.A ausência de exame residuográfico positivo também tem muita importância, como também na epiderme- derme chumbo. pólvora, antimônio, bário. Como o tiro teria sido com arma apoiada, também sangue e outros materiais orgânicos resultantes da explosão dos gases( lesão de Hoffmann ou buraco de mina).

Nota do blog: revelação de Sanguinetti vem colocar mais água na fervura desse caso que chocou o país.

Ele não faz a declaração, claro, mas deixa latente a suspeita de que o garoto foi assassinado.

—————–

Atualização às 18:13

Em verdade, a elucidação da chacina de São Paulo ganha, a cada dia,  ingredientes de filme policial hollywoodiano.

Apareceu esta tarde informações sobre depoimento à polícia de um garoto que teria sido convidado por Marcelo a participar dos atos criminosos em Brasilândia.

Aqui.