Hiroshi Bogéa On line

Jatene decide mobilizar bancada pela hidrovia

 

O governador Simão Jatene vai mobilizar toda a bancada paraense, em um esforço suprapartidário, para mostrar à presidente da República, Dilma Rousseff, a importância da conclusão das obras de derrocamento do Rio Tocantins, essenciais para viabilizar a Hidrovia Tocantins-Araguaia, e consequentemente a implantação da siderúrgica Alpa (Aços Laminados do Pará), que precisa da hidrovia para escoar a produção.

A decisão do governador foi tomada na tarde desta quarta-feira (7), durante audiência com o presidente da mineradora Vale, Murilo Ferreira, (antecipada pelo blog) para tratar sobre a implantação da Alpa em Marabá, município do sudeste paraense. Apesar de mostrar preocupação com a não conclusão das obras da hidrovia, o que pode retardar a entrada em operação da siderúrgica, Murilo Ferreira foi enfático ao afirmar que “não existe dúvida de que a Vale viabilizará o projeto da Alpa em Marabá”.

Durante a audiência, no Comando Geral da Polícia Militar, Sidney Rosa, secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, lembrou que as eclusas de Tucuruí demoraram 20 anos para ser concluídas e receberam R$ 2 bilhões em investimento. “Não tem sentido se agora não tivermos a hidrovia operando, por conta de um investimento em torno de R$ 300 a R$ 400 milhões do governo federal”, ressaltou ele.

Para a Vale há outra alternativa caso a obra não seja concluída: o escoamento da produção por ferrovia. Mas o titular da Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável, Sérgio Leão, ressaltou que “a não realização do projeto da hidrovia prejudicará o polo mineral e metalúrgico que seria implantado no Distrito Industrial de Marabá”.

Hidrovia – As obras de derrocamento da Pedra do Lourenço, no Rio Tocantins, acima da barragem da Hidrelétrica de Tucuruí, já deveriam ter sido iniciadas, para garantir a navegabilidade de embarcações de grande porte na Hidrovia Tocantins-Araguaia, que terá 2.794 quilômetros de extensão. Quando concluída, a hidrovia será uma das mais importantes vias de escoamento de produtos e insumos, interligando o centro-oeste brasileiro ao sul do Pará. O transporte aquaviário, dentre todos os modais de transporte, é considerado o menos oneroso, o mais eficiente e o de menor impacto ao meio ambiente.

Simão Jatene e Murilo Ferreira também fizeram avaliações sobre o mercado de minérios e siderúrgico, a produção mineral do Pará e a verticalização desse segmento. “Vim fazer uma visita cordial ao governador Simão Jatene, trazer a ele meu respeito e minha admiração. Na ocasião, comentamos a respeito de diversos aspectos da vida nacional e internacional. O encontro foi motivo de muita alegria, porque tenho uma relação de anos e muito respeitosa com o governador, pois o admiro, e esta foi uma oportunidade de revê-lo”, declarou Murilo Ferreira. Segundo ele, como o governador é uma pessoa que conhece muito sobre o Pará e a realidade brasileira, “sempre aprendemos alguma coisa”.

Também participaram da audiência os secretários de Estado da Fazenda, José Tostes Neto, e de Comunicação, Ney Messias; José Carlos Gomes Soares, presidente da Alpa; José Fernando Gomes, presidente do Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral); João Coral Neto, diretor Global de Energia da Vale em Belém, e Paulo Ivan Campos, gerente Geral de Comunidade da Vale. (foto)

 

 

Com informação da Agência Pará – Foto Cristino Martins

 

—————————————–
Atualização às 10:25
Na esteira do assunto, Franssinete Florenzano nos informa que a Assmbleia Legislativa também vai entrar na briga pela hidrovia.
Post de 

9 Comentários

  1. HidroNÃO

    9 de dezembro de 2011 - 16:07 - 16:07
    Reply

    Mano, se for assim, a Vale oferecendo tudo, enquanto a hidrovia está atolada no Lorenção, vamos ver as eclusas servir apenas para fotos na paisagem. E que fotos. Fotos que revelam o governador do NÂO, SEM SABER O QUE FAZER.

  2. Hidrovia

    9 de dezembro de 2011 - 12:26 - 12:26
    Reply

    A agenda oculta da Vale prescreve que, não havendo ramal da ferrovia até o porto de Marabá, não havendo os grandes equipamentos para fazer descarga e carga de insumos e produtos em aço, instalados no posto de Marabá, uma estrutura só vista em grandes modais portuários, a Vale faz tudo por ferrovia. Na Baia de São Marcos onde estão os terminais portuários da Vale, está em curso obras de ampliação de cais de atracação, instalações para embarques de laminados e outros produtos.
    Dilma, não vai atender Jatene. Jatene não tem expressão política. E seus deputados são inoperantes. A derrocagem não é um serviço simples. Exige logística sofisticada, equipamentos caríssimos e estudos geológicos competentes. Não é cavoucar um chão, nem espocar dinamite assim e assado. Jatene está apenas jogando para a platéia. A Vale oferecendo o modal ferroviário, em expansão, terminal adequado e qualidade de transporte comprovada. Portato..

  3. Celio

    8 de dezembro de 2011 - 19:44 - 19:44
    Reply

    Ao Anônimo/dezembro 8th, 2011 at 11:23,um covarde que se esconde atrás do anonimato, eu vou esclarecer pra você, acho até que seria melhor desenhar, mas, lamentavelmente não sei fazer isso via formulário de comentários. Eu não afirmei aqui que a Dilma vai perseguir o povo do Pará, pois sei que democrata e com o espírito de Estadista que tem, jamais faria isso. O que eu digo e repito pra você é que esses tucanos tensionaram demais no processo eleitoral, atacando covardemente a então candidat e hoje Presidenta Dilma. Aliás, acho que se eles tivessem o mínimo de senso, não fosse os caras de pau que são, eles mesmos se tocariam e se utilizariam de outros meios para discutir essas obras. Mas já sei, na verdade, é bem possível que o próprio governo federal já estivesse pra liberar as obras de derrocagem da pedra de S. Lourenço e a tucana sabendo disso que se antecipar e levar os louros por uma realização que não é deles.

    Pela sua reação, seu reaça, acho que quem se identifica com modelo de ditadura é você pela forma covarde e agressiva como se mostrou aqui.

    Além do mais, o que eu proponho é que os partidos que fazem parte da base do governo Dilma façam esse meio de campo pra conseguir desatar esse nó e viabilizar a navegação pelo Tocantinsentendeu acéfalo?

    E outra coisas se o Jatene & cia realmente quiserem ter essa cortezia em Brasília é de bom tom que passe a agir com reciprocidade atendendo também as lideranças que lhe fazem oposição e não apenas os que são da sua base, coisa que duvido muito, aliás,muitíssimo, que vá fazer, Não vai, exatamente porque ele e aqueles que o rodeiam pensasm como você seu covarde destemperado e presunçoso.

    E é isso ai, se o Jatene quer ser tratado republicanamente, o que é normal numa relação institutional, que assim o faça e oriente seus secretários e dirigentes de órgãos para que também tratem republicanmente seus adversários prefeitos que foram eleitos por partidos como o PT, pois afinal, no fim o que interessa é o bem comum não é mesmo anônimo. E que ele não permita a explosão de retardados acéfalos que quando precisam do governo federal lembram logo da relação republicana mas na hora de tratar com os seus adversários políticos internos só se lembram do chicote e da máxima atribuída a Artur Bernardes (1922-26) e incorporada por Getúlio Vargas: “Aos amigos, tudo; aos inimigos, o rigor implacável da lei, se possível.”

    Em resumo: querem ser tratados republicanamente, então, tratem os outros republicanamente.

  4. Anonimo

    8 de dezembro de 2011 - 16:35 - 16:35
    Reply

    JCN (Marabá)
    VC acha que o Jatene estaria fazendo isso sem a certeza de que o NÃO vai ganhar? vc acha que ele ta lutando por essa causa mesma sabendo que a ALPA pode ficar em uma região que pode ficar desmembrado do estado com o plebiscito? eu tb voto no SIM,mas infelizemente a campanha do NÃO conseguiu fixar na cabeça do povo, que os politicos que estão na frente do SIM, estão interessados em terras e cargos politicos, esse é o unico argumento que se houve de um eleitor que diz que vai votar no NÃO, e no final o NÃO vai ganhar, infelizmente!!. Como eu já falei,ele ta fazendo isso pq sabe que o NÃO vai ganhar, e com a volta das taxas de mineração, o ESTADO vai aumentar sua arrecação e fazer como sempre fez, faz e vai fazer, INVESTIR A MAIORIA DAS RECEITAS TRIBUTARIAS NA CAPITAL BELÉM. justamente no argumento do governador e da frente do NÃO: UNIÃO, (UNIR ,ARRECADAR E MANDAR PARA BELÉM..)

  5. Anonimo

    8 de dezembro de 2011 - 16:12 - 16:12
    Reply

    Anônimo Filho de Marabá
    dezembro 8th, 2011 at 11:34
    Olá,Hiroshi!
    Legal,pois o Gov. JATENE demonstra mais uma vez aos PARAENSES da gema ou adotivos,seu espirito de HOMEM público ao tomar atitudes como esta.Dr. JATENE, sem dúvidas, se eternizará como um dos maiores ESTÁDISTAS do PARAZÃO! NÃO E NÃO! NINGUÉM DIVIDE O NOSSO PARÁ!
    __________________________________________________________

    O Jatene só ta fazendo isso pq ele sabe que o NÃO vai ganhar no plebiscito, pq tempos atrás com medo da divisão, ele tava com ambição de levar a Alpa para BARCARENA, que ficaria no Pará remanecente, como não vai haver divisão, e com a volta dessas possiveis taxas de mineração, o estado vai arrecadar e fazer como sempre fez, investir a maioria das receitas tributarias em BELÉM.

  6. JCN (Marabá)

    8 de dezembro de 2011 - 14:25 - 14:25
    Reply

    A ação é louvável e já é reflexo da nova dinâmica politica do Novo Pará após plebiscito. Mesmo com a provável vitória do SIM no domingo, nossa região de Carajás receberá novos olhares dos políticos e novas ações virão para minorar nosso sofrimento. É sim uma vitória do SIM. O Pará não será o mesmo. Veremos.

  7. Anônimo Filho de Marabá

    8 de dezembro de 2011 - 11:34 - 11:34
    Reply

    Olá,Hiroshi!
    Legal,pois o Gov. JATENE demonstra mais uma vez aos PARAENSES da gema ou adotivos,seu espirito de HOMEM público ao tomar atitudes como esta.Dr. JATENE, sem dúvidas, se eternizará como um dos maiores ESTÁDISTAS do PARAZÃO! NÃO E NÃO! NINGUÉM DIVIDE O NOSSO PARÁ!

  8. Anônimo

    8 de dezembro de 2011 - 11:23 - 11:23
    Reply

    Célio,tu não passa de um idiota com tua opinião.A Presidenta Dilma, foi eleita para governar o BRASIL,e não para perseguir esse ou aquele estado.Sai fora imbécil,ultrapassado,que viveu na DITADURA.

  9. Celio

    8 de dezembro de 2011 - 10:31 - 10:31
    Reply

    Com esses tucanos à frente o tiro pode sair pela culatra. A d. Dilma já tem informações sobre os impróperios que foi dirigida a ela em diversos comícios pelo então candidato a dep. estadual e hoje sec. Sidinei Rosas, portanto quando ela souber que ele tá ligado a esse processo, podem dizer adeus. Tem uma liderança que tem invlusive um vídeo.

    É melhor deixar outra frente cuidar disso, por exemplo uma frente formada pelos partidos que compõem a base aliada.

    Escrevam o que eu tô falando.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *