Hiroshi Bogéa On line

Imperatriz, do alto de sua beleza

A ponte
Imperatriz continua charmosa, berço de imensa população que a cerca ao Sul do Maranhão dependente do fôlego da grandiosa cidade. Onipresente, mas maltratada, mal assistida por seus governantes.

Suspensa por cabos que dão sustentação aos seus tabuleiros centrais, a ponte estaiada
ligando os Estados do Maranhão e Tocantins está concluída. Ficou bela, pomposa, a brilhar de longe para que olha da velha balsa com seus dias contados atravessando gentes e veículos. Pra ser bem exato, a ponte foi concluída pelo ex-governador cassado Jackson Lago (PDT), mas ainda faltam obras de aterro em suas cabeças e duas curtas estradas projetadas de ambos os lados, para interligá-la ao eixo rodoviário dos dois estados.

Do lado do Tocantins, máquinas começaram a trabalhar com intensidade construindo a rodovia de 6 Km, no município de São Miguel. Do lado maranhense, necas-necas. Não se vê nada, nem uma viva alma para dizer quando vão começar a conclusão da obras.

Hora da vingança
Imperatriz morre de amores pelo cassado ex-governador Jackson Lago. De dez populares, sete se declaram eleitores dele. E a cassação do velho cacique não pegou bem na cidade. Há histórias de todo tipo descrevendo o espírito do imperatrizense diante do retorno de Roseane ao comando da política estadual. Reações que vão da promessa de apedrejá-la em praça publica de quando da primeira visita governamental à cidade, ou uma “vaia histórica”.

Crença descrente
Quando o assunto é a possibilidade do TSE aceitar denúncia formulada pelos adeptos de Jackson Lago de infidelidade partidária praticada por Roseane Sarney (PMDB) – a governadora migrou do DEM para o PMDB -, opiniões são conflitantes. Metade acha que a filha do presidente do Senado “pagará com a mesma moeda”. A outra entende que a linguagem franciscana de Sarney é muito bem entendida pela maioria dos ministros dos tribunais, não havendo, portando, razão para empolgação.

Não é bem assim
Numa rodada de amigos contemporâneos do final dos anos 70, a provocação não poderia deixar de ser espalhada. O poster indagou sobre a possibilidade de Jackson Lago enlamear-se de vez caso seja constituída a CPI proposta pela Câmara de São Luís destinada a apurar a falência da Coliseu (Companhia de Limpeza e Serviços Urbanos) – apontada como fonte de “caixa 2” das administrações do PDT. A mesa pegou fogo.

A culpa recai sobre João Castelo (PSDB), prefeito da capital e aliado do ex-governador.

Fair Play
Conversamos demoradamente com Sérgio Macedo, velho amigo do poster. Ele é o secretário estadual de Comunicação de Roseane Sarney – aliás, pessoa da extrema confiança da governadora. Coincidentemente, Macedo também se encontrava em Imperatriz no final de semana.
Sobre a rebeldia do Sul do Maranhão ao governo da filha do presidente do Senado, Sérgio aguarda resultado de pesquisa que ele encomendou para traçar rumos que dará à comunicação naquela região. Mas, experiente que é, sabe da necessidade de investir muito em infraestrutura, jogar volumosos recursos em Imperatriz.

Acalmando Imperatriz, o exemplo segue por outros municípios, naturalmente.

Por ali a coisa funciona assim: o que é bom para Imperatriz, é bom para o restante da região. O que é ruim, a mesma coisa.

Ao comentar posts do blog Colunão, do jornalista paraense Walter Rodrigues há muito tempo radicado em São Luís, Sérgio Macedo foi de uma postura irretocável:

Gosto do Walter, respeito o trabalho dele. Ele é muito correto, zela por isso. Procura não cometer injustiças.

Para quem não sabe, Walter Rodrigues fiscaliza de perto todos os passos da família Sarney e de pocilgas outras insistentemente lutando para manterem na escuridão o Estado do Maranhão.

Post de 

7 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    4 de julho de 2009 - 23:03 - 23:03
    Reply

    Caro Cortez:

    Honra estar entre seus favoritos. Estamos aqui no front sempre combatendo com lealdade. O Lúcio é realmente o nosso jornalista maior. O link do site dele agora está corrigido, basta clicar ao lado. Havia um problema no endereço editado no blog. Caso deseje manter contato com o LFP, acesse minha caixa eletrônca que te passo email dele. Desejo longo sucesso que já tens como talentoso médico de nossa querida Imperatriz.

    abraços.

    hiroshyb@gmail.com

  2. Mario Cortez

    4 de julho de 2009 - 18:02 - 18:02
    Reply

    Oi Hiroshi, que bom lhe encontrar on line.
    Não conhecia seu blog.Ja esta no meu favorito.
    Entre os seus preferidos encontrei o nome do Lucio Flavio Pinto ( não consegui abrir)que suponho ser o intrepido jornalista que mostra nosa Amazoniacomo realmente é. Fomos colega de turma no inicio ginásio no Colegio do Carmo nos idos anos 60!
    Negão um abs

    Mario Cortez

  3. Anonymous

    16 de junho de 2009 - 17:23 - 17:23
    Reply

    Valeu Hiroshi, realmente não tinha visto a publicação do Díario de sábado.
    Acabei de ler mais um pouquinho da falastria da aberração política do Pará, Tapioca Cotoco… Uma sucessão de baboseiras!
    Quanto às historinhas, não me falta entusiasmo para lê-las, estou aguardando com muita ansiedade.
    Uma boa tarde!

  4. Anonymous

    15 de junho de 2009 - 19:19 - 19:19
    Reply

    Acho que tá na hora de contar, mesmo que parcialmente, também as historinhas sobre o Selo Verde que elegeu o PT ao governo do estado. Sobre as maracutaias na Secretaria de meio ambiente, dos kits escolares e outras mais que o poster não fala por conivência com o petismo, esse mal que tanto atrasa o Pará. Vai, conta também as estorinhas do PT de Ana Júlia e deixa o senador trabalhar.

  5. Hiroshi Bogéa

    15 de junho de 2009 - 17:20 - 17:20
    Reply

    Anônimo 12:51 PM, as histórias eu as contarei na hora que achar conveniente. Tanto as de Almir como as novinhas em folha do Mário Couto, principalmente histórinhas cheias de emoção do tempo em que o senador era dono das bancas A Favorita. Não lhe privarei de nenhuma verdade. O povo do Pará precisa saber mais um pouquinho sobre tudo o que o tempo tenta apagar.

    Quanto "a íntegra da nota enviada pela assessora de imprensa do senador com desmentido do Tapiocotoco!", acho que você precisa ficar mais antenado ( ou antenada?!). Leia o Diário do Pará de sexta-feira, que a tal nota que não desmentou nada – até porque nao tem como me desmentir aqui e nem na coluna, jamais me desmentirão!)., está lá espraiada.
    Fica frio (fria?!!) que temos muitas historinhas do Mário Couto pra contar. Histórias emocionantes.

    PS- na coluna de amanhã do poster,o Diário do Pará contará mais um pouquinho do discurso de Mário Couto em Tailândia. Muitas emoções!

    Eh eh eh eh

  6. Anonymous

    15 de junho de 2009 - 16:56 - 16:56
    Reply

    Hiroshi kd as histórias sobre os atritos intramuros que definiram a candidatura de Almir em 2006 que você prometeu contar aqui? Estamos aguardando.
    Também queremos ver a íntegra da nota enviada pela assessora de imprensa do senador com desmentido do Tapiocotoco!
    Aproveite e conte também o que rolou para que o senador Tapioca chegasse a candidato ao senado naquela ocasião.
    Não nos prive dessas verdades!

    Anônimo 12:51 PM

  7. André Costa

    15 de junho de 2009 - 16:28 - 16:28
    Reply

    Roseana vai sim concluir a obra da ponte, ela sabe que precisa fazer isso pra cativar alguns votos.

    Embora concluindo a obra, isso não irá dar a ela os votos da maioria da cidade. Historicamente Imperatriz sempre votou contra a família Sarney, e não vai ser por causa da conclusão da ponte que isso mudará.

    Todo imperatrizense que se preza, votará em Jackson Lago, caso ele se candidate. Creio que Jackson se elegerá novamente governador do Estado. O que Sarney fez foi deixar Jackson ainda mais forte.

    O clã Sarney aos poucos está se acabando.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *