Hiroshi Bogéa On line

Grandeza humana

No blog do Juca Kfouri:

Ronaldo, o homem
Ronaldo Fenômeno não se limitou a reconhecer mais um filho.

Lamentou ter perdido cinco anos da vida do menino.

E já tratou de acolhê-lo.

Ronaldo Fenômeno não se limitou a apontar todos os descalabros do futebol brasileiro, do calendário aos gramados, dos horários à alienação.

Criticou também os sindicatos dos jogadores, que pouco ou nada fazem.

E se pôs a disposição para mudar a situação.

Se agir como discursou, deixará um belo exemplo nos dois campos, o da bola e o da paternidade responsável. 
Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    13 de dezembro de 2010 - 17:05 - 17:05
    Reply

    Façam-me rir, se fosse tudo isso porque demorou tanto a aceitar a paternidade? Recorreu até onde para não fazer o exame do DNA. Eu respondo. Porque para eles o que mais importa não é alegria de ser pai, mas a preocupação em manter seu patrimonio intacto.

  2. Anonymous

    13 de dezembro de 2010 - 16:44 - 16:44
    Reply

    O Ronaldo realmente é um fenômeno,senão, como daria conta daqueles três travestis com os quais fazia programas amorosos em móteis da Barra da Tijuca no Rio de Janeiro ? Tem que ser fenômeno mesmo !!

  3. Anonymous

    13 de dezembro de 2010 - 13:51 - 13:51
    Reply

    Isso sim é atitude de um grande homem, o tal "Deus" do futebol, mesmo com o exame positivo de DNA de uma filha que de tanto parecida com ele nem precisava de exame de DNA, se recusou em reconcê-la como filha legítima, azar o dele, pois a infeliz nem está aqui mais. Poder desfrutar do convivio dos filhos é uma das dádivas que o verdadeiro Deus nos deu, dar e receber o carinho de filhos, não tem preço.

  4. Yúdice Andrade

    13 de dezembro de 2010 - 11:20 - 11:20
    Reply

    Ao contrário do tal de Pelé, que o povo adora endeusar. Ponto para o Ronaldo.

Leave a Reply to Yúdice Andrade

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *