Hiroshi Bogéa On line

Fafá declara posição contra Carajás

 

Entrevistada por uma televisão de Marabá, a cantora Fafá de Belém mandou ver: – “Sou radicalmente contra a criação do Estado de Carajás”.

E disse, com todas as letras, em pleno território de clima separatista.

A fala de Fafá já está na Internet.

——————–

Atualização às 10:25
O vídeo postado no Youtube não registra qual TV fez a entrevista com a cantora, razão maior do blog omitir o crédito de seu titular. Quem assina a postagem da página no IT é “Elitoneditor” (sic).

Observação: o video com a entrevista da Fafá  de Belém foi postado no  YT pela produção do Programa Marabá em Alerta,  da TV Record. Fica o esclarecimento, com o devido crédito.

———————
Atualização às 23:27

Comentarista anônimo reage com elegância, e cheio de razão, ao condenar a patrulha insana praticada por alguns comentaristas adeptos da criação do Estado de Carajás, contra a cantora Fafá de Belém:

Que coisa feia.O patrulhamento inquisicional sobre esta questão está ultrapassando os limites.Não me permito censurar opiniões que são dadas desta maneira:publicamente e assumidamente.Imagino que se por acaso o plebiscito tiver resultado NÃO ,nós teremos apedrejamento de quem aparecer no sul do estado e tiver participado de alguma maneira da campanha pelo NÃO.Também penso que atitudes como esta de alguns comentaristas criticando a artista,inclusive desprestigiando sua arte(lógico que ela não é unanimidade)mostram imaturidade pessoal e nunca posição do movimento pelo SIM,que é cheio de idealismos e de homens e mulheres educados e chegados ao debate respeitoso.

Post de 

57 Comentários

  1. João Guimarães

    4 de agosto de 2011 - 16:44 - 16:44
    Reply

    Concordo em genero número e grau com o argumento de que todos tem o direito de se posicionarem contra ou a favor, isso é óbvio, principalmente com a posição catedrática coloca por meu conterrâneo João Salame. Mas, convenhamos, será que nós vamos ter que esperar por mais 300 anos para vermos nossa cidade com os investimentos que uma cidade merece, como quase colocou o companheiro Alberto Lima? Confesso que eu ri muito sozinho aqui com esse argumento. Calma, amigo…

  2. Anônimo

    3 de agosto de 2011 - 19:05 - 19:05
    Reply

    Parabéns Claudinho.

  3. Claudio Pinheiro Filho

    3 de agosto de 2011 - 15:43 - 15:43
    Reply

    Sou favorável a criação dos novos Estados. Pois tenho convicção de que será melhor para todos os lados envolvidos. Quanto aos investimentos citados em alguns comentários, fica claro que, quem os postou, não tem a menor ideia de onde está.
    A ALPA até o momento só nos trouxe ônus: Crescimento desproporcional, invasões urbanas, aumento na criminalidade, hospitais lotados… E isso tudo ao extremo, hein! Podem acreditar.
    Na verdade, pouco se conhece dessa região, até mesmo mais ao norte do Pará. Aqui, realmente não é o eldorado, o que se planta na grande mídia, são matérias pagas por uma certa mineradora, que há anos não deixa nada em imposto para nossa região, “por pura incompetência de governantes desse Estado”. Ou seja, não contribui para o desenvolvimento sustentável. Apenas para o crescimento desordenado. O sudeste paraense tem um dos maiores índices de criminalidade do Brasil; um dos piores índices de desenvolvimento educaional e uma das piores infraestruturas do País. Por que? por sermos mais “feios”? Não! Isso tem um motivo, só não vê quem não quer. Motivo: falta de interesse e comprometimento dos governos em fomentar o desenvolvimento para essa região. Afinal de contas, Carajás e Tapajós somam apenas um terço da população do Estado (poucos votos, rsrsrsrsrsrr). Não decidimos eleições.
    Eclusas: mais de 30 anos pra ficar pronta
    Escolas Estaduais: Há uma década não se constrói uma de sequer em Marabá. (Acreditem) Isso é pura falta de interesse.
    Hospitais (precisa responder?): Deixa pra lá, essa eu tenho vergonha!!!
    Não existe mudança sem aposta. Ou se muda algo arriscando, ou essa shit vai continuar a mesma. É preciso coragem pra mudança. E infelizmente, em nosso País, essa é uma qualidade em falta ou adormecida.
    Uma coisa é certa, ninguém tem certeza. Conto com os otimistas com coragem pra mudar a realidade dessa região. Será bom pra todos, pelo menos é nisso que acredito e aposto. “Sim” para o Tapajós e “Sim” para o Carajás. Quanto a Fafá, ela tem o direito de se manifestar. Democracia.

  4. Kpnup

    3 de agosto de 2011 - 15:40 - 15:40
    Reply

    Concordo com todos os comentários do Sr Alberto Lima. Todos os comentários foram bem lúcidos e consistente

  5. Hiroshi Bogéa

    3 de agosto de 2011 - 11:48 - 11:48
    Reply

    Isabel Abreu, seu comentário foi recusado. O Alberto Lima sempre se posicionou aqui respeitosamente com todos os visitantes do blog. Não é civilizado, de sua parte, tratá-lo com expressões tão ásperas. Vamos baixar a bola, querida. Refaça seu comentário e o escreva em letras minúculas. O texto recusado foi escrito todo em caixa alta. Como você pode observar acima da caixa de comentários, o sítio aqui não publica textos nessa forma. Abs

  6. Alberto Lima

    3 de agosto de 2011 - 11:10 - 11:10
    Reply

    Carlos
    agosto 3rd, 2011 at 1:48

    Alberto Lima trabalhou na CELPA, ta explicado a pauta sem assunto. Peraí que vou traduzir no linguajar reduzido dele: Blá Blá Blá, Blá Blá blá, blá blá.

    Responder:

    Gostou do Bla bla bla??
    Orgulhe-se, acabou de descobrir que tens capacidade de aprender alguma coisa. Coisas simples é verdade, mas aprendeu!
    E nem doeu a cabeça foi ou não foi??..rsrsr!

  7. Alberto Lima

    3 de agosto de 2011 - 11:07 - 11:07
    Reply

    Hudson Jr
    agosto 2nd, 2011 at 23:42

    Alberto Lima, ai é que tá a questão.. você disse que a divisão seria boa quando todo mundo tivesse bem.. o problema é que so a região de Belém ta bem.. aqui não tem Universidade, Hospitais, Escolas, Programas Sociais dignos nem nada.. só a Grande Belém que tem o direito de ter investimentos?
    sou a favor da divisão do Pará mas de forma democrática. Mas caso o plebiscito seja perdido sou a favor de continuar a luta!

    Resposta:

    Hudson, a região de Belém não está bem! na verdade não está bem a muito tempo!
    Tu falas sobre investimentos, sem considerar que aí aonde tu moras é a região mais punjante da economia paraense!
    leia os jornais. Belém não tem investimentos como tu falas, o que move a economia da capital é a área de serviços e comércio, que pagam baixos salários e que pouco contribuem com a balança comercial, mesmo gerando grande parte do ICMS. O que o governo arrecada não é tão importante quanto a população tem dinheiro no bolso!
    Belém não é o bam bam bam que dizem por aí! muito pelo contrário. Então acho que se não provarem que a emancipação é boa, nem discuto mais. Tem que provar, tem que afirmar!! Isso é uma Unidade Federativa!! não é feita pra apostar se vai dar certo ou não. E, como não tem como se afirmar nada, meu pensamento é esse: Só quando todo estado estiver bem, penso em emancipar. Penso pelo Pará todo! tenho familiares morando em Marabá. Portanto não aposto! isso não é jogo, isso vai mexer com a vida de muita gente, alguns pra melhor alguns pra pior, mas pra pior não aceito! Nosso povo é sofrido demais!
    Por aí a coisa não deve ser diferente.
    Universidades, hospitais, etc… Tudo isso é proporcional a quantidade de habitante de que uma região tem!
    Belém tem (vai fazer) 400 anos cara!!…400!!!!…. Impossível comparar com Marabá ou outras cidades! Isso é igual em qualquer capital. É esse ponto que não entendo como motivo pra emancipação.
    Meu voto não vai mudar. Mas, reafirmo, respeito a opinião contrária.

    Bom dia pra ti!

  8. eduardo

    3 de agosto de 2011 - 07:00 - 7:00
    Reply

    é pq ela é Fafá de ” belém “, se fosse Fafá de ” Marabá” ela teria uma postura e um discurso totalmente diferente. se ela estiver esperando uma região como a nossa toda preparada e saneada para assim sim pensar em dividir o estado ela estar de chacota com o pessoal da divisão, pq ela diz q a riqueza tem q ficar com o estado todo. E quanto me pergunto, quando será que ocorrerá estes investimentos aqui na região, se for esperar pelo governo do estado e pela COSAMPA para saneanento que até hj é inexistente. não vamos em 100 anos acontecer isso…

  9. Carlos

    3 de agosto de 2011 - 01:48 - 1:48
    Reply

    Alberto Lima trabalhou na CELPA, ta explicado a pauta sem assunto. Peraí que vou traduzir no linguajar reduzido dele: Blá Blá Blá, Blá Blá blá, blá blá.

  10. Hudson Jr

    2 de agosto de 2011 - 23:42 - 23:42
    Reply

    Alberto Lima, ai é que tá a questão.. você disse que a divisão seria boa quando todo mundo tivesse bem.. o problema é que so a região de Belém ta bem.. aqui não tem Universidade, Hospitais, Escolas, Programas Sociais dignos nem nada.. só a Grande Belém que tem o direito de ter investimentos?
    sou a favor da divisão do Pará mas de forma democrática. Mas caso o plebiscito seja perdido sou a favor de continuar a luta!

  11. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 21:32 - 21:32
    Reply

    Radical

    agosto 2nd, 2011 at 17:27
    Alberto Lima
    Blá..Blá..Blá…!!

    Vou perder tempo com isso não!..Tchau!

    cara tu é ridiculo mesmo.. você agora vai querer ditar quem pode ou não acessar a internet…. saiba de uma coisa, você não tem que ler mesmo, porque só sabe dizer asneira, e quem é você pra dizer que podemos ou não frequentar esse ou aquele site?

    resposta:

    Hummm Menina!! Ficou braba?? Camomila resolve santa!!

  12. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 21:30 - 21:30
    Reply

    Carlos

    agosto 2nd, 2011 at 17:45
    Alberto Lima,

    não perca, levaria muito tempo pensando em algo realmente importante.

    Nossa!! Foi tu mesmo que pensou isso antes de escrever??..rsrsr!

  13. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 21:11 - 21:11
    Reply

    Hudson Jr
    agosto 2nd, 2011 at 16:39

    Alberto Lima, da mesma forma digo que pouco me importa oque Fafa de Belém pensa a respeito da divisão.
    Oque você não entende é que a luta pela divisão do Estado é justamente porque o governo estadual não tem obra nenhuma por aqui. Alpa foi luta conseguida pelo Governo federal, As esclusas de Tucuruí é uma obra que já vem de anos. Postos de saúdes? meu amigo vejo que você não conhece a região mesmo, tá falando sem saber.. e campus universitários? hehehehe rapaz acho que a última obra do governo estadual aqui foi o Hospital Regional que toda cidade de Marabá sabe muito bem qual foi o incentivo da instalação.

    Mas oque o povo tem que entender é o seguinte, é dividir pra multiplicar. Já imaginou 9 senadores, 31 deputados, 3 governadores defendendo essa região la no congresso nacional?
    Não pensem pequeno não, não pensem no agora.. pensem no Amanhã!

    Resposta:

    Tu estás enganado, eu conheço a região sim, trabalhei na Celpa, morei em marabá, morei em Conceição do Araguaia, e tenho minhas convicções que pode ter certeza, ela não vai mudar!
    Em qualquer lugar que chego pra trabalhar (não moro mais no Pará) vejo problemas idênticos aos encontrados na região tanto de carajás quanto do tocantins, inclusive em estados pequenos e ricos! Moro no Recife-Pe, mas também já morei em Maceió-Al e Aracajú-Se, os dois últimos paupérrimos entretanto vejo a luta pela integração de seus territórios.
    No Pará só vejo ganância de ambos os lados. E se é pra melhorar a vida, temn que ser de todo mundo, e não de um estado em detrimento de outro! Ou todo mundo melhora junto e depois separa ou se lasca todo mundo!
    jamáis pagaria pra ver o que aconteceria. nada dá certeza que a divisão será boa pra todos!
    Então, querem dividir?? Ok! Ok! mas só quando todo mundo estiver bem, no Pará todo!!!
    Conversas dizendo que vai ser bom pra todo mundo funciona pra ignorante com arma na mão, no caso o voto!
    Mas respeito a posição de todos1 Só nào gosto de ler besteiras xenofóbicas sem sentido. E, fale pra esse tipo de gente daí que, quanto mais radical ficam, mais contrariam quem não aceita. tenho certeza que tu sabes que isso é verdade!
    Pede praesse bando de miolo-de-pote acordar, e ajudar a formarem seu novo estado, mas se baterem, silenciosamente o voto contra responde!
    Um abraço!

  14. Dário

    2 de agosto de 2011 - 18:23 - 18:23
    Reply

    Fafá De Belém Contra? Nada contra!… Haaa Ela faz aquelas kakakaaaaakaaa…

    De Belém ela só tem o nome, ao final, Fafá mora em São Paulo.

    Que Eu Me lembre outra declaração Não teve Nenhuma repercussão em, Marabá.
    Mas o Mais Importante é a declaração Polêmica de “Joelma e Chimbinha” Afirmando que eram totalmente Favoráveis a Criação dos dois estados. essa declaração foi dada, há poucos meses, em uma entrevista ao apresentador Lins Manster chow, antes de se apresentarem e uma casa de festas da cidade. Me Supriendir.
    A entrevistar foi ao ar no programa semanal do Lins. Já Imaginou uma musica defendendo a criação do estado de carajás no ritmo Calypso? Seria um bons Garotos propaganda ao nosso Favor. Fica a dica p/ a comissão pró-Carajás, os convidarem para fazerem parte dessa História.

  15. Carlos

    2 de agosto de 2011 - 17:45 - 17:45
    Reply

    Alberto Lima,

    não perca, levaria muito tempo pensando em algo realmente importante.

  16. Radical

    2 de agosto de 2011 - 17:27 - 17:27
    Reply

    Alberto Lima
    Blá..Blá..Blá…!!

    Vou perder tempo com isso não!..Tchau!

    cara tu é ridiculo mesmo.. você agora vai querer ditar quem pode ou não acessar a internet…. saiba de uma coisa, você não tem que ler mesmo, porque só sabe dizer asneira, e quem é você pra dizer que podemos ou não frequentar esse ou aquele site?

  17. Hudson Jr

    2 de agosto de 2011 - 16:39 - 16:39
    Reply

    Alberto Lima, da mesma forma digo que pouco me importa oque Fafa de Belém pensa a respeito da divisão.
    Oque você não entende é que a luta pela divisão do Estado é justamente porque o governo estadual não tem obra nenhuma por aqui. Alpa foi luta conseguida pelo Governo federal, As esclusas de Tucuruí é uma obra que já vem de anos. Postos de saúdes? meu amigo vejo que você não conhece a região mesmo, tá falando sem saber.. e campus universitários? hehehehe rapaz acho que a última obra do governo estadual aqui foi o Hospital Regional que toda cidade de Marabá sabe muito bem qual foi o incentivo da instalação.

    Mas oque o povo tem que entender é o seguinte, é dividir pra multiplicar. Já imaginou 9 senadores, 31 deputados, 3 governadores defendendo essa região la no congresso nacional?
    Não pensem pequeno não, não pensem no agora.. pensem no Amanhã!

  18. Dario dos Anjos

    2 de agosto de 2011 - 16:12 - 16:12
    Reply

    Ao Sr. João Dias,
    Bem lembrado Sr. João Dias, eu mesmo não cansava de cantar essa música, principalmente nos comícios das Diretas-já, esse radicalismo aflorado no Estado do Pará esta me causando arrepios. Calma pessoal, estamos em uma das maiores democracias do mundo, e essa cidadã chamada “Fafá de Belém” foi uma das responsáveis por alcançarmos este posto. Pare e pense Pará, vamos com calma!

  19. José Carlos Vasconeclos

    2 de agosto de 2011 - 15:46 - 15:46
    Reply

    Por que você tirou o vídeo de seu bog?

    • Hiroshi Bogéa

      2 de agosto de 2011 - 18:58 - 18:58
      Reply

      José Carlos, a retirada do vídeo foi involuntária. Na hora de redigimos atualização do post, ao invés de usarmos a edição em HTML (uma linguagem de postagem na Internet), optamos pelo visual. Nesse caso, sempre ocorre do vídeo ser excluído. Como não visualizamos a atualização, passou despecebido que o vídeo havia sido “sugado”. Só agora, ao ler seu comentário, deparamos com a grosseira edição. O depoimento de Fafá já está no lugar. Obrigado, com nossas desculpas.

  20. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 14:14 - 14:14
    Reply

    Carlos

    agosto 2nd, 2011 at 11:57
    Não acredito que esse Alberto Lima queira responder com argumentos tão vazios. Escreveu, escreveu, e não disse nada. Quis passar uma de intelectual com respostas vazias. Sou contra as sandices de muitos aqui, em um processo democrático todos tem o direito de opinar, não importa se é aqui ou em Belém, se é contra ou a favor. O Estado é omisso na região, isso é um fato. Se vocês de Belém não estão contente com o governo aí, imagine por aqui. A ALPA e as eclusas só vão gerar retorno para a região se o Estado for dividido. Se não for, a renda continuará indo para benfeitorias em Belém e região. isso é um fato. Queremos mais investimentos aqui, e isso é um direito nosso reivindicar. Não importa se eu nasci aqui, meu titulo de eleitor é daqui, eu pago todos os impostos aqui e isso me dá o direito de reivindicar melhorias para a região.

    Resposta:

    Blá..Blá..Blá…!!

    Vou perder tempo com isso não!..Tchau!

  21. Marco Aurélio

    2 de agosto de 2011 - 13:24 - 13:24
    Reply

    Estou com a Fafá, sou contra a divisão. Já pensou se cada um que se diz injustiçado pelo Governo Estadual/Federal resolver separar seu território. Isso vai se tornar brincadeira.

    Esse povo que quer a separação deveria votar em políticos de seus territórios para formar uma bancada forte e conseguir todos os benefícios necessários.

    Veja seu último voto, será que não votou em políticos da capital, fora de suas áreas, pessoas que não tem nada a ver com o seu território. Não adiante separar, temos e que nos unir cada vez mais.

    Já perceberam que o Norte não tem voz ativa no cenário nacional. Já viram os nossos senadorea exaltarem o pará? O que eu ví foi um determinado senador passar dois anos de mandatro falando mal do nosso estado para o país inteiro, somente por questões políticas. Será que esse merece o seu/nosso voto?.

  22. Carlos

    2 de agosto de 2011 - 11:57 - 11:57
    Reply

    Não acredito que esse Alberto Lima queira responder com argumentos tão vazios. Escreveu, escreveu, e não disse nada. Quis passar uma de intelectual com respostas vazias. Sou contra as sandices de muitos aqui, em um processo democrático todos tem o direito de opinar, não importa se é aqui ou em Belém, se é contra ou a favor. O Estado é omisso na região, isso é um fato. Se vocês de Belém não estão contente com o governo aí, imagine por aqui. A ALPA e as eclusas só vão gerar retorno para a região se o Estado for dividido. Se não for, a renda continuará indo para benfeitorias em Belém e região. isso é um fato. Queremos mais investimentos aqui, e isso é um direito nosso reivindicar. Não importa se eu nasci aqui, meu titulo de eleitor é daqui, eu pago todos os impostos aqui e isso me dá o direito de reivindicar melhorias para a região.

  23. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 10:27 - 10:27
    Reply

    Radical

    agosto 1st, 2011 at 11:46
    Rapaz, o que que é isso, não tó acreditando que tão pagando para vir fazer campanha contra, ai meu Deus o Secretário de Cultura de Marabá também deve ser, gente, isso não pode acontecer, carambas vamos ser mais inteligente, os artistas de Belém são contra por que eles acham que nós não somos ninguem, perdir todo meu afeto por Fafá de Belém, até um beijo que eu dei nela em 1987 eu vou esquecer.

    RESPONDENDO:

    Não acredito que estou lendo tanta besteira.

    REPETINDO,

    esse blog já foi frequentado por pessoas mais lúcidas….rsrsr!

  24. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 10:23 - 10:23
    Reply

    carajaense convicta

    agosto 1st, 2011 at 11:15
    GRAÇAS A DEUS A FAFÁ É CONTRA. VC JÁ VIU ELA GANHAR UMA?

    Resposta:

    no mesmo raciocínio:

    GRAÇAS A DEUS O ÁGUIA É DE MARABÁ……..

    RSRSRS!

  25. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 10:20 - 10:20
    Reply

    virgilino camargos

    agosto 1st, 2011 at 11:06
    descupa a santa ignorançia desta senhora, kd os investimetos para nosa regiao

    Resposta:

    ALPA
    Eclusas
    Postos de saúde
    campus universitários

    Quer saber??..vou dizer mais nada não!..rsrs!

  26. João Dias

    2 de agosto de 2011 - 10:18 - 10:18
    Reply

    A redemocratização brasileira

    Duros anos de repressão e de Estado de exceção.
    Em pouco mais de 20 anos, e tudo já foi esquecido.

    Para quem não lembra e, pior, não tinha coragem de enfrentar o regime, é simples achar que sendo a favor (SIM), ou contra (NÃO), à divisão de um estado, representa uma BANDEIRA, ou um símbolo nacional maior dos que, em muitos casos, perderam a própria vida em defesa de um Estado Democrático de Direito.

    Diferentemente do estado de exceção, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos.

    Como justiça aos que se engajaram na luta pelo processo de redemocratização e direito de se expressar, FAFÁ cantou e discursou em defesa desse estado que hoje temos, ao lado de nomes memoráveis como Ulisses Guimarães, Nélson Carneiro e outras figuras do cenário político da época.

    Matando a saudade, cantemos:

    “Quem é esse viajante
    Quem é esse menestrel
    Que espalha esperança
    E transforma sal em mel?
    Quem é esse saltimbanco
    Falando em rebelião
    Como quem fala de amores
    Para a moça do portão?
    Quem é esse que penetra
    No fundo do pantanal
    Como quem vai manhãzinha
    Buscar fruta no quintal?
    Quem é esse que conhece
    Alagoas e Gerais
    E fala a língua do povo
    Como ninguém fala mais?
    Quem é esse?
    De quem essa ira santa
    Essa saúde civil
    Que tocando a ferida
    Redescobre o Brasil?
    Quem é esse peregrino
    Que caminha sem parar?
    Quem é esse meu poeta
    Que ninguém pode calar?
    Quem é esse?”

    Tijuca, Rio/RJ.
    ARAGÃO, João Dias.
    sds. democráticas e socialistas.

  27. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 10:17 - 10:17
    Reply

    Edson Morais

    agosto 1st, 2011 at 12:50
    A nossa região tem que tomar uma posição e somente contratar para shows por aqui e no Tapajos, pessoas que pelo menos seja neutra, nunca pessoas que seja contra, essas senhora nem mora mais no Pará, sabemos tambem que ela não mora nem no Brasil e sim em Portugal, gostaria que ela passassem um mês morando em qualquer cidade de nossa região, e o nosso secretário de cultura e vcs saberem que ele tambem e de Belem,

    Resposta:

    1 – Pessoa neutras não existem, já que todos terão de votar!

    2 – A região não é de vc´s, é do estado do Pará.

    3 – O local aonde a pessoa mora nunca foi parâmetro pra dizer se ela é ou não paraense.

    Obs: esse blog já foi frequentado por pessoas mais lúcidas….rsrsr!

  28. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 10:11 - 10:11
    Reply

    Hudson Jr

    agosto 1st, 2011 at 14:05
    Por isso que ela só faz sucesso la pras bandas de Belém!

    Resposta:

    Na verdade ela faz sucesso aonde estiver.

    Se não faz sucesso em marabá é mero detalhe, e totalmente descartável por ela!!

    ” Nossa! Eu não faço sucesso em Marabá!!, Nem vou dormir hoje!…rsrsr!” – diria Fafá!!

  29. Alberto Lima

    2 de agosto de 2011 - 10:06 - 10:06
    Reply

    leo

    agosto 1st, 2011 at 18:26
    mais ridiculo e o MAURINO que paga ela pra vim fazer campanha contra a criação pra mim ela e a pior cantoura do brasil ela e uma comedia sou mais a walesca popozuda cantando> kkkkkkkkk

    Resposta:

    Leo,

    Fafá de Belém, é uma das maiores cantoras do Brasil, faz sucesso por onde passa.
    Gostarem dela em Marabá, sinceramente, deve ser irrelevante pra Maria de Fátima, e se o fã for tu… pior ainda!!..rsrsrs!!

  30. João Salame

    2 de agosto de 2011 - 09:51 - 9:51
    Reply

    Nem tanto ao mar nem tanto à terra. A Fafá, orgulho de nossa cultura, tem todo o direito de se manifestar. Lutamos contra a ditadura para que as pessoas pudessem ter o direito de falar o que pensam. Negar isso ou pregar intolerância em relação aos posicionamentos contrários é negar toda uma luta a favor da democracia. Da mesma forma não podemos patrulhar aqueles que, democraticamente, criticam o posicionamento equivocado, politicamente, da nossa grande Fafá. O contraditório é parte do processo democrático. É como num jogo de futebol: a torcida tem o direito de vaiar, mas não de agredir.
    Viva o Carajás! Viva o Tapajós!

    João Salame

  31. Luis Sergio Anders Cavalcante

    2 de agosto de 2011 - 08:37 - 8:37
    Reply

    Essa atitude inquisicionista por parte de alguns comentaristas não deve descambar para a intolerancia de forma física ou agressão verbal, pelo que seria lamentavel e prejudicaria o movimento pró Carajás. Em 02.08.11, Marabá-PA.

  32. wanderley mota

    2 de agosto de 2011 - 05:33 - 5:33
    Reply

    carajaense convicta tá certa,e também já é hora de valorizarmos a “prata da casa” senão não teremos argumentos que justifiquem a separação em todos os sentidos até mesmo na “arte”…

  33. Ademir Braz

    2 de agosto de 2011 - 01:06 - 1:06
    Reply

    Estou surpreso com a reação de muitos leitores, principalmente no que respeita aos disparates proferidos contra a senhora Maria de Fátima. É que, na idade dela, a memória começa a entrar em curtos-circuitos, apagões, sinais evidentes de Alzheimer ou Parkinson, e por isso, no trato para com ela, é preciso maior compreensão e tolerância.
    A senhora Maria de Fátima, num certo tempo, chamou-se Fafá de Belém. Durante seus qt minutos de fama, mudou-se para Portugal, onde virou apenas Fafá (com vergonha das origens, talvez?) e quando retornou ao Grão Pará, abanando as mãos, resgatou o “de Belém”.
    Graças a Deus ela é contra nós! Afinal, tudo que ela defende dá com os burros n’água ou se lasca de vez como o pobre Tancredo.
    Sapo seco mangalô três vezes!!!!

  34. Anônimo

    1 de agosto de 2011 - 22:45 - 22:45
    Reply

    Que coisa feia.O patrulhamento inquisicional sobre esta questão está ultrapassando os limites.Não me permito censurar opiniões que são dadas desta maneira:publicamente e assumidamente.Imagino que se por acaso o plebiscito tiver resultado NÃO ,nós teremos apedrejamento de quem aparecer no sul do estado e tiver participado de alguma maneira da campanha pelo NÃO.Também penso que atitudes como esta de alguns comentaristas criticando a artista,inclusive desprestigiando sua arte(lógico que ela não é unanimidade)mostram imaturidade pessoal e nunca posição do movimento pelo SIM,que é cheio de idealismos e de homens e mulheres educados e chegados ao debate respeitoso.

  35. Viva o Pará

    1 de agosto de 2011 - 20:58 - 20:58
    Reply

    Leo, um cara que gosta da Walesca popozuda cantando em detrimento à um dos ícones da música brasileira só pode ser a favor da mutilação do Pará. Viva ao Pará e viva a Fafá do Pará.

  36. Wanterlor Bandeira

    1 de agosto de 2011 - 19:33 - 19:33
    Reply

    Parabens Fafa pela coragem. Da mesma forma que respeitamos a opinião dos que são favoraveis a divisão do estado, temos tambem de respeitar a opinião dos que são contra. Viva o contraditório.

  37. C. Pinhais

    1 de agosto de 2011 - 19:31 - 19:31
    Reply

    Os companheiros ai acima que são contra a divisão do Estado do Pará ainda não perceberam que a divisão será benefica para todos? Vocês já pararam pra perceber que no congresso nacional a região Norte terá mais representatividade e com isso poderá trazer mais recursos pra região? Eu ainda não vi essa turma do contra colocar um MOTIVO sério que dê embasamento para a não divisão. Até porque a região do novo Pará não perderá receita nem nada.. O povo so sabe falar em VALE, VALE, VALE.. amigos a VALE paga menos ICMS que o supermercado YAMADA. E a questão levantada pela declacração da FAFÁ de BELÉM é so porque ela deu uma opinião sem ao menos conhecer a causa..

  38. leo

    1 de agosto de 2011 - 18:26 - 18:26
    Reply

    mais ridiculo e o MAURINO que paga ela pra vim fazer campanha contra a criação pra mim ela e a pior cantoura do brasil ela e uma comedia sou mais a walesca popozuda cantando> kkkkkkkkk

  39. Viva o Pará

    1 de agosto de 2011 - 18:22 - 18:22
    Reply

    Fafá, nota 10 pra você. Exemplo de paraense. Vamos fazer uma nova campanha para trocar seu nome para Fafá do Pará. Viva o Pará!!!!!

  40. Dario dos Anjos

    1 de agosto de 2011 - 16:40 - 16:40
    Reply

    Taí uma amostra de como será o novo Estado, se realmente for dividido o Pará, como são ignorantes e antidemocráticos certos comentários acima. Manifestar pró ou contra alguma coisa, só mostra que a pessoa que faz assim é uma pessoa que decisão própria, ao contrário de muitos que ficam dizendo sim pra uns e não pra outros.

  41. Kpnup

    1 de agosto de 2011 - 16:33 - 16:33
    Reply

    PARABÉNS FAFÁ, VAMOS MANTER NOSSA TERRA UNIDA, VAMOS VOTAR “NÃO”.

  42. Hudson Jr

    1 de agosto de 2011 - 14:05 - 14:05
    Reply

    Por isso que ela só faz sucesso la pras bandas de Belém!

  43. Leandro

    1 de agosto de 2011 - 13:50 - 13:50
    Reply

    Parabéns Fafá!!!! Demonstrou que em suas veias corre sangue paraense. Não precisamos de políticos aproveitadores para fazer a campanha do Não a mutilação do Pará. A nossa campanha é feita pelo povo paraense que diz sua posição em todos os locais. Você ganhou mais mil pontos com o povo paraense.

  44. João Dias

    1 de agosto de 2011 - 13:30 - 13:30
    Reply

    O eleitor gosta mesmo de ser enganado. Quando uma pessoa de vida pública, como é o caso da Fafá, manifesta sua posição publicamente, não faz segredos, os separatistas recriminam. Bom mesmo é ficar no meio do muro.

    Se todos fossem a favor ou devessem ser, não precisaria promover o plebiscito, a final, somente um resultado seria possível.

    Registre-se que a Fafá é paraense, portanto, legitimada para se posicionar e se manifestar democraticamente.

    sds. democráticas.

  45. ANONIMO

    1 de agosto de 2011 - 13:26 - 13:26
    Reply

    Qual é o problema da Fafá de Belém,excepcional cantora,ser contra a criação do estado de Carajás ??? Eu e muitos outros somos à favor ,temos nossos motivos,e ela ao contrario,deve ter seus motivos para ser,democraticamente contra. Ou será que é igual ao time do Águia: todo mundo que mora em Marabá é obrigado a torcer por ele ? Deixa a Fafá prá lá com suas convicções…

  46. Edson Morais

    1 de agosto de 2011 - 12:50 - 12:50
    Reply

    A nossa região tem que tomar uma posição e somente contratar para shows por aqui e no Tapajos, pessoas que pelo menos seja neutra, nunca pessoas que seja contra, essas senhora nem mora mais no Pará, sabemos tambem que ela não mora nem no Brasil e sim em Portugal, gostaria que ela passassem um mês morando em qualquer cidade de nossa região, e o nosso secretário de cultura e vcs saberem que ele tambem e de Belem,

  47. Milton Faria

    1 de agosto de 2011 - 12:42 - 12:42
    Reply

    Caro Hiroshi
    O Video em apreço foi postado no Youtube pela produção do programa Marabá em Alerta da TV Record em Marabá e não teve a intenção de fazer campanha contra a Criação do Estado de Carajas, uma vez que temos posição fechada a favor. – Como somos um meio de comunicação de massa e como Fafá de Belém é pessoa publica, postamos a opinião dela colocada em entrevista à reporter Leidiane Silva do programa Marabá em Alerta para que as pessoas conheçam a opinião da cantora paraense em relação à divisão do Pará..A entrevista foi mostrada tambem no programa desta segunda feira, 01 de Agosto.

  48. Radical

    1 de agosto de 2011 - 11:46 - 11:46
    Reply

    Rapaz, o que que é isso, não tó acreditando que tão pagando para vir fazer campanha contra, ai meu Deus o Secretário de Cultura de Marabá também deve ser, gente, isso não pode acontecer, carambas vamos ser mais inteligente, os artistas de Belém são contra por que eles acham que nós não somos ninguem, perdir todo meu afeto por Fafá de Belém, até um beijo que eu dei nela em 1987 eu vou esquecer.

  49. carajaense convicta

    1 de agosto de 2011 - 11:15 - 11:15
    Reply

    GRAÇAS A DEUS A FAFÁ É CONTRA. VC JÁ VIU ELA GANHAR UMA?

  50. virgilino camargos

    1 de agosto de 2011 - 11:06 - 11:06
    Reply

    descupa a santa ignorançia desta senhora, kd os investimetos para nosa regiao

Comentários mais recentes »

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *