Hiroshi Bogéa On line

Enquanto um grave acidente não ocorre…

 

 

Quem passa pela orla de Marabá, domingo à tarde, no trecho entre  a Rua Mestre Olívio e o  Restaurante Por do Sol, já sentiu o drama.

Mesas de bares  expostas no meio da via de tráfego, com animados banhistas dançando, podem originar graves acidentes.

O DMTU bem que poderia regulamentar aquilo,  ou pelo menos orientar o trânsito no horário do rush vespertino, que vai das 14 às 18 horas.

 

Post de 

9 Comentários

  1. Proprietarios da rua

    20 de julho de 2013 - 10:37 - 10:37
    Reply

    Em MARABÁ tem a máfia das cadeiras na ORLA

  2. Jv Marabá

    19 de julho de 2013 - 09:23 - 9:23
    Reply

    De novo .Porque os ÔNIBUS que passa pela SANTA ROSA .Só vão não voltam.

  3. Antonio Carlos Pereira Santos

    19 de julho de 2013 - 06:41 - 6:41
    Reply

    Senhor Hiroshi, seguindo na linha de pensamentos dos comentaristas acima, não vejo tambem, porquê, até hoje se mantem a feira no espaço entre a Av. Antonio Maia e Rua 5 de Abril frente a um colegio, sendo que alí, se disporia de um espaço bem maior e técnicamente contribuiria para uma melhor sinalização e fluidez do trânsito(como o era antigamente), em detrimento do aperto que se verifica alí próximo da loja Chic´s. Realmente, o verificado, é que as pessoas vão tomando conta dos espaços públicos e com o passar do tempo se “acham proprietarios” sem que a PMM tome providencias para coibir. Em 19.07.13, Mba.-PA.

  4. Anônimo

    18 de julho de 2013 - 15:33 - 15:33
    Reply

    O que é mais interessante nisso tudo é que a Orla aos sábados e domingos é fechada no perímetro entre o restaurante por do sol e casa bandeira, de nada adianta isolar esse perímetro se não houver conscientização dos condutores e fiscalização por parte do DMTU, que na minha opinião, a grande maioria dos agentes necessitam de capacitação quanto a relações humanas, pois não sabem abordar o cidadão com respeito. nos finais de semana vemos aos montes ganhando horas extras para passarem o tempo embaixo de alguma sombra na orla.

  5. Anônimo

    18 de julho de 2013 - 10:28 - 10:28
    Reply

    A Praça Duque de Caxias virou extensão de uma revendedora de automóveis que montou sua tenda e passa o dia negociando seus carros, isso tem que acabar.

  6. Jv Marabá

    17 de julho de 2013 - 21:45 - 21:45
    Reply

    Até hoje não entendo porque a linha de ÔNIBUS que passa pela folha 14 via MANGUEIRA não é circular no mínimo .Sobre as cadeiras na frente dos comércios na orla é turismo em local publico. Autorizado pelo município.

  7. Anônimo

    17 de julho de 2013 - 12:01 - 12:01
    Reply

    Nunca houve fiscalização, a Prefeitura nunca cumpriu o que diz o Código de Postura, porém, nunca é tarde para começar a arrumar a bagunça de anos e anos. Essas mesas na Praça Duque de Caxias estão lá há anos, se forem tirá-las ainda vão achar ruim, mas quando ocorrer um acidente, quem será responsabilizado?

  8. anonimo

    17 de julho de 2013 - 09:53 - 9:53
    Reply

    Infelizmente nem um grave acidente ira fazer o DMTU e prefeitura tomar uma atitude. Um exemplo de insensibilidade dos órgãos acima esta na travessia de entrada na Av. Nagib Mutran com a Transamazônica próximo ao posto do Bolinha, onde já ocorreram vários acidentes fatais e nem por isto os mesmos não colocam um semáforo para controlar aquela travessia..

  9. Luis Sergio Anders Cavalcante

    17 de julho de 2013 - 09:52 - 9:52
    Reply

    Hiro, a prática incorreta se estende tambem à Praça Duque de Caxias, onde uma Pizzaria denominada “O Caldão” próxima aos Correios e uma lanchonete próxima à Maçonaria, usam à noite, mesas e cadeiras em ambos os lados da via, proporcionando perigo aos usuarios dos locais, haja vista a via ficar resumida a um “corredor”. Em 17.07.13, Marabá-PA.

Leave a Reply to Anônimo

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *