Hiroshi Bogéa On line

Eclusas de Tucuruí serão para todos

Via emeio, Flávio Acatauassú Nunes, Coordenador de Manutenção e Operação de Hidrovias do Dnit, esclarece três indagações a respeito da Hidrovia Araguaia-Tocantins.

1-Até o final de fevereiro, provavelmente na segunda-feira, o governo anunciará o nome da empresa vencedora da última fase do certame licitatório para obras de derrocagem e dragagem do Tocantins. Três grande consórcios estão na disputa.

2- Flávio sepulta, de vez, rumores dando conta de que somente comboios de barcaças no padrão Mississipi, e grandes embarcações, poderão usar os elevadores das eclusas de Tucuruí para a transposição da baragem.

“Não há fundamento nesses rumores. As eclusas irão restituir a todos o direito de ir e vir -, assegurado pela Constituição, o qual foi cerceado em 1982 com o fechamento da barragem da hidrelétrica de Tucuruí.Naturalmente, haverá regras e horários diários específicos para eclusagem, tudo em conformidade com as Normas de Tráfego que estão em fase de elaboração pela Marinha do Brasil – DPC, MT, DNIT e ANTAQ -, esclarece.

3- A edição das Normas de Tráfego, citada acima, segundo Acatauassú, associadas ao contrato com a Eletronorte para operação e manutenção do sistema, é que está postergando a abertura “comercial” (aspas são do dirigente do Dnit) das eclusas.

“É importante esclarecer”, enfatiza Flávio, “ que as obras de derrocamento e de dragagem do Tocantins, não são fatores impositivos ao trafego de embarcações. São obras que visam a segurança da navegação, nos meses de estiagem, quando as condições de navegação sofrem restrições de calado e comprimento. Ou seja, mesmo sem essas obras, a navegação se dará de forma tranqüila e natural, respeitando as condições que poderão vir a ser impostas pelo regime hidrológico, nos meses de estiagem – setembro, outubro e novembro”.

Post de 

3 Comentários

  1. Anonymous

    26 de fevereiro de 2011 - 20:14 - 20:14
    Reply

    O anônimo está certíssimo, Hiroshi. Espero, no próximo número do Jornal Pessoal (se as complicações judiciais permitirem, até sexta-feira), provar por quê. E mostrar que o acesso não será tão livre e desembaraçado como se imaginava. Muito pelo contrário. Normatização, só no fim de março. Um abraço, Lúcio Flávio Pinto

  2. Anonymous

    25 de fevereiro de 2011 - 14:57 - 14:57
    Reply

    Eu acho que esse Sr. Flávio Acatauassú Nunes nunca navegou no tocantins, não se pode navegar de forma tranquila e natural principalmente próximo ao Lourenção e abaixo um pouco na ilha das pacas, próximo ao antigo e hoje assoreado canal do Jaú, na ilha do ipixuna velho.
    É impossível navegar transportando alguma coisa, a não ser pequenas embarcações e as famosas rabetas, principalmente pelas fortes correntezas e pelo número imenso de pedras.
    falo diferente da música do Raul Seixas: Eu não estava lá, eu nascí no ipixuna velho.

  3. Vereador Jorge Serique

    25 de fevereiro de 2011 - 14:29 - 14:29
    Reply

    Persona non grata em nosso município

    A colocação infeliz feita pelo prefeito de Manaus Sr. Amazônico Mendes tem lhe causado muitos transtornos, haja vista as inúmeras manifestações de repudio de todos os setores da sociedade.

    Fico feliz pela posição da câmara de vereadores de Manaus, onde aqueles nobres legisladores estudam a possibilidade de impeachment desse prefeito, por falta de ética e decoro como homem público.

    Nós vereadores de Ananindeua também votamos moção de repudio a esse gestor, considerando o mesmo persona non grata em nosso município.

    Ao povo do Amazonas ou de qualquer outra parte do mundo, informamos que nós aqui em Ananindeua sempre os receberemos com muito respeito e consideração.

    AQUI NÃO DIZEMOS PRA NINGUEM “ENTÃO MORRA, MORRA”…., NEM DISCRIMAMOS SUAS PROCEDÊNCIAS, COMO ESSE PREFEITO FEZ COM O POVO PARAENSE.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *