Hiroshi Bogéa On line

É o fim da pinicada

Só não teve, ainda, registro de BO, mas já virou caso de Polícia.

Polícias, melhor dizendo, Civis e PM.

Tudo começou quando a prefeitura de Marabá decidiu fazer depositário de lixo público parte da área recentemente desapropriada pelo governo do Estado para implantar a siderúrgica da VALE.

Sem nenhuma cerimônia.

Inicialmente, na descoberta do ato irresponsável, representantes da Secretaria de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (SEDECT) tentaram mostrar à secretaria de Obras do município a impropriedade do local.

De nada adiantaram os argumentos.

Caminhões e mais caminhões continuaram despejando toneladas diárias no terreno estatizado, colocando em risco a credibilidade do projeto siderúrgico defendido a mão e fogo pelo presidente Lula, junto a VALE.

O governo do Estado, através da SETRAN, chegou a deslocar para a área equipamentos pesados, espalhados estrategicamente no ponto onde estava sendo formada a lixeira.

Nem isso, no entanto, impediu a desobediente atitude do poder público.

Ontem, a gota d’água.

Quando começaram a chegar caçambas de lixo, imediatamente, policiais civis e militares foram acionados, impedindo despejos, com ameaças de prisão e o que possam merecer os responsáveis pela ação criminosa.

O prefeito municipal, segundo fonte policial, corre o risco de ser processado por crime ambiental.

Hoje, o Ministério Público será acionado para acompanhar a bandalheira.

——————–
atualização às 09:24
               – Esse rapaz é um louco! Louco!! Não se tem nem como adjetivar comportamento dessa natureza. Enquanto lutamos para construir um cinturão industrial em torno de Marabá, ele, prefeito, se esforça  em espalhar um cinturão de lixo. 
A reação é de  graduado auxiliar, e conselheiro direto, da govenadora Ana Júlia, ao medir a temperatura do governo a respeito do episódio. 
Sabe-se agora: a prefeitura usava premeditadamente o terreno da siderúrgica como depositário de lixo.  Os servidores do setor de limpeza, temendo reação ao ato criminoso, trabalhavam de madrugada para fugir da fiscalização.
O governo do Estado, protegendo-se de alguma reação da VALE, exatamente na semana em que Lula e o presidente da mineradora, Roger Agnelli, discutem o calendário de obras da siderúrgica, comunicou o incidente à diretoria da empresa. Preocupa a repercussão que o gesto do poder municipal pode gerar, considerando que o mega-projeto da usina de transformaçào exige, para sua edificação, a união segura dos agentes envolvidos: VALE, Estado, governbo Federal e município.
Transformar em depósito de lixo  o terreno desapropriado, pelo principal beneficiário do investimento de UR$ 5 bilhões – o  Município -, pode levar por água abaixo todas as negociações até agora envolvidas. Inclusive com a presença forte do Presidente da República, na mesa de decisões.
————-
atualização às 10:59
Quetionado esta manhã pela Rádio Clube sobre o uso da área destinada à siderúrgica  como depósito de lixo, o prefeito de Marabá, Maurino Magalhães, não quis muita conversa com o assunto. Limitou-se a classificar a ação como “provisória”:
      – É provisório, é provisório, até encontrarmos um local definitivo.
Post de 

16 Comentários

  1. Anonymous

    9 de maio de 2009 - 23:26 - 23:26
    Reply

    Até entendo algumas manifestações, certamente pela ignorância à ocorrência, o que é realmente perdoável. Más pela ordem;
    – Súbita elevação do Tocantins/Itacaiunas, fato de conhecimento de toda população, corta o acesso à área do Aterro Sanitário.
    – A Prefeitura, sem condições de acesso ao aterro, e em virtude do estado de calamidade pública causado pela enchente, decreta ESTADO DE EMERGÊNCIA.
    -Solicita em seguida, formalmente à administração do CDI, permissão para acomodar temporariamente, o resultado da coleta diária de lixo, em local adequado,dentro de área do CDI que não é e nem será objeto do empreendimento VALE. Registre-se,localizada na Fase II do DI, já degradada, e a ser operacionalizada dentro das regras tradicionais em função das circunstâncias apresentadas, e que após restabelecido o acesso ao aterro, seria naturalmente objeto de recolhimento para sua adequação no aterro existente. Essa finalidade está retratada no ofício direcionado à Direção do CDI.
    Será na fase III do CDI, que se localizará o empreendimento Vale, objeto de tanta luta da sociedade organizada desse município e sem nenhuma dúvida, objeto de sucesso em virtude do empenho pessoal da Governadora Ana Julia e do Presidente Lula. Registre igualmente o empenho da Prefeitura local em adequar tal área dentro do Plano Diretor, como expansão do Distrito Industrial, com objetivo de tornar possível o início dos estudos técnicos.
    – O pedido anteriormente retratado da cessão provisória de área na FASE II, foi negativado pela administração do CDI, que ignorou o momento vivido pela cidade, ignorou a necessidade premente da população e que exigia ação e praticidade, não burocrácia de quem dentro de um gabinete, desconhece os problemas circunstânciais da cidade.
    – O fato de algum resíduo já ter sido de fato depositado no local, náo significou subversáo à negativa do CDI, más sim, da certeza de que o Estado seria parceiro do município em momento de calamidade.
    – Na ausência da ajuda do Estado, a Prefeitura informalmente buscou o auxílio do própio Ministério Público, para suscitar alternativas e orientação.
    – A Prefeitura procurou a Vale, indicando uma alternativa para acessar o Aterro Sanitário, que passaria pela área industrial da EFC e necessitária da autorização da Vale para viabilizá-la.
    – A Vale após análise do trajeto, estudo de seus impactos, estado de emergência do municipio, avaliando igualmente o aspecto de segurança que envolve a questão, como sempre novamente se manifesta como um parceiro de toda hora e autoriza o acesso.
    – A operação exige abertura de via de acesso e acondicionamento à trafegabilidade, o que exigirá alguns dias para concretização.
    – Sensibilizado pela percepção da gravidade, empresário local cede sua área de um futuro empreendimento, para que provisioriamente a Prefeitura possa alojar os detritos coletados diariamente nas ruas da cidade de Marabá.

    Resta entender, porque alguns sem conhecimento dos fatos, não hesitam em se pronunciar com aberrações infundadas à administração!
    A interesse de quem é realmente positivo agredir o atual Gestor?
    Impossibilitado de depositar o Lixo em algum local, já que o de destino efetivo náo era acessível, deixá-lo à deriva, nas ruas seria solução? Qual seria a nova condenação atribuída ã gestão diante dessa atitude?
    O fato é que realmente é fácil criticar, fácil condenar, raro entretanto é buscar parceiros,pessoas comprometidas não com grupos políticos, más com a CIDADE de Marabá.
    Esses poucos existem, náo fazem alarde, ajudam.
    Faço o comentário, porque ajudei e conheci esse processo. Essa a razão do meu anominato, por acreditar que o processo de ajuda só é eficaz, se quem se doa não esta pensando em reconhecimentos.E se me manifesto assim é por me causar repulsa a forma mesquinha e interesseira de muitos.

    Sds.

  2. Anonymous

    9 de maio de 2009 - 21:18 - 21:18
    Reply

    Anônimo da 7:47 “O MAUrino está mais preocupado é em ciceronear a Suleima Pegado e a corja do PSDB que jura voltar ao poder no proximo ano”. Então essa é só mais uma.

  3. Anonymous

    8 de maio de 2009 - 22:28 - 22:28
    Reply

    Engraçado é que varias situações calamitosas vieram justamente no governo do maurino. Porque será? Ora jovens internautas e bloggers. Isto se chama estrategia politica. Com as TAC´s de todo os lados Tião adiou com o apoio de um certo promotor (que não posso mencionar) adiou o pagamento do salario dos prefeitos e o problema dos garis que reflete na coleta de lixo.
    Os senhores já viram os garis coletando lixo?? Já!! Não!!
    Pois bem saibam que eles trabalham sem as minimas condições de higiene para recolher nossos detritos e nossas fezes.
    Observem quando eles passarem nas suas casas e os vejam como eles se apresentam naquele caminhão.
    Fiquem nos seus carros atras de um caminhão de lixo com os vidros ABERTOS.
    Enquantoisto Tiao que andava triste está feliz da vida e nós discutindo qual o sexo dos anjos.

  4. Anonymous

    7 de maio de 2009 - 21:53 - 21:53
    Reply

    Será que o atual gestor se ofenderá, se começarem a dizer que o governo dele é “UM LIXO”?!. Eu prefiro: “UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA”!!… Dói no coração amar tanto essa cidade e não saber aonde isso vai parar… Triste! triste! triste!…

  5. www.ribamarribeirojunior.blogspot.com

    7 de maio de 2009 - 15:41 - 15:41
    Reply

    A prefeitura de Marabá continua dando pressão no Governo do Estado, para que a Gerência Regional da SEMA autorize a secretaria de obras continuar depositando LIXO no terreno que faz parte do complexo desapropriado para o Distrito Industrial Fase 3.

    O pior é que semana passada foi aprovado no Conselho Gestor do Plano Diretor, o pedido da prefeitura para ampliar (definir) o novo perímento urbano da cidade. Neste caso, o lixo de Marabá, já estaria sendo depositado dentro do (futuro) perímentro urbano.

  6. Anonymous

    7 de maio de 2009 - 05:32 - 5:32
    Reply

    Égua!!! Esse negócio de lixo parece que persegue o Maurino. Ahahahahahahah!!!! Por que será?

  7. Anonymous

    7 de maio de 2009 - 03:27 - 3:27
    Reply

    Gostei das considerações suas Salame apesar de não ter votado em você devo dar mão a palmatória: você tem senso critico. Ate mesmo quando a critica é contra vc. Parabéns

  8. Anonymous

    7 de maio de 2009 - 01:06 - 1:06
    Reply

    O Maurino é um coitado !

  9. Anonymous

    6 de maio de 2009 - 22:47 - 22:47
    Reply

    O MAUrino está mais preocupado é em ciceronear a Suleima Pegado e a corja do PSDB que jura voltar ao poder no proximo ano.

  10. João Salame

    6 de maio de 2009 - 20:41 - 20:41
    Reply

    O jornal Opinião noticiou a tentativa equivocada de terceirização da coleta do lixo e da merenda escolar. Noticiou a falta de apoio aos flagelados da enchente. Noticiou todas as ações do Ministério Público contra a administração municipal. Registre-se: para não praticar um jornalismo tendencioso deu sempre ao Poder Municipal o direito de resposta. Sobre esse novo episódio que denigre a imagem do município tomamos conhecimento do fato na terça-feira, quando o Jornal já havia circulado. Como sua próxima edição será amanhã (quinta-feira) tenha certeza que a matéria estará lá. Aliás, mesmo tendo sido aliado dos ex-prefeitos Haroldo Bezerra, Geraldo Veloso e Tião Miranda todos os fatos que eram públicos contra essas administrações foram noticiados. A exemplo do episódio do Massacre de Eldorado de Carajás, quando, mesmo aliado do ex-governador Almir Gabriel, fizemos a melhor cobertura daquele triste episódio. Portanto, caro anônimo das
    2:35, não confunda as coisas e não atropele os fatos. O Opinião cumprirá seu papel.
    Atenciosamente

    João Salame

  11. Anonymous

    6 de maio de 2009 - 19:16 - 19:16
    Reply

    O Maurino é detentor de um legítimo mandato,fruto de uma campanha limpa,onde estavam no páreo,um deputado FEDERAL,dois deputados ESTADUAIS,um vereador profissional como vice de uma chapa,e ele foi lá e deu pancada em todos,”limpamente”.Teve um candidato que até fugiu do pau,com desculpas esfarrapadas.Bem feito prá corja de políticos medíocres,incompetentes,inúteis,corporativistas,e tudo o mais;que temos na nossa Marabá.BEM FEITO,DEVIAM SE ESCONDER,QUE MAL CHEIRO !!!

  12. Anonymous

    6 de maio de 2009 - 17:35 - 17:35
    Reply

    Em compensação, o jornal do deputado também não está nem aí para bem informar a comunidade. Um pelo outro, tudo é a mesma coisa!

  13. www.ribamarribeirojunior.blogspot.com

    6 de maio de 2009 - 16:37 - 16:37
    Reply

    O Jornal Correio do MAUritins não publica nada disso.

  14. Anonymous

    6 de maio de 2009 - 11:15 - 11:15
    Reply

    Alguém precisa conter esse prefeito, ele é um ignorante, se cercou de um bando de incompetentes, até quando vamos assistir esse senhor fazer esse monte de asneiras ?

  15. Anonymous

    6 de maio de 2009 - 10:42 - 10:42
    Reply

    É preciso que se tenha certeza do que se está dizendo: se isso é um facto ou um fato.

  16. Anonymous

    6 de maio de 2009 - 08:51 - 8:51
    Reply

    Hiroshy, será que essa gente não conhece seus limites? isso é um absurdo! Será que o MAUrino pensa que é Odorico?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *