Hiroshi Bogéa On line

Denúncia de desvio de função no Fisco de Marabá

 

 

Anônimo sobrepõe comentário ao post MP investiga desvios de função pública no Fisco, denunciando a recorrência em Marabá dos fatos citados na matéria:

 

 

O SINDIFISCO junto com o Ministerio Publico deveria fazer umas visitas surpresas aos postos fiscais da SEFA em Marabá e adjacencias. 80% dos servidores estão em desvio de função.

Hiroshi o atual coordenador da CECOMT-Carajás sr. Amadeu Fadul, Auditor Fiscal de carreira da SEFA, removeu varios servidores do grupo TAF para o posto fiscal da Ferrovia, posto localizado bem na saida do terminal do trem da VALE, inclusive colocando nesse inespressivel posto um dos poucos Auditores lotado na CECOMT-Carajás, mais de uma visita aos postos fiscais da ponte do rio Tocantins e Km 9 em frente ao 52 Bis, vc confirmara a gritante usurpação de função publica e o ja falado desvio de funçao. Nessas unidades sera encontrado servidores ocupantes dos cargos de motorista, datilografo, auxiliar de administração fiscalizando, menos do grupo TAF, alem de pessoas que nem vinculo com orgão tem, os famosos encostados. Tudo isso com o aval de um Auditor Fiscal de carreira ou seja do proprio coordenador.

Post de 

13 Comentários

  1. regina

    13 de agosto de 2015 - 17:05 - 17:05
    Reply

    Bom ta em vila são José distrito de Xinguara, no posto de fiscalização de lá, onde esse Amadeu passou também, deixou 2 pescadores da região, como fiscais, do posto,eles trabalham só na ilegalidade, entra e sai fiscal e sempre os mantém lá, ambos já possuem um vasto patrimônio, as vezes os fiscais passam um mês sem ir lá só vão buscar com os 2 a arrecadação.

  2. carlos

    21 de setembro de 2011 - 23:16 - 23:16
    Reply

    hiroshi, eu ainda não tinha trabalhado com esse funcionario chamado Amadeu fadul. Pensei que era melhor que outros que conheci. Grande decepção. É só capa, tá acostumado a fazer uma cortina de fumaça no serviço pra dizer que está trabalhando, produzindo, pros homis lá do Belém. O homem anda de um posto pra outro (os que tem movimento acentuado) pra verificar. Agora o que ele vai verificar é que é o ¨X¨da questão.

  3. Anônimo

    20 de setembro de 2011 - 11:15 - 11:15
    Reply

    Espero que o sonho da Lei organica do Fisco no Pará torne-se real.

    Acabar com as indicações politicas seria otimo, veriamos colegas competentes, com preparo tecnico, com equilibrio emocional a frente das unidades da SEFA no estado.

  4. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 20:44 - 20:44
    Reply

    O que falta na SEFA é acabar com a hipocrisia. Agora querem crucificar o grupo de apoio fazendario. Os motoristas, os barnabés, peãozada mesmo.

    O SINDIFISCO deveria agora fazer uma campanha para o grupo TAF assumir o batente mesmo ou melhor, trabalhar de verdade.

  5. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 18:52 - 18:52
    Reply

    Gostaria de saber realmente sobre a vinda do colega Alvaro Braga, tomara que seja real. Mais ja desejo as boas vindas aos colegas Alvaro Braga e Gilberto Yamamoto.

    Tenho certeza que os colegas ficaram felizes.

  6. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 18:48 - 18:48
    Reply

    Agora a SEFA em Marabá quebra de vez, quebra não, que ele ja esta quebrada, aparta.

    PPS na area, esse time é pesado Helenilson Pontes , João Salame, Jordy e \sancler.

    Indicação pesada mesmo.

  7. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 18:43 - 18:43
    Reply

    O negocio esta ficando cada vez pior, desvio de função, usurpação de função publica e agora essa, o Fadulzinho vai embora e vem la das bandas da barragem ou melhor dizendo Tucurui, Alvaro Braga e Gilberto Yamamoto. KKKKKKKKKKKKK

  8. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 18:19 - 18:19
    Reply

    Os motoristas fiscais em Marabá e região trabalham inclusive com as jaquetas personalizadas da SEFA, que foram criadas exclusivas para uso em trabalhos externos ( fiscalização de transito ) dos Fiscais de Receitas ( antigos agentes tributarios ) e dos Auditores Fiscais.

  9. marilia

    19 de setembro de 2011 - 17:27 - 17:27
    Reply

    Pra quem não conhece Alvaro Braga, ja e conhecido em Tucurui como rolo compressor em cima dos empresarios principalmente quando eke esta apoiando alguem politicamente, agora tambem e pra saquiar e envestir no Independente o time do Deley Santos

  10. marilia

    19 de setembro de 2011 - 17:24 - 17:24
    Reply

    Sancler quer tirar o que já está saindo por desvio e colocar outro pior ainda!!!

  11. marilia

    19 de setembro de 2011 - 17:22 - 17:22
    Reply

    E ai que Sancler quer colocar o coletor de imposto Alvaro Braga, Sancler quer mais dinheiro p/ campanha do ano que vem,

  12. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 14:38 - 14:38
    Reply

    Quem chefia de fato o posto fiscal da ponte de Marabá é um motorista, uma datilografa e uma auxiliar administrativa. O servidor do grupo TAF que diz trabalhar nessa unidade apenas joga video game no seu horario de plantão.

  13. Anônimo

    19 de setembro de 2011 - 14:31 - 14:31
    Reply

    No posto fiscal q funciona em um trailler na entrada de Marabá ou melhor na ponte sobre o rio Tocantins, local de grande trafego de veiculos, trabalha um servidor do grupo TAF e cinco servidores do grupo de apoio tecnico e operacional, num mais do que claro desvio de função. Detalhe, na maioria do tempo fica a frente do citado posto servidores no desvio de função. Na mais clara ilegalidade.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *