Hiroshi Bogéa On line

CVRD suspende fornecimento de minério

A Companhia Vale do Rio Doce oficializou às siderurgicas do Pólo Carajás, sem distinção, a suspensão do fornecimento de minério granulado usado por elas na producão de gusa. O corte do insumo foi comunicado através de oficio datado do dia 7 de agosto. Até o presente momento os dirigentes usineiros guardavam a questão a sete chaves. O blog conseguiu checar o fato depois de intensa movimentaçao de bastidores.
À exceção da Sidepar, empresa que possui jazida própria de minério em Floresta do Araguaia, a suspensao do granulado pára a atividade siderúrgica.
A decisão da CVRD é o desfecho da queda-de-braços da mineradora com o parque industrial de ferro gusa do Pólo Carajás no rastro de irreparáveis danos ao meio ambiente.
O blog está buscando mais informações sobre essa decisão de extraordinária repercussão.

Post de 

3 Comentários

  1. Rodrigo

    22 de agosto de 2007 - 21:02 - 21:02
    Reply

    Hiroshi!

    É dos bons!!!

    O Império contra-ataca. A imagem das guseiras é muito ruim, a Vale escolheu o alvo certo. Quem sabe assim, ela desvia o foco do décimo aniversário de sua privatização. Esse crime que pelo jeito e silêncio que impera é o exemplo do crime perfeito!!!

  2. Val-André Mutran

    22 de agosto de 2007 - 19:36 - 19:36
    Reply

    Belo furo!

  3. Anonymous

    22 de agosto de 2007 - 17:29 - 17:29
    Reply

    é tudo o que a vale quer: agora vai ficar dona do produto e do gusa, já que tem uma guseira atuando em Marabá – e os empregos?
    e o comércio?
    deu a doida na CVRD?

Leave a Reply to Anonymous

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *