Hiroshi Bogéa On line

Corrupção em Tailândia: MP recebe denúncia

 

O “Fórum da Sociedade Civil de Tailândia” repercute, aqui no blog, o ingresso, no Ministério Público da comarca, de Ação Civil Pública por ato de improbabilidade administrativa, subscrita por cidadãos do município contra o prefeito Gilberto Miguel Sufredini (PTB) e seu vice, Edson Azevedo; e a direção da empresa EJTF Terraplenagem Ltda.

Segundo a representação, “ a coleta de lixo na cidade de Tailândia é, na verdade, a ponta de um iceberg de corrupção”, já que, atualmente, quem “executa” a coleta de lixo na cidade é a empresa EJTF TERRAPLANAGEM LTDA – EPP, que tem como sócios Estherullams José de Azevedo e Thiago Francisco Galvão de Lima – o primeiro, irmão do vice prefeito; e, o segundo, genro do sócio majoritário (Estherullams) e assessor especial, loyado no gabinete do prefeito.

Consultando o Tribunal de Contas dos Municípios, no período de 2009/2010, os denunciantes encontraram nas contas da municipalidade diversos pagamentos mensais (coleta de lixo) no valor de R$150.000,00, além de outros vultosos pagamentos, para a empresa EJTF Terraplenagem , totalizando a bagatela de R$ 3, 6 (três milhões e seiscentos mil reais).

Ação Civil prenuncia que “a municipalidade, supostamente não realizou licitação para a sua contratação, além do que a indigitada empresa jamais poderia manter contrato com a administração pública, pois o sócio majoritário é irmão do Sr. EDSON AZEVEDO, vice-prefeito do município”.

Os autores requerem ao promotor que “promova a competente Ação Civil Pública ACP para que seja liminarmente decretada a indisponibilidade dos bens dos demandados (imóveis, veículos, linha telefônica, etc.) com as comunicações de praxe, nos termos que conforme autorizado pelo art. 7º da Lei nº 8.429/92, visando futuro ressarcimento ao erário municipal e o pagamento das multas civis a serem fixadas na sentença condenatória; bem como que seja os representados condenados nas sanções civis relacionadas no artigo 12, inciso I e III, pela prática das infrações descritas respectivamente no artigo 9º, caput, incisos IV e XI, e artigo 11, caput, inciso I, todos da Lei nº 8.429/92.”

O MP de Tailândia já notificou os representados, inclusive, ouvindo o prefeito Gilberto Miguel Sufredini .

Post de 

4 Comentários

  1. Armando

    26 de maio de 2011 - 17:42 - 17:42
    Reply

    Tailândia esta se afogando no mar de lamas da corrupção. Na próxima semana será enorme a possibilidade de 8 dos 9 vereradores serem afastados por fraude.
    Com esta denúncia sobre a prefeitura, que realmente é só a ponto de um enorme iceberg, quem sabe nos livraremos de uma prefeito “laranja” que foi indicado por um verdadeiro mafioso que esta na ALEPA nos representando.

  2. valeria

    25 de maio de 2011 - 17:14 - 17:14
    Reply

    O único jeito que eu tenho para salvar Tailândia é explodindo ela e construíndo denovo.Ninguém merece um Prefeito tão Zé como esse.kkkkkkkkkkkkkkk

  3. vilma soares

    25 de maio de 2011 - 09:32 - 9:32
    Reply

    Isso é uma falta de respeito, como O prefeito Gilbertinho pode Fazer isso, nossa onde vai para o nosso Município com um administrador desse.

  4. George Hamilton Maranhão Alves

    23 de maio de 2011 - 10:34 - 10:34
    Reply

    A terceirização de serviços públicos (coleta de lixo e outros) parece que vem tendo o próposito de atender mais aos interesses de grupos políticos do que a população. Já começa a ficar manjada essa estória de terceirização dos serviços públicos! Inventa outra!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *