Hiroshi Bogéa On line

Casa de alta periculosidade

 

Às vezes parece surrealismo.

Num  plano da realidade nua e crua, é a essência do banditismo: bando de gângsteres construindo teias e mais teias de atos criminosos.

Verdadeiro mesmo é que a quadrilha montada no interior da Assembleia Legislativo do Pará é da mais alta periculosidade.

Do pequeno ao mais graúdo agente do mal, todos são bandidos da mesma extirpe.

Tamanhos idênticos, fedem iguais.

Ao ler a transcrição de um fita em poder do Ministério Público, mergulha-se em diálogos que remontam a fase mais fértil de Al Capone.

E com a clara certeza de que a atual mesa diretora da Casa não teme copiar erros do passado.

Basta conferir ato do presidente da AL, deputado Manoel Pioneiro (PSDB), determinando a contratação dos serviços da Tietê Comércio Representações Ltda,  empresa impedida de participar de qualquer certame licitatório e de contratar bens ou serviços no âmbito do Estado.

Diante de vícios, pecados e promiscuidade exalantes  de suas entranhas, recomenda-se aos país de famílias não permitir  que seus filhos passem  perto do prédio da Assembleia Legislativa do Estado do Pará.

Post de 

3 Comentários

  1. George Maranhão

    16 de junho de 2011 - 18:47 - 18:47
    Reply

    O poeta já dizia que a … fede!

  2. Marcos

    16 de junho de 2011 - 13:16 - 13:16
    Reply

    Quanto mais coisas são distas dos poderes do estado do Pará mais vontade tenho de dividi-lo. Por favor a todos que ainda não votam aqui no Pará, transfiram seus títulos o mais breve possível o prazo para votarem no plebiscito é até o dia 26 de agosto.

  3. Mário Sérgio Freitas

    16 de junho de 2011 - 10:23 - 10:23
    Reply

    Amigos!

    Chequem o que falo. Sei o que falo:

    O Mané Pioneiro, que é conhecido por pão massa fina, pois come sozinho sem deixar migalhas para nínguem, se esse processo for até o final, o que todos esperam, será apanhado com a boca na butija.
    Anotem:
    1) O Juvenil, antes de sair, renovou por mais 12 meses, ou seja, até 01/12/2011, um contrato com a amazon card – alimentos, que preve o pagamento mensal de R$ 1.620.000,00 (hum milhão, seiscentos e vinte mil), o que dividido por R$600,00 (seiscentos reais) que é o valor que cada funcionário recebe por mes, dá um total de 2.700 (funcionários), são apenas 1.700 (funcionários). A sobra mensal é de 1000 ou seja R$ 600.000,00 por mes. Ò Mané Pioneiro, caladinho da silva, já ingurupiu para si ( pão massa fina) os meses de fevereiro, março, abril, maio e pretende ingurupir tbm junho, isso dá brincando R$ 3.000.000,00 (tres milhoes em tikt alimentação), lembrem que o Mané era supermercadista em anannindeua.

    Pensem. Porque o Juvenil prorrogou?. Porque O Mané não quebrou o contrato fraudulento?

    O pior é que alguns deputados, mais espertos, como o Cassio do PSB, que recebia Antes do Juvenil, já deu uma prensa no Mané.

    Entendem porque ele não quer a CPI.

    O Pioneiro é muito dispreparado, basta ver a sua equipe. Mané, roupa não muda a essencia. Bandido, puxa-saco, burro, despreparado; ainda que com terno…..continuam os mesmos.

    É por isso que a sugestão da ABIN, é de intervenção federal na ALEPA. Sabe-se lá do carater deste.

    Boa noite!

    E verifiquem, se poderem,inclusive o MP.

    Mauro Sérgio.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *