Hiroshi Bogéa On line

Canaã dos Carajás, desgovernada e fétida

 

 

Acompanhando a sessão da Câmara Municipal de Canaã dos Carajás, à tarde dessa segunda-feira, 26, a correspondente do blog Maria Julinha de Adelaide,  comenta:

——————

 

A sessão da Câmara Municipal nessa segunda-feira, 26, teve os ânimos acirrados.

Primeiro, quem se defendeu das acusações deferidas por dois vereadores foi o secretário de obras do município. Na sessão anterior, o mesmo havia sido taxado de incompetente pelo  vereador João Nunes.

O secretário não deixou por menos, ao ter o direito de resposta garantido na sessão de ontem.

Disse que sua secretaria não consegue governar por que é limitado pelo prefeito e muitas vezes não tem como fazer o que lhe é solicitado. Reconheceu ainda trabalhar num órgão que não tem maquinários.

Dirigindo-se a João Nunes, o secretário sustentou:  “se fosse para pedir dispensa da função, que o vereador João Nunes também faça o mesmo,  já que ele  também não faz muita coisa.

Entre reclamações de servidores da saúde que tiveram seus pagamentos pagos pela metade, havia também no plenário  manifestação de  pessoas reivindicando o direito de moradia.

O  líder do movimento dos Sem-Teto emocionou a todos ao fazer apelo para que a Câmara de Vereadores, Prefeitura e o próprio Judiciário de Canaã  apoiassem a causa, solicitando prioridade para a instituição de um projeto de moradia para o município. Apelou ainda para os vereadores não permitirem que os sem-teto, atualmente ocupando uma área litigiosa, fossem despejados, por determinação do juiz Lauro Fontes, cujo prazo termina dia 28 de março,

Numa cena patética, o orador levou muita gente às lágrimas ao se ajoelhar diante da mesa diretora pedindo misericórdia em favor de todos os familiares ameaçados de despejo.

Essa cena  quase ilusória, mas que simboliza com exatidão  a dura realidade da terra prometida pra corrupção, não acabou nas orações do manifestante.

Ainda durante a sessão, o presidente da Câmara, Walter Diniz (PMDB) apresentou dois projetos de Lei, de sua autoria, confeccionados enquanto o mesmo ocupou pelo prazo de duas horas o cargo de prefeito.

Amparado numa brecha no art. 78 da Lei Orgânica do município, onde consta que se o prefeito em exercício se ausentar por um determinado tempo dos limites do município o presidente da Câmara assume a prefeitura, Walter propôs a aprovação da matéria.

Ou seja, enquanto esteve prefeito por duas horas, o presidente da Casa produziu ainda o projeto de Lei 001/2012 que dispõe sobre a revogação da Lei 225/2009, criando o Instituto de Desenvolvimento Urbano-Idurb; e o Projeto de Lei que 02/2012 que dispõe a revogação da Lei 089,  criando o Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto-Saae.

Todos os projetos foram aprovados em unanimidade pelos nove vereadores, sem qualquer discussão.

O que os integrantes da Casa não sabem é que a redação do requerimento está incorreta, podendo um bom advogado derrubar os projetos por falta de clareza, além de ter sido feitos na surdina sem nenhuma participação popular, sem sequer  audiência pública ou consulta à sociedade.

Durante as duas  horas em que ocupou a prefeitura, o presidente da Câmara Walter Diniz,  protocolou também uma proposta de resolução que dispõe sobre o aumento dos salários dos servidores da Câmara Municipal.

O mais intrigante é que Walter, nas duas horas de “reinado”, não tomou uma providência a favor da população de Canaã dos Carajás.

Na questão de falta de moradia, o município possui três áreas públicas invadidas por famílias sem casa própria, e Walter Diniz não se preocupou em usar às duas horas disponíveis na cadeira de prefeito para encaminhar à Câmara projeto de doação de área aos sem-teto. Ele poderia ter agido nesse sentido já que teria o aval de uma boa parcela da população.

Preferiu atuar a seu favor e a favor de seus pares, extinguindo duas autarquias.

Da tribuna, várias críticas foram direcionadas ao atual prefeito, que se encontra no cargo pouco mais de mês.

Só que em três anos, o prefeito cassado  Anuar Alves jamais foi criticado pela Câmara.

Da tribuna, quase todos os parlamentares falaram, menos a vereadora Tatiane Gaspar, citada neste blog por mim como a  vergonha da classe feminina. A voz da moça foi ouvida apenas quando a mesma  assumiu a presidência da sessão, por alguns minutos.

Outra figura folclórica da Câmara, o vereador Omilton criticou a operação tapa buracos da prefeitura, dizendo que ao passar com sua camionete Triton pelos buracos “tem que tirar as pedras colocadas para sustentação do solo pela empresa executante da obra, que está sendo realizada sem licitação”.

Corre a boca pequena na cidade que o contrato da obra de tapa buracos foi assinado com um pré-candidato, a portas fechadas, em reunião no gabinete, sem licitação, ou seja da mesma forma que o ex-gestor fazia.

Na sessão, ainda foi eleita uma comissão para providenciar a cassação do prefeito em exercício Itamar Francisco. A acusação foi tramada pela própria câmara, alegando que o prefeito atual, enquanto ainda era vice, ausentou-se do município, recebendo salário de vice.

O intrigante é que por muito mais a Câmara nunca cassou  Anuar.

Em Canaã é assim:  palco de desmandos, roubalheiras.

Itamar Francisco, agora prefeito, é  como trocar seis por meia dúzia.

A esperança no novo gestor depositada pela população, foi pelo ralo.

E o esgoto vai subir, se Walter Diniz assumir.

O secretário de Gestão e Planejamento de Canaã dos Carajás, Jurandir Ferreira, que se encontrava foragido acusado de estupro, exonerado na sexta, já foi readmitido no cargo.

O retorno dele à secretaria ocorreu nessa segunda-feira.

Enquanto a classe política dilapida o município, a sociedade, passiva – como sempre! (Maria Julinha de Adelaide)

Post de 

19 Comentários

  1. gsbrr

    6 de junho de 2014 - 19:34 - 19:34
    Reply

    meu não teem nada a ver com que estou procurando!

  2. Aninha

    7 de abril de 2012 - 13:05 - 13:05
    Reply

    mesmo diante de tanto absurdo ainda podemos reagir a esses grupos que aliados aos jurandis , anuarinhos e valtes da política canaense,enquanto eles enrriquece as custas do dinheiro do Idurb,Saee,Licitações frudadas na camara e na prefeitura,Crianças passam fome,morrem gestantes no hospital,idosos definham em casas sem piso e tetos engoteirados,mas enquanto a Justiça Divina não os pune,nos simples Eleitores podemos e devemos dar um BASTA ,A corrupção so existe até o momento que existir os que se corrompem,portanto a culpa maior é nossa eleitor que se deixa vender por migalhas ,aí o que sobra para o povo são apenas os restos que caem debaixo da mesa dos asssasinos dos recurços públicos

  3. mario sales da silva

    2 de abril de 2012 - 11:03 - 11:03
    Reply

    A cada dia temos as surpresas da classe politica de canaã, o presidente da camara poderia em 2 horas faser tanta coisa em beneficio do povo, mas fêz ao contrario: estinguio duas secretaria necessaria para o povo,a SAEE de agua e saneamento e o IDURB que trata justamente de terra. que e a bola da vês no momento em que a cidade ver a população pobre clamanado por terra para moradia. poderia nesta duas horas criar uma lei da moradia popular com recurços do municipio,Mais isto não daria lucros financeiros aos vereadores e beneficiaria somente o povo preferio estinguir as secretarias. tanto odio pelo povo.
    pór outro lado circula uma certidão do TSE na cidade canaã com material que jeova e valdemar estão inelegivel, osny estar com dupla filiação,dr. vidal não tem apoio da direção do partido no Municipio e o presidente do partido Sr. gilson campos apoia e secretario no governo do itamar que inclusive não compareceram ao lançamento do DEM a pre-candidatura de dr. vidal, quem são os pre-candidatos de fato.
    lembrando ainda sobre o episodio dos sem teto os vereadores ligados ao PMDB que totalisam 3 vereadores (João nunes,tatiane do posto,Valter diniz) e do PSDB do valdemar ( Edilcio Batista) e do PCdoB(criatura) e o do PPS de DRª Marilda (Grilo) não acompanhão o discurçõs dos seus pre- candidato nas ruas de defesa da papulação precisa ter uma mudança de cultura politica dos partidos tem que ter ligação da linha do partido com os mandatos, não pode ter desvio de conduta politica.

  4. GENIVAL

    2 de abril de 2012 - 09:29 - 9:29
    Reply

    aroldo fala de Dr. marilda.me lembro dos VULTOS NACIONAIS qualidades de caráter que inspiram a ação construtiva.O brasil pode se orgulhar de muitodos seus componentes; passaram pelo cenario nacional não apenas como exitêsncias.mais como vivências e como tal, inspiraram seus compatriotas á ação construtiva) Dr.marilda.é um canaa mais justo e feliz.a educação moral e cívica é uma disciplina que muito se coaduna com o estudo dos grandes vultos.alguns deles; nos campos de batalha,encontramos as figuras heróicas de caxisa, o general sem derrota ,Jose de Anchieta (o APóstolo brasileiro – aquele que deixou traço mais luminoso de sua passagem por essa terras; (e outros

  5. Claudio

    1 de abril de 2012 - 20:34 - 20:34
    Reply

    Itamar já sabe que é carta fora do baralho mas o caixa II para garantir a eleição de Jurandir Bekão já tem mais de 2 milhões de reais. M3, Bensonig, RR transporte e outros, para receber seus pagamentos tiveram que ceder às pressões do gestor. Esquecem que depois do Itamar volta o Anuar e desmascara tudo. Sem falar que o Valter, presidente da Câmara e sua gangue liderada pelo Braga & Cia quer ser prefeito. Dr. Lauro, só você pode salvar Canaã nesse momento. Cuida de nós.

  6. João José

    31 de março de 2012 - 22:23 - 22:23
    Reply

    Felizmente Canaã tem pessoas atentas e críticas, contudo, gostaria de acrescentar algumas informações para demostrar a incapacidade de governo desse insano gestor público: A VISATEC fora desclassificada no pleito licitatório para os serviços de limpeza urbana da cidade por não possuir Certidões que a qualificasse para tal, como é que derrepente aparece para executar tais serviços, será que o Osni esta bancando os 50% exigidos pela gang do ITAMAR? Como o coitadinho do Élio vai justificar sua completa incapacidade de gerir uma secretaria sem rumo? Ja observam as condições do hospital municipal nesses últimos dias, e o Itamar é médico….
    Isso tudo é lamentável!…

  7. Olhar Feminino

    30 de março de 2012 - 15:01 - 15:01
    Reply

    Aroldo, vc como sempre, fazendo sátiras dessa nossa política estúpida. Adorei a piada do político que quer se eleger. Quero ouvir-lo contar de novo.
    Esse Itamar pilantra falava do mal lavado do Anuar devido as obras sem licitações, não é que o safado tá fazendo o mesmo! E o proprietário da Visatec, como pré-candidato, está sujando o nome do partido se macumunando com esse prefeitinho de meia tigela.

  8. Linda e rica Canaã

    29 de março de 2012 - 21:25 - 21:25
    Reply

    Dr. Vidal organizou um encontro do Democratas no final da semana e mostrou que Canaã tem opção. Que ainda existe homens e mulheres de bem capazes de mudar os rumos administrativos do município. Prestigiado com a presença de Reinaldo Zucatelli, Walmir da Integral, Avila e várias lideranças empresariais e política da região.
    pelo menos opção Canaã tem, agora é esperar o julgamento popular.

  9. Aroldo

    29 de março de 2012 - 12:25 - 12:25
    Reply

    Triste e pobre Canaã!!!
    Dr. Itamar, prefeito, maluco que é, foi barrado no posto de gasolina na tarde de ontem por inadimplência e ordenou o abastecimento dos veículos da prefeitura em outro posto sem licitação.
    Dr. Itamar, maluco que é, irritado com as cobranças pela coleta de lixo por parte da M3, mandou a VISATEC coletar o lixo da ruas sem licitação.
    Dr. Itamar, prefeito, maluco que é, mandou a VISATEC tapar os buracos das ruas sem licitação.
    Valter Diniz, maluco que é, nas duas horas que ficou na cadeira de prefeito, extinguiu o SAAE e o IDURB.
    Valter Diniz, maluco que é, abriu duas CPI’s contra o prefeito e o vice-prefeito para assumir a vaga.
    Valdemar, maluco que é, apoia Itamar sonhando com apoio $$$ da prefeitura.
    Jeová, maluco que é, publicou uma pesquisa eleitoral extemporânea.
    É ‘fatinha’ vai ter que suar para emplacar Dr. Vidal ou Dra. Marilda.
    maluco que é, o povo não tá nem aí pra política.

  10. fatinha

    28 de março de 2012 - 21:17 - 21:17
    Reply

    todos esses desmandos feitos as claras em Canaã,mostram como os políticos que estão no poder teem certeza da impunidade,realmente nunca nenhum dos desmandos praticados pelo execultivo e legislativo foram punidos,a ex.da imoral licitação feita por Walter Diniz de 330mil lt de combustível para onde não tem um único carro,etc,etc.Só tem um jeito ,buscar outros caminhos,acreditar que ganhamos quando a cidade ganha e a cidade so ganha quando tivermos políticos capazes de implementar uma gestão moderna,eficiente e capaz de vislumbrar a grandeza de Canaã de agora pra frente.Basta de oportunistas e politiqueiros profissionais

  11. anônimo

    28 de março de 2012 - 00:17 - 0:17
    Reply

    Não fazem nada , Marabaense Tinindo !

  12. Marabaense tinindo

    27 de março de 2012 - 22:20 - 22:20
    Reply

    E que diabos fazem os representantes do ministério público nessas cidades? Afffee!!!

  13. botei fé

    27 de março de 2012 - 15:50 - 15:50
    Reply

    Zé Dudu e Hiroshi vocês são homens corajosos, uma parcela a parte dessa imprensa também corrupta que se vende por qualquer contratin. Mostraram ao mundo o que está acontecendo nessa cidade. Quero ver se os MP vai deixar os desmandos continuarem. Quem será por este povo de Canaã?

  14. Alcinéia

    27 de março de 2012 - 15:34 - 15:34
    Reply

    São variados os fatores de disseminação da corrupção. Dentre outros, a ineficiência estatal quer seja na esfera legislativa, administrativa ou jurisdicional, é um fator primordial do desenvolvimento das práticas corruptas.

  15. professor atento

    27 de março de 2012 - 15:22 - 15:22
    Reply

    O Quadro realmente é desanimador. Canaã VIVE uma era de desencantos. Porém, não há como aceitar passivamente esse quadro de desolação, de descaso com a coisa pública. Com efeito, os atos caracterizadores de improbidade administrativa, pelos seus efeitos deletérios, devem ser controlados e combatidos com a máxima efetividade, cujo combate tem que estar enraizado no coração e na mente de cada um, e que, o que Canaã vive é de forma metafórica, um “cano de água” quando em seu percurso há diversos furos.

  16. Marabaense com pena de Marabá e de Canaã

    27 de março de 2012 - 15:06 - 15:06
    Reply

    Hiroshi,
    Sou marabaense, empresário com negócios em algumas cidades da região. Ando profundamente angustiado pelo que vejo em nossa região, é abandono, é descalabro, é senvergonhice mesmo usando um termo digamos chulo, porém que retrata a situação em vários municipios como Marabá, Itupiranga, Parauapebas, Canaã e outros.

    Vejo que os governantes fazem, ou digamos, agem apenas em beneficios próprios, é o que se vê em Canaã e nas demais cidades como Marabá. Sinceramente, me sinto espoliado, roubado, assaltado, pois sei que o meu suor derramado para honrar meus compromissos pagando em dia meus impostos vão para o ralo, ou para o bolso dos gatunos, aqui, ali e acolá.

    Na idade em que já estou (já não sou uma criança), não vejo como recomeçar a vida em outro país, nem que seja na Bolivia.

  17. Zé Dudu

    27 de março de 2012 - 14:10 - 14:10
    Reply

    Me causa espanto a atitude do delegado Aquino no tocante ao tratamento dispensado ao secretário Jurandir. Na sexta-feira ele entrou ao vivo no programa Alerta 96, da rádio Arara Azul FM, e disse não ser foragido nem tampouco estar fora de Canaã. Mesmo assim o delegado afirma que uma guarnição da Depol está a procurá-lo, e que um pedido de prisão preventiva teria sido solicitado à justiça. No Fórum esse pedido “ainda” não chegou e o secretário de atitudes lascívias não foi sequer ouvido. Muito estranho!

  18. Manoel Augusto

    27 de março de 2012 - 11:28 - 11:28
    Reply

    Hiroshi ainda bem que temos o seu blog para denunciar as mazelas de nossa sociedade. Marabá assim como em Canaã não se salva um político.

  19. Anonimo

    27 de março de 2012 - 10:38 - 10:38
    Reply

    Mais uma vez o município irá perder. Hiroshi Canaã está preste a receber uma verda federal peor um convenio formado com uma instituição junto ao Saae. Uma vez a Camara aprovando a extinção do órgão, quando a verba vir vai coltar. Ou seja, mais uma vez Canaã perde, por incompetência do legislativo, versos executivo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *