Hiroshi Bogéa On line

Amaciando a dor

Desconsiderando o estribucho do pensamento medieval de uma minoria que andou querendo desconstruir a viagem de Ana Julia a Eldorado – inclusive com apoio de página inteira numa publicação estadual -, a governadora só demonstrou bom senso e sensibilidade ao incluir sua presença nas cerimônias ecumênicas de condenação ao massacre da Curva do ‘S’. Circulando no meio dos trabalhadores rurais, a entrega de Ana ao contato físico com mulheres, homens e jovens pode ter o poder de reduzir no futuro a imensa cicatriz de feridas abertas pelo próprio Estado em sua relação selvagem com os excluídos. Nem se discute aqui o valor imenso que representa a concessão de pensão às vítimas da tragédia. Vale mais o coração, o reconhecimento ao vivo de que há uma multidão a postos querendo carinho, voz e vez.
Isso Ana acaba de fazer, pisando o mesmo chão de dor e desprezo que durante onze anos Almir Gabriel tentou desconsiderar sua existência.

Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    18 de abril de 2007 - 17:31 - 17:31
    Reply

    voltei!
    Gosto de vc porque não pegas corda…
    Nem eu quero que acabe este espaço gostoso de saber de coisas que não saberia
    de fato, só sei que nada sei…
    Mas Hiroíto, tu fizestes um excelente mea culpa, falou até em lirismo…pareceu Mané Bandeira.
    Mas admitiu. Isso é bom. Vc é um cara que joga limpo. Admitiu e pronto. Gostei. Vou continuar te provocando. Só tomas cuidado com o lugar em que o cuspe caiu (ou vai cair.
    Gostei mesmo, cara. Bom de verdade o teu manifesto pro-ana (ou pro-jader?). Pelo que sei nunca fostes do PT. Tanto faz, só o populismo do PT é mais disfarçado, como essa coisa de pedir desculpas na curva do S, deve ter saído em todos os jornais, a ana.
    Ela é apenas uma meninona crescida Hirô…
    Continuarei anônimo porque o teu blog permite e esse é um risco que corres, que é ler esses “posters”
    mais fortes.
    abs

  2. Anonymous

    18 de abril de 2007 - 17:12 - 17:12
    Reply

    Ei Hiroshi vai ver esse anonimo aí deve ter as mágoas dele dogoverno Ana Julia e não aceita a divulgação de boas notícias do novo governo. O seu blog é supimpa e nós adoramos ler sua coluna no Diário, todos aqui de casa.
    vai firme.
    Ana Lúcia Sampaio

    – O Paulo te manda abraços.

  3. hiroshi

    18 de abril de 2007 - 14:02 - 14:02
    Reply

    Parceiro,anônimo 07.01, se você detectou ‘baba’ do poster “com Ana no Eldorado” é porque nos últimos onze anos eu só cuspi. Cuspi vergonha, cuspi indignação, cuspi desesperança ao constatar a impunidade livrando a cara dos mandantes do genocídio. E só cuspi porque nada mais podia fazer além de cobrar nas páginas dos jornais uma postura altruísta do Estado admitindo seus erros e que assumise a responsabilidade na assistência plena às famílias sobreviventes do massacre. E se passaram mais de uma década sem que nada disso fosse providenciado. Ao contrário, Almir Gabriel e sua troupe viveram o período tripudiando dos fatos, mentindo à opinião pública de que assistiam aos sobreviventes – num total de 47 pessoas necessitando até hoje de medicamentos, exames clínicos e laboratoriais frequentes, e, pior, sem nunca ter negociado com os interessados a possibilidade do Estado oferecer-lhes alguma indenização compensatória às sequelas que carregarão pro resto de suas vidas.
    Tudo isso me fez cuspir. Sem revolta porque meu coração não sabe o que é isso. Indignado, sim.
    Esse teu argumento de mesa de bar de que “os própositos desse governo, ligados, digamos aos ‘movimentos sociais’, e aquel’outro, onde os tecnocratas do planejamento imperavam e o Almir era o reizinho entronizado”, não cabe aqui, parceiro. A forma como o blog registrou o pedido de desculpas teve caráter exclusivamente informativo, mas com dosagem de lirismo, sim, porque nunca saiu de minha memória as imagens tresloucadas do episódio que eu vivi, cobrindo o acontcimentro como repórter, corpos mutilados, crianças abandonadas em estradas chorando à procura de seus pais desaparecidos; soldados da PM feridos, gritos de desespero e a imagem fatídica dos 19 corpos expostos na lateral de Pa-150.
    Por isso que vivi cuspindo. Nem sei se você, caro anônimo, sabe o que representa tudo isso que estou descrevendo para a alma humana, mas para mim significa muito. E a tragédia que eu acompanhei ao vivo não pode ser medida com esse enfadonho discurso de patrulhamento que você me impôs com sua cobrança cabotina. Com todo respeito, todo respeito.
    Tem mais, caríssimo anônimo: a Ana não apenas pediu desculpas. Trinta dias antes da cerimônia ecumênica de terça-feira (17) uma equipe da área de saúde do governo apanhou pessoalmente no Acampamento 17 de Abril (você sabe o que é isso?) os sobreviventes do massacre, encaminhando-os às clínicas especializadas, com direito a todos os exames solicitados. Se você não sabe, nem medicamentos os governos anteriores estavam liberando para tratamento das vítimas com sequelas irreparáveis.
    Não foi só desculpas. A Assembléia Legislativa aprovará pedido de indenização solicitado pelo governo para compensar as familias que vivem hoje em condições desumanas.
    Quanto a sua visão de que eu não possuo “o afastamento necessário como jornalista”, e que por isso este blog “vai acabar”, humildemente respeito seu juizo de valor, mas não me penitencio diante de uma acidez típica de pessoa enfadonha.
    O blog está aí apenas para cumprir sua missão de informar. Quem me conhece e a forma transparente com que sempre me posicionei, certamente não concordará com seu vaticínio maldoso.
    Agradeço sua provocação e ficarei feliz em sempre tê-lo neste espaço tentando desestabilizar a calmaria que me persegue ardorosamente por esses 30 anos de profissão.
    Meu abraço carinhoso.

  4. Anonymous

    18 de abril de 2007 - 10:01 - 10:01
    Reply

    agora ela se igualou ao Papa, quando ele pediu desculpas aos judeus pelo omissão da Igreja no chamado holocausto
    isso que é jogada de marketing!
    a verdadeira disputa começou entre os própositos desse governo, ligados, digamos aos “movimentos sociais”, e aquel’outro, onde os tecnocratas do planejamento imperavam e o Almir era o reizinho entronizado.
    Será se esse povo sabe do namorado piloto, dos irmãos, da manicure, da cabeleireira que ANA quis dar emprego. Isso, ANA, dês desculpas, é fácil falar. Só não enganas quem sabe que és só discurso e festa com o $$ público.
    mas Hiroshi tu babou, hen, reconheça.
    Teus últimos posters demonstram que vc não possui o afastamento necessário como jornalista.
    Tu babas com ANA JÚLIA no Eldorado.
    Pára com isso senão este blog, que tá bom, vai acabar.

  5. Anonymous

    17 de abril de 2007 - 23:18 - 23:18
    Reply

    Esperamos onze anos para que um governante reconhecesse os erros do passado e fizesse justiça às vítimas de Eldorado do carajás.Dez, governadora

  6. Anonymous

    17 de abril de 2007 - 16:36 - 16:36
    Reply

    isso vem para provar, a despeito daqueles que não respeitam a vontade da maioria do povo do Pará, que a governadora estar fazendo uma inversão de prioridades, dialogando com todos os movimentos, mais em especial com os movimentos sociais.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *