Hiroshi Bogéa On line

A queda de André

A saída de André Farias da coordenação da campanha de Ana Júlia está sendo saudada aos quatro ventos.

Ele é apontado, principalmente pelos candidatos a cargos proporcionais da coligação “Acelera Pará”, como um dos principais  motivos para a maioria ter ficado de braços cruzados, ignorando quase que totalmente a campanha para governador.

A campanha de Ana, pelo menos no Sul do Pará, teve de tudo, menos coordenação.

Reencarnação plena da Lei de Murici, cada um tratando de si.

Ou, numa situação de escancarada esperteza, vigência  espraiada da Lei de Gerson, que nunca foi revogada neste país.

Post de 

7 Comentários

  1. Anonymous

    9 de outubro de 2010 - 10:34 - 10:34
    Reply

    Os meninos de Ana julia, os caras são muitoa arrogantes, se distanciaram do povo. das bases e levara a governadora para o mesmo caminho.
    Eles se aburguesaram

  2. Anonymous

    7 de outubro de 2010 - 13:26 - 13:26
    Reply

    Para o Anônino das 16:14
    O Programa Luz Para Todos realmente é Federal, mas só é implantado nas áreas definidas pela SEIR, aliás tem um cara muito bom desenvolvendo essa tarefa lá.

  3. Anonymous

    6 de outubro de 2010 - 22:15 - 22:15
    Reply

    O "JOVEM METIDO A ESTRELA" é na verdade, Sr. Tom, um "JOVEM METIDO A BESTA". No dia do lançamento do SEIR ele já olhava todo "de cima". O cara é arrogante e agora, ao final do 1º turno, comprovou que também é INCOMPETENTE!. Sandálias da humildade nele!

  4. Tom

    6 de outubro de 2010 - 19:30 - 19:30
    Reply

    Concordo com o anônimo das 14:55. O André também tem um defeito crucial e definidor de sua personalidade… O JOVEM É METIDO A ESTRELA. A pasta SEIR, criada para ser estratégica com a interlocução de atores sociais e institucionais, foi destinada à inespressiva capacidade articuladora de André. Além disso, os "Agentes" de Integração foram ungidos a partir da ambição política de companheiros desinformados. Tais Agentes gozavam de toda estrutura pública para realizar trabalho, contudo, não o fizeram dada a inequivoca falta de habilidade política e competência técnica.
    André. Lançá-lo coordenador de uma campanha tão importante foi, no mínimo, irresponsabilidade ou mais um desatino do grupo da vaidade arrogânica. A COORDENAÇÃO, COMO UM TODO, DEIXOU MUITO A DESEJAR. A maioria dos municípios ficou "na mão".
    Esperamos acertos na recomposição da Coordenação de Ana. Que em 2011 o compadriu não seja o principal critério para a definição do novo secretariado da Governadora Ana Júlia.
    Tom Bonfim – Tucuruí

  5. Anonymous

    6 de outubro de 2010 - 19:14 - 19:14
    Reply

    Na verdade, como diria o anônimo das 14:55, o Luz para Todos é programa federal. Então, não tem nada a ver uma coisa com a outra.

  6. Anonymous

    6 de outubro de 2010 - 17:55 - 17:55
    Reply

    Tem alguma coisa errada ai, o cara era Secretário, estava com a pasta do Luz para todos entre outras políticas e dizer que não tinha força é apelação. ele na verdade é fraco e não falo isso com intenção de ofendê-lo, quem o conhece sabe de suas limitações políticas, intelectuais e operacionais é isso.

  7. Anonymous

    6 de outubro de 2010 - 15:19 - 15:19
    Reply

    Não pense que o André está morto. Ele simplesmente voltou a fazer a negociação com os prefeitos, aliás, o que sempre fez. Desde o início da campanha, André faz o que pode, mas nunca teve tanto poder como se imaginava. O poder sempre esteve nas mãos dos Monteiro e de Puty.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *