Hiroshi Bogéa On line

A festa de Lula. E do povo de Marabá

Lula demorou pouco em Marabá, na abertura da programação de anúncio das obras da Alpa,cuja  solenidade transcorreu em clima de comemoração.

Apenas cinco autoridades discursaram: Maurino, prefeito de Marabá; Roger Agnelli, presidente da Vale; Márcio Pereira Zimmermann, ministro das Minas e Energia; Ana Júlia, governadora; e Lula.

Lula estava emocionado, diante de uma plateia de duas mil pessoas ( cálculos de um oficial da PM), concentradas no km 13 da Transamazônica, próximo a fronteira  Marabá/Itupiranga.

Em comentário descontraído, microfone à mão, o presidente reclamou do forte calor da cidade, em torno de 40 graus, às 15 horas.

Reafirmou sua convicção de que somente com a descentralização da verticalização industrial, o Brasil encontrará seu verdadeiro desenvolvimento.

Roger Agnelli ratificou  a ativação da siderúrgica no final de 2013.

Ana Júlia foi muito aplaudida. Tanto quanto Lula.

O povo de Marabá sabe que ela teve papel importante no processo de amadurecimento e consolidação do Projeto Alpa.

Em qualque canto da cidade, o nome da governadora é citado como uma das principais responsáveis pela consecução das obras da siderúrgica.

Antes de descerem do palanque, Lula, Ana Júlia e Roger Agnelli receberam, cada, uma camisa do Águia de Marabá.

As obras da Alpa já iniciaram.

———————–

atualização:

Durante a presença de Lula a Marabá, o  prefeito Maurino Magalhães foi vaiado por um grupo de professores em greve. Presente somente hoje na cidade, o poster checou a informação junto a quem estava no Km 13 da Transamazônica. O clima entre o prefeito e os educadores está chegando aos extremismos.

Prefeito firmou pé de que não atenderá grande parte das reivindicações da classe que, por seu turno, radicaliza cada vez mais o movimento, exigindo o cumpr-mento de pauta discutida anteriormente com o alcaide.

Post de 

20 Comentários

  1. Anonymous

    30 de junho de 2010 - 14:14 - 14:14
    Reply

    Veja só

    O que diz a constituição federal:

    ART.9º É assegurado o direito de greve aos trabalhadores.
    “Será que o trabalhador está cometendo algum crime fazendo greve”

    O que diz a lei de greve (LEI Nº 7.783, DE 28 DE JUNHO DE 1989)
    Art. 17 º
    Parágrafo único. E assegurado aos trabalhadores o direito à percepção dos salários durante o período de paralisação.
    ( veja o contra-cheque dos trabalhadores em educação foi descontado os dias parados)

    Art. 7º
    Parágrafo único. É vedada a rescisão de contrato de trabalho durante a greve, bem como a contratação de trabalhadores substitutos.
    (Mais a SEMED esta substituindo os contratados que estão em greve e reincidido seu contrato)
    Art. 6º São assegurados aos grevistas, dentre outros direitos
    § 2º É vedado adotar meios para constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho, bem como capazes de frustrar a divulgação do movimento.

    ( Descontar os dia parados ao meu ver e uma maneira de constranger o trabalhador)

    PRINCÍPIOS BÁSICOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.
    Legalidade, Moralidade Impessoalidade e Publicidade
    Principio da legalidade
    (Não há, na administração pública, liberdade, nem vontade pessoal, só permite-se fazer o que a lei autoriza).
    “Descontar os dias parados dos trabalhadores em greve” Ato ilegal
    Principio da impessoalidade (O administrador público só deve praticar ato, para o seu fim legal). “Descontar os dia parados dos trabalhadores em greve só porque foi vaiado” DESVIO DE FINALIDADE
    O gestor municipal gosta de descumprir as leis “Descumprir lei nesse país não é crime?”
    “BRASIL UM PAÍS DEMOCRATICO”

  2. TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ Corrigindo comentário anterior

    28 de junho de 2010 - 18:18 - 18:18
    Reply

    Os TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ, em greve, convidam todos os pais e/ou responsáveis e comunidade em geral para uma reunião nesta segunda feira dia 28/06/2010 as 17:00 horas no SALÃO PAROQUIAL DA IGREJA CATÓLICA NA FOLHA 16. Trataremos de assuntos de interesse comum e contamos com sua presença.

  3. TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ

    27 de junho de 2010 - 23:24 - 23:24
    Reply

    CONVITE
    Os TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ, em greve, convidam todos os pais e/ou responsáveis e comunidade em geral para uma reunião nesta segunda feira dia 24/06/2010 as 17:00 horas no SALÃO PAROQUIAL DA IGREJA CATÓLICA NA FOLHA 16. Trataremos de assuntos de interesse comum e contamos com sua presença.

  4. Anonymous

    27 de junho de 2010 - 22:04 - 22:04
    Reply

    Eu quero saber o seguinte.
    A semed, vai descontar os dias parados dos servidores grevistas é um fato!!!
    O servidor punido, não precisa repor as aulas e nem rever atividades do calendario,tais como,a avaliação do 2% bimestre.
    mais como fica a reposição?,
    como fica os 200 dias letivos?
    70% das escolas de marabá não fecharam o 2ºbimestre.
    Como fica o cumprimento do calendário letivo?
    A LDB, determina 200 dias letivos ou 800h aulas.
    A semed, vai passar por cima das leis?

  5. Anonymous

    27 de junho de 2010 - 15:05 - 15:05
    Reply

    ola hiroshi eu estou sabendo que os professores sairam da reuniao da quinta passada sem resolver nada alem do mais o que eu ouvi falar pois sou irmao de uma professora que o carlos acessor do ney foi que se o sintepp pedisse desculpa ao prefeito de maraba eles pagaria esses dias que o pessoal estao de greve ora onde esta a democracias o cara usar a maquina para humilhar trabalhador e a lei de greve que diz que nao pode descontar as faltas segundo o que estou sabendo vao descontar esse prefeito passa ate por cima da lei federal agoro mim pergunto onde esta lei onde estao os promotores e os juizes

  6. Servidor Municipal

    25 de junho de 2010 - 03:09 - 3:09
    Reply

    Hiroshi!
    Gostaria de dizer que não fazemos oposição ao governo Maurino apenas reinvidicamos coisas que nos foram prometidas. E enquanto o ego do prefeito for maior que Marabá e ele não sentar pra negociar conosco e nos tratar com desdém nós estaremos respondendo à altura. E se for preciso radicalizar ao extremo nós iremos. O movimento continua forte e a perseguição aos companheiros continua mas a categoria não se dobrará.

  7. Andre Ribeiro

    24 de junho de 2010 - 10:24 - 10:24
    Reply

    Hiroshi,

    Por uma questao de ordem a meu ver o MM nao esta MAL ASSESSORADO como dizem os comentarios acima.
    Pelo contrario. Se na admiistração do TM ele era considerado um bom administrador dos recursos publicos e pessimo articulador ou politico vejo hoje que MM com os mesmos secretarios de pastas importantes da era Tiao estao no governo MM.
    Resumindo: Não é questçao de assessoria e sim de competencia administrativa ou tem alguem que administra que não é MM.

    "Tem algo de podre no Reino da Dinamarca."

    Quanto as vais posso te dizer uma coisa. A justiça de Deus é implacável, vergonhosa e eterna enquanto a nossa é passageira e que as vezes fica longe do nosso alcance.
    Exemplo: Tiao que disse que elegia Joao Salame ou um Poste. Fazer o que TM fazia com os funcionarios era questao de justiça mas, de Deus não do homem pois não funcionava para quem tinha tanta grana.

  8. Anonymous

    24 de junho de 2010 - 02:10 - 2:10
    Reply

    ouh! Talvez ele não quiz ler porque não sabe. Já pensou nisso!

  9. Anonymous

    24 de junho de 2010 - 01:57 - 1:57
    Reply

    Quem vai querer o MAU RINO no seu palanque aqui em Marabá??
    Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três!!! Ninguem se habilita???
    A moral do "homem" está mesmo em baixa!!!
    FORA MAU RINO…!!!!!!!

  10. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 18:35 - 18:35
    Reply

    Hiroshi,
    Você sabia que o Maurino recusou a ler uma passagem da Bíblia sugerida pelo Vereador Edivaldo na reunião da Câmara como o prefeito e o vice?? Será que isso é comportamento de um verdadeiro Homem de Deus??
    Lobo em pelo de cordeiro, isso que ele é!!
    Jesus era adepto ferrenho do diálogo e um seguidor honestos dos seus preceitos não pode se furtar dessa conduta.
    Viva o sindicalismo e a proteção do funcionalismo público!!! VIVA!!!

  11. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 18:32 - 18:32
    Reply

    A Governadora não foi vaiada. Aliás é merecedora de aplausos pelo Sul do Pará, pois foi a UNICA que passou pelo Governo Estadual a olhar para essa região. Nunca ocorreu investimento em expansão de abastecimento de água como agora talvez a maior obra que uma cidade merece, melhor que a própria ALPA, que também é mérito da Governadora. Os outros não faziam pois canos de água não aparecem sobre o chão, a população não vê e não pode ser filmado em tempos de campanha.
    Os investimentos em infra-estrutura e saneamento não se dão da noite para o dia, só em médio e longo prazo. Mas parabenizo pela coragem da Governadora por realmente olhar poe essas bandas paraenses, se continuar assim não precisaria de Estado de Carajás. Mas quando falamos do nosso prefeito, sei não!!! Está fazendo a cidade retroceder e todos ficarem insatisfeitos (a gente elegeu mas já se arrependeu!!!). Maurino é mal assessorado e só está sendo explorado pelos seus apadrinhados, mas na hora de prestar contas ele quem vai para o pau!! FORA MAURINO!!! alguem quem o MAU até no nome e se esconde atrás de uma Bíblia envergonha não só os evangélicos, mas todo o povo.

  12. Hiroshi Bogéa

    23 de junho de 2010 - 17:02 - 17:02
    Reply

    Caro Yudice, Ana Júlia foi aplaudida Quem recebeu vaias foi o prefeito de Marabá. Como não assisti a solenidade, chequei as informações e em nenhum delas há afirmações de vaias à governadora.

  13. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 17:00 - 17:00
    Reply

    Hiroshi,qual movimento de base e que sindicato o atual prefeito de Marabá veio? o prefeito alega que a prefeitura não tem dinheiro para aumentar o salário dos professores, melhorar a saúde,mas continua contratando pessoal que está inchando as secretárias detalhe todo o pessoal contratado tem portaria.As vaias foram merecidas,Maurino o povo de Marabá não é burro,as vezes você que subestimar a inteligênçia da populacao.Está querendo enganar quem, quando diz que já fez mais de 122 obras em Marabá,talvez ele númera as obras assim: pinta uma parede é uma obra, a outra parte é outra obra assim vai ele não tem noção de que é uma uma grande obra mesmo. Companheiro Á CIDADE DE MARABÁ, COM ESSA GESTÃO ESTÁ ARRUINADA.

  14. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 16:45 - 16:45
    Reply

    O que nós usuários da rodovia Transamazonica,sentido Marabá Altamira,queremos,é a estrada ASFALTADA,pelo amor de DEUS !! Só isso,chega de conversa,festa,discurso,etc ASFALTEM A ESTRADA !!!

  15. Yúdice Andrade

    23 de junho de 2010 - 16:32 - 16:32
    Reply

    Meu amigo, li em outro blog justamente o oposto do que consta aqui: que nem a presença de Lula, bem ao lado, teria impedido Ana Júlia de ser vaiada.
    Ficaria feliz de ler uma postagem relatando com mais detalhamento o que se passou no evento. Se for possível, é claro.

  16. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 14:54 - 14:54
    Reply

    Hiroshi,
    É vergonhoso o que está acontecendo na nossa cidade. Um prefeito vaiado, desmoralizado, mal assesorado, que não tem o dom da oratória (Não dá pra se comparar com o LULA) e que ainda acredita que está conduzindo corretamente o destino desta cidade. A impressão que temos é de um navio a deriva esperando o direcionamento dos ventos para saber onde isso vai parar, ou melhor, acabar!!

    Depois dizem que o Nagilson está errado nas suas atitudes!! Talvez o erro foi se aliar a Maurino.
    Todos sabemos das arapucas da política e acho que o Maurino, a exemplo de Nagilson, pode ser mais uma vítima e ainda não se atentou para isso.
    Maurino, acorda!!! Ainda há tempo!!
    Um grande abraço, Hiroshi e continue sensato no seu Blog, sem parcialidade descarada dos demais Blogueiros.!!!

  17. Eliane Ufpa

    23 de junho de 2010 - 14:05 - 14:05
    Reply

    O lula e a Ana Júlia não foram tão aplaudidos assim não querido, estive lá e fiquei até o fim. O presidente inclusive pediu para abaixar as faixas que queria ver os rostos das pessoas que estavam fazendo manifestação, o Lula saiu de dentro do movimento e quem é ele p barrar a manifestação democrática, já que vivemos em um estado de democrático. Quanto ao prefeito, ele afirma que não tem dinheiro, então que façamos uma auditoria na folha, para ver a quantidade de cargos novos que ele criou sem necessidade. Só vai estar sentando hoje por causa da pressão do ministério Público. E mais, te enganaram viu hiroshi ! Não foram somente os professores que vaiaram, estavam presente mov. sem -teto, estudantes ,Diretório Acadêmico- UFPA, garimpeiros e etc…Tem que pegar as informações correta pra postar. Agora que foi vergonhoso , isso foi !!!

  18. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 02:24 - 2:24
    Reply

    Hiroshi,
    Não jogue a sua credibilidade e a do seu Blog no lixo.
    Por que você continua esquivando o Maurino do vexames públicos que o gestor de Marabá está, a cada dia que passa, mais envolvido.

    Até para sair de casa o pega vaia.

    Seu Blog é ótimo e merece respeito de todos, inclusive o seu!!

  19. Anonymous

    23 de junho de 2010 - 02:21 - 2:21
    Reply

    Mesmo…e as vais!!!!. Isso nunca aconteu antes…Ushua…

  20. Anonymous

    22 de junho de 2010 - 21:09 - 21:09
    Reply

    E quanto as vaias ao prefeito? nenhum comentário? tudo bem? tudo normal?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *