Em duas rodas

Publicado em 11 de abril de 2011

 

Em 2007, o blogueiro alertava Belém para o perigo que representaria à  população local, a regularização da atividade mototaxista.

Manchete do Diário do Pará de domingo, 10,  repercute, quatro anos depois, o que já é uma realidade cruel:  prestação de serviço sem nenhuma segurança, estimuladora de tensões no trânsito e, pior dos mundos, usada por bandidos para a prática de assassinatos e assaltos.

Numa cidade pequena onde o transporte coletivo inexiste, e a violência não ganha contornos tão elevados, o mototaxista é um servidor de primeira hora.

Nas grandes cidades, germina mais problemas do que solução.

Poster posiciona isso desde muitos anos.