Segunda etapa da vacinação contra febre aftosa começa nesta quarta-feira, 1

Publicado em 31 de outubro de 2017

A segunda campanha deste ano de vacinação contra a febre aftosa iniciará nesta quarta-feira (1º) em quase todo o território paraense.

Em solenidade realizada nesta segunda-feira (30), no município de Inhangapi, na região nordeste, a Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) lançou a campanha, com a meta de imunizar 9.084.876 milhões de cabeças, em 48.433 propriedades espalhadas por 127 municípios.

Esta etapa já faz parte do planejamento estratégico do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para retirada da vacinação em todo o País até 2023.

O Pará é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal como Estado livre da febre aftosa com vacinação desde 2014.

Agora, começa o trabalho para se tornar área livre da doença sem vacinação até 2020.

Essa etapa abrangerá todo o território paraense, com exceção do Arquipélago do Marajó e dos municípios de Faro e Terra Santa, na região oeste, porém apenas o rebanho de 0 a 24 meses de idade deve ser vacinado.

Professor Davi Passos lança mais um livro e o dedica aos alunos da Unifesspa

Publicado em 30 de outubro de 2017

Mais uma obra do professor Davi Passos, da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), é laçada.

O lançamento do livro “A Busca da Excelência Moral do Homem: O nascimento e desenvolvimento da ética na Antiguidade” ocorreu  no auditório da OAB de Xinguara.

Este é o segundo livro lançado pelo professor em 2017.

A obra também será lançada no Campus de  Marabá, no próximo dia 6 de novembro.

Na obra, o autor expõe ideias que alicerçam a conceituação da ética e moral no Ocidente desde os poetas gregos até a moral cristã Agostiniana.

O objetivo do livro é oferecer uma abordagem sobre a ética relacionando-a com a moral e todo o esforço do homem em atingir a experiência da excelência moral como ideal supremo de vida.

No livro, o professor José Davi Passos faz uma dedicatória especial aos alunos de disciplinas de filosofia da Unifesspa, em especial aos do Campus de Rondon do Pará, em quem afirma ter se inspirado para iniciar a escritura do livro; e por essa razão, buscou desenvolver a temática com conteúdo resumido, linguagem acessível e apropriada às exigências didáticas no campo do estudo da ética ou filosofia moral.

Na obra, o autor se propõe a demonstrar as relações entre moral e ética indicando equívocos comuns, congruências e dimensões conceituais e as várias concepções que cercam sistematicamente o tema.

Nascido em Poço Fundo (MG), de família camponesa, graduou-se em filosofia pura no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre (MG). Na FAI de São Paulo concluiu licenciatura Plena em filosofia. É mestre em filosofia com ênfase em filosofia antiga pela PUC-SP, onde também realizou os créditos de doutoramento em filosofia. É professor efetivo da Unifesspa, lotado na Faculdade de Educação. Além do magistério, tem se dedicado a pesquisas relacionadas à filosofia nas mais variadas áreas, com concentração e temas relacionados à Antiguidade.

Prédio do Campus de Xinguara será inaugurado dia 15 de novembro

Publicado em 30 de outubro de 2017

A Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) vai inaugurar, no próximo dia 15 de novembro, o prédio do Campus Universitário de Xinguara.

Com um investimento de mais de R$ 4,2 milhões, a nova e moderna estrutura vai abrigar o Instituto de Estudos do Trópico Úmido (IETU) e permitir a oferta de três cursos já em processo de implementação: Medicina Veterinária, Zootecnia e Geografia.

A solenidade de inauguração será iniciada às 16h, com a presença da comunidade acadêmica e de diversas autoridades municipais, estaduais e federais.

Com a inauguração do novo prédio e a conquista de códigos de vagas para a contratação de mais professores e técnicos, a Unifesspa fortalece o curso de História já existente no Instituto e se prepara para ofertar, já a partir de 2018, as primeiras turmas dos novos cursos em Xinguara, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

“É um momento de grande importância para a Unifesspa, que avança na consolidação dos campi fora da sede. Essa obra era essencial para concluir o processo de implantação desses cursos em Xinguara, levando ensino público superior gratuito e de qualidade à população do município e o entorno. Uma conquista da sociedade do Sul e Sudeste paraense”, destacou o reitor da Unifesspa, Prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro.

Com aproximadamente 2 mil m2 de área construída, a edificação possui quatro pavimentos com 14 salas de aula, laboratório de informática, ambientes para professores, secretaria acadêmica, biblioteca, além da estrutura de banheiros e elevador.

O pavimento térreo do prédio abrigará o corpo administrativo do Instituto, além da biblioteca central do Campus Universitário de Xinguara.

Os demais pavimentos serão divididos em salas de aulas, laboratório e miniauditório. Todos os andares possuem banheiros masculino e feminino e banheiros com acessibilidade para pessoas com deficiência.

No primeiro pavimento, a comunidade acadêmica contará com um amplo laboratório de informática, com 30 computadores instalados, para atender aos alunos do IETU.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura (Sinfra) da Unifesspa, a edificação também foi concebida visando a economia de energia elétrica, utilizando apenas lâmpadas de LED e centrais de ar com classificação A do Inmetro. Essas ações fazem parte de um projeto integrado de eficiência energética na Instituição.

Toda as etapas da obra foram acompanhadas e fiscalizadas pela equipe da Sinfra, que conta com profissionais especializados nas áreas de Engenharia Elétrica, Engenharia Sanitária, Engenharia Civil e Arquitetura.

“Foram meses de trabalho e empenho da equipe para que pudéssemos apresentar à comunidade acadêmica um prédio muito bem acabado, com material de qualidade, favorecendo assim a permanência estudantil e um ensino de qualidade. Todo esse trabalho minucioso reflete nosso zelo com o recurso público e com a construção da história da Instituição”, afirmou o secretário de Infraestrutura, Lucas França, resaltanto o empenho dos profissionais que atuaram na obra.

Para a construção da obra, a Unifesspa contou com recursos próprios e emendas parlamentares dos deputados Zé Geraldo e Beto Salame.

Agentes de trânsito de Marabá agora podem fiscalizar transportes intermunicipais

Publicado em 30 de outubro de 2017

A Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA) realizou a entrega dos certificados da primeira turma de agentes municipais de trânsito, que concluíram o curso de capacitação e agora vão poder atuar na fiscalização do transporte intermunicipal de passageiros no município de Marabá, no sudeste do Estado.

A partir de agora, os agentes do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (DMTU) terão competência para fiscalizar e autuar os transportes intermunicipais.

No total, 36 agentes do DMTU de Marabá participaram da primeira turma do curso de capacitação, que foi ministrado pelos instrutores Karla Galvão e Thiago de Oliveira. O processo de formação foi realizado com aulas em período integral e com atuação prática, utilizando materiais próprios da Agência e apresentando as quatro resoluções que regem os diferentes tipos de transporte de passageiros.

O curso é resultado de um convênio entre a Agência e a Prefeitura de Marabá, assinado pelo diretor geral da Arcon-PA, Bruno Guedes, e pelo prefeito do município, Sebastião Miranda Filho, em 31 de agosto deste ano, que prevê que a Arcon deve promover o treinamento dos agentes indicados pela prefeitura, monitorar, acompanhar e fiscalizar o convênio, avaliar a execução e os resultados, analisar as prestações de contas apresentadas, entre outras obrigações.

À prefeitura, cabe observar a legislação que disciplina o transporte de passageiros, prestar contas quanto ao pagamento de tributos, manter nas atividades relacionadas somente pessoal credenciado pela Agência, remeter semanalmente documentos retidos ou apreendidos, os autos de infração lavrados e demais documentos correlatos, entre outros. O principal objetivo do convênio é aumentar a fiscalização no município da região de Carajás.

O diretor geral da Arcon, Bruno Guedes, que fez questão de participar da solenidade de entrega dos certificados e de dar boas vindas aos novos fiscais no trabalho, disse que a agência passa a contar, de agora em diante, com mais 36 aliados no combate ao transporte irregular de passageiros e que vão ajudar a agência a continuar fazendo cumprir as resoluções estaduais, a fim de garantir o direito e a segurança do usuário.

Sem confiar no vice-governador, Jatene deve ficar no Governo até o final de seu mandato

Publicado em 30 de outubro de 2017

Está se consolidando  na cabeça de Simão Jatene a decisão de permanecer no governo até o final de seu mandato, sem a desincompatibilização necessária para disputar algum cargo eletivo em 2018.

Ele já confirmou essa possibilidade a alguns auxiliares.

A falta de confiança em seu vice é o principal motivo.

Simão é hoje um governador arrependido pela escolha equivocada que fez de seu vice.

Sabe que não pode contar com ele em estratégias eleitorais  destinadas a impedir o retorno da família Barbalho ao poder, além de ter consciência do que pode acontecer de pior à área administrativa do Estado nos seis meses de um suposto governo Marinho.

Quando o interlocutor questiona a falta de um mandato na vida de Jatene, como blindagem a questionamentos jurídicos futuros, a fonte responde na ´bucha`:

– Jatene não vê o processo dessa forma. E nem trabalha política pensando em mandato para se proteger de alguma ação judicial. Quando ele passou quatro anos sem mandato, ao abdicar o direito de disputar sua primeira reeleição em favor de Almir Gabriel, a decisão ali tomada foi tranquila, sem conflitos pessoais. Se preciso for, não pense que o governador deixará de optar em ficar até o fim de seu mandato.