Hiroshi Bogéa On line

Em nome da biografia

Impressionante como determinadas pessoa se permitem ao surgimento de conjecturas ao usarem a tática do silencio diante do envolvimento de seus nomes no “Caso Novelino”. Homens público, principalmente, precisam ser ágeis em esclarecimento para que não se propaguem dúvidas e nem suspeitas quanto as suas idoneidades. Raros aqueles que sabem se comportar com firmeza diante de crises, reagindo com determinação e competência -, para isso contribuindo muito a assessoria de profissionais de comunicação experimentados.
Todos aqueles que tiverem seus nomes citados nessa “baiúca” – usando termo do promotor Paulo Godinho na matéria do Diário do Pará -, tem o dever moral de vir à público dizer por que diabos foram jogados no liquidificador.

Post de 

4 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2007 - 12:29 - 12:29
    Reply

    4:04 PM, ninguem disse aqui nem alhures que o deputado Paulo Rocha está “envolvido em ondas de crime”. O restante de tuas fedentinas a descarga do banheiro toma conta.

  2. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2007 - 12:23 - 12:23
    Reply

    10:53 AM, não quero nada. A insinuação é tua.

  3. Anonymous

    26 de outubro de 2007 - 19:04 - 19:04
    Reply

    Impressionante como voces jornalistas tem a mania de especular em cima de fatos irreais. Só mesmo muito irresponsável para acreditar que o deputado Paulo Rocha esteja envolvida em ondas de crime. Voces merecem um processo nas costas, isto sim.

  4. Anonymous

    26 de outubro de 2007 - 13:53 - 13:53
    Reply

    Tu és malvado demais, poster.Querer que réu confesse o crime, onde já se viu isso?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *