Hiroshi Bogéa On line

A absolvição de Paulo Rocha

O  princípio universal do   in dubio pro reo  (na dúvida, favorecer o réu) foi usado pelos ministros do  Supremo Tribunal Federa para  absolver  o ex-deputado federal Paulo Rocha.

Quem conhece a história de Paulo sabe que ele estava metido involuntariamente num imbróglio cujos alicerces eram de seu desconhecimento.
Enquanto o Congresso Nacional não votar em definitivo a tal reforma política,  o instrumento atravessado do Caixa 2 continuará sendo usado nas campanhas eleitorais para a produção de recursos financiadores das disputas.
Buscando dinheiro para pagar campanha eleitoral no Pará, como presidente estadual do PT,  Paulo Rocha foi identificado como vítima, também, do uso de recursos não contabilizados.
Paulo Rocha leva a mesma vida simples, sem  sinais  exteriores de riqueza, desde quando entrou para a vida pública.
É um político de extrema humildade,  cumpridor de compromissos e uma liderança a merecer o respeito dos paraenses.
A sua absolvição  resgata a verdade de uma carreira política que muito ainda tem a  contribuir para o desenvolvimento do Pará e de sua gente.
Lá em Terra Alta, Nordeste paraense, torrão natal de Paulo, o orgulho daquelas pessoas de ter uma liderança política reconhecida a cada eleição disputada, continuará aceso no coração de cada terraltense, depois de sua justa absolvição.
Post de 

10 Comentários

  1. joao filho

    27 de outubro de 2012 - 19:22 - 19:22
    Reply

    Tai um homem de bem e que o para precisa.

  2. Anônimo

    26 de outubro de 2012 - 15:58 - 15:58
    Reply

    Hiroshi, temos q lançar o Paulo Rocha para Governador na próxima eleição.

  3. Alberto Lima

    26 de outubro de 2012 - 15:12 - 15:12
    Reply

    Paulo Rocha sempre foi uma ótima pessoa.

  4. Plinio Pinheiro Neto

    25 de outubro de 2012 - 18:48 - 18:48
    Reply

    Caro Hiroshy.

    Lembro-me do Paulo Rocha como grafico, quando o conheci na oficina do Diário do Pará e lá imprimiamos o Jornal de Vanguarda. Depois acompanhei sua trajetória como politico, mesmo à distancia, pois desde 1986, quando encerrou meu último mandato como Deputado Estadual, mantenho-me apenas como eleitor. Sempre adimirei a sua postura e a sua completa abominação ao sectarismo e ao ranço partidário, atuando em favor das causas justas e proveitosas ao Pará e estendendo a sua mão a empresários de todos os matizes politicos, desde que atuantes e produtivos em favor do crescimento de nossa economia.Sua absolvição foi justa e não dependeu de nenhum favorecimento, sendo tão somente a aplicação de um principio legal.É um politico que transita com facilidade em todas as camadas sociais e por certo sai fortalecido deste episódio.Parabenizo-o pela tranquilidade que hoje pode sentir e viver, ainda que possa ter vivido dias de angústia em passado próximo.

  5. Raquel Paz

    25 de outubro de 2012 - 10:27 - 10:27
    Reply

    Tive o prazer de trabalhar com este Senhor por mais de quatro anos – PAULO ROCHA – e nunca vi nada que desabone a sua conduta.

    Homem simples, homem do povo e muito generoso.

    Sofre de problemas na coluna por tentar resolver os problemas de tod@s e do mundo.

  6. Marcelo Alves do PT

    24 de outubro de 2012 - 20:59 - 20:59
    Reply

    Grande politico, um estadista o companheiro Paulo rocha, o Pará e nossa região precisa muito de vc companheiro !

  7. João Guimarães

    24 de outubro de 2012 - 20:02 - 20:02
    Reply

    Eu não me escondo em anonimia para saudar este grande líder, grande homem público que é Paulo Rocha. Quem ganhou foi o povo brasileiro.
    Parabéns, Paulo Rocha.

  8. Anônimo

    24 de outubro de 2012 - 18:42 - 18:42
    Reply

    o pará ganhou, Paulo Rocha é um grande homem publico

  9. Anônimo

    24 de outubro de 2012 - 15:54 - 15:54
    Reply

    Politico é tudo igual, independente de partido, são poucos os q realmente visam os interesses da população, vejam quanto eles gastam numa eleição e comparem com o q eles ganham de salário, deve ser algum milagre brasileiro, pois eles gastam + do q recebem.

  10. Não convencido

    24 de outubro de 2012 - 14:04 - 14:04
    Reply

    Amigo Hiroshi, não sou filiado a partido político nenhum, trabalhei muitos anos na prefeitura, mas nunca vi um partido politico (incluindo aí seus membros) tão enrolado como o PT.
    Depois de conviver (trabalhar) numa secretaria gerida por este partido (há muitos anos atrás) tomei a decisão de nunca votar nestes elementos e até agora não me arrependi.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *