Zico, Rei dos Humildes

Publicado em 25 de abril de 2013

 

O time é de primeiríssima:

Dominguinhos do Estácio, Buchecha, , Carlinhos de Jesus, Arlindo Cruz, Grupo Fundo de Quintal, Alcione, Dudu Nobre, Xande de Pilares, Leo Jaime, Neguinho da Beija Flor, Frejat, André Diniz, Sandra de Sá, MC Beyonce, Evandro Bocão, Rogê, Jorge Aragão, Marcelo Serrado, Júnior, Marcelo d2, Bruno Coimbra, Dominguinhos do Estácio, Marcello Tijolo, Ângela Sol, Débora Cruz, Roberto Diniz, Tulio, Cesar Romero, Júlio Cesar, Uri Gheler, Denise Mattiolli, Thiago Lacerda, Leila do vôlei, Sandra Pires, Marcelinho Machado Marcius Melhem, Radamés Lattari, Paula, Ivan Pimentel, Marquinhus do Banjo, Davi Sambaí, Tunico da Vila, Jaqueline do vôlei, Claudio Cruz, Ramon, Serginho Meriti, Silvia, Mario Jorge, Victor Alves, Bruno Nin, Getulio Brasil, Francisco Aquino, Arley Carri, além de outros.

Todos no estúdio gravando o samba em homenagem aos 60 anos de Zico.

 

De autoria de Arlindo Cruz, Evandro Bocão, André Diniz, Rogê e Marcelo Tijolo, samba traduz a história do maior ídolo da Nação Rubro-Negra, e admirado até pelos torcedores dos times adversários.

 

Quem não conhece ainda a pérola, o blog posta aí pra vocês, rubro-negros, homenageando nosso Deus do Maraca.

Zico, 60 anos

Grupo: Vários Artistas

 

Tudo começou nas ruas de Quintino

Realização de um sonho de menino

Tabelar, calcanhar e matar no peito

Dominar a emoção,     tocar de efeito

Sobre as barreiras que o destino reservou

Treme a arquibancada pressentindo mais um gol

Um artista a pintar o mundo de vermelho e preto

É car..na..val

Vi o gênio jogar

E ao Balançar a rede correr pra geral

ZICO, É o Rei dos Humildes

Glória do manto sagrado

Deus do povo rubro-negro

Luz que brilhou nos gramados

Todos se curvam a camisa dez

Sessenta anos de amor e de fé

Multiplicando milagres com a bola no pé.

Feito um santo guerreiro, o herói rubro negro

Nasceu em Quintino, do Rio de Janeiro, pro mundo, um rei

Que divino ! Um verdadeiro artilheiro

Um exemplo de atleta e de liderança

Arthur Antunes Coimbra, um pai de família

Respeito, dignidade, perseverança

Saudade é forte, e quem te viu, nunca vai te esquecer

Sessenta anos de glória galinho

Zico, Parabéns pra você !