Votação de Dirceu é quase igual a da mãe

Publicado em 7 de outubro de 2014

 

 DirceuO deputado estadual eleito Dirceu ten Caten obteve quase a mesma votação de sua mãe, Bernadete ten Caten, por ocasião da eleição para a Assembleia Legislativa em 2010.

Naquele ano, a petista obteve 33.736 votos.

Seu filho, na eleição de domingo passado, apurou 32.930, ou seja,  806 votos a menos.

Isso não quer dizer que a liderança de Bernadete tenha transferido sua votação praticamente por inteiro.

Não.

Todas as pesquisas realizadas indicavam boa parte do eleitorado jovem  simpatizando  pela candidatura do jovem advogado.

Ou seja, fatia de eleitores que não comungava, pelo menos nos últimos anos,  o perfil de Bernadete, predominantemente construído ao largo dos movimentos sociais e população dos projetos de assentamento.

Assim como meio órfãos e desgostosos com a classe política tradicional, a juventude passou a ver em Dirceu  a representação “diferente”,  embora o deputado eleito seja filho de políticos tradicionais, e que já militam há mais de  20 anos na política regional.

Trocando em miúdos, Dirceu ten Caten pode ter conquistado, por méritos próprios, fatia considerável do eleitorado jovem da região.

Claramente pode-se dizer que isso não representaria nenhuma segurança de sua eleição.

A experiência dos pais e a própria estrutura estadual da tendência PT Pra Valer, sob o comando daa família ten Caten e do deputado federal Zé Geraldo (reeleito) , foram os grande propulsores da candidatura eleita.