“Vocês não me representam”

Publicado em 28 de março de 2013

 

 

O grito com a frase do título deste post é de Elizangela Dantas, uma das maiores ativistas da luta pela criação do Estado de Carajás.

Residente em Rio Maria, ela exibe sua indignação com a disputa xenófoba  estimulada, no país, a partir da indicação do pastor Marco Feliciano para a presidência da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara Federal,

O grito de Elizangela:

 

 

Gente numa boa. Já encheu esse negócio de “Marcos Feliciano não me representa” O que EU vejo é uma guerra entre evangélicos e homossexuais. Os direitos humanos alegados por muitos nada mais é que pano de fundo para externar e incitar o ódio seja contra uma ou outra parcela da sociedade. O novo papa é contra a união homoafetiva e não vejo ninguém postando cartazes sobre isso. O Brasil está cheio de políticos e outras autoridades que TODOS os dias violam os direitos da sociedade civil como um todo e não vejo ninguém postando cartazes com seus nomes, então eu só quero dizer uma coisa para quem estimula e apoia essa violação dos direitos humanos seja de evangélicos ou homossexuais: VOCÊS NÃO ME REPRESENTAM.