"Vitória política"

Publicado em 15 de dezembro de 2007

Hoje cedo o poster foi à feira. Mais precisamente a melhor feira do Sul do Pará, localizada na Folha 28 do Núcleo Nova Marabá. Frutas e verduras fresquinhas, aos sábados, não faltam.
Tem muito mais papo político. Em cada banca há um (a) “especialista” (a) no tema, majoritariamente favoráveis a Lula. Quem quiser saber a média do pensamento do povão, encontra andando pela Feira da 28.
Rápida passada, parando aqui e ali, levando papo com a “elite” dos feirantes, deu pra sentir que o PSDB e o DEM se ferraram rejeitando a CPMF. Ferrada daquelas de fazer xuuuuuuuu quando o ferro quente encosta no costado.

Feirante Manoel – Esse pessoal todo só faz o que aquele Fernando Henrique manda. O presidente do ricos;

Feirante Maria – Eu soube que o Bolsa-Família pode até acabar, sem o dinheiro que o Lula mandava pra gente e que esses safados não querem mais;

Feirante Salvador – Se eu fosse o Lula fechava esse Congresso de políticos ladrões. Os caras tem raiva de pobre;

Firante Raimundão – A minha filha disse que o governo nao vai dar mais aumento para os funcionários da Funasa sem o dinheiro da CPMF.

Feirante Zeca Piauí – Eles nao queriam a CPMF por causa do cheque que servia pro governo ver quem paga imposto. Eles não querem pagar imposto, são ladrões velhacos.

Entre 20 feirantes, vinte malharam “os políticos ladrões”. E, se observarem bem, o discurso da arraia-miúda segue a linha das falas do presidente Lula.