Vias certas

Publicado em 10 de dezembro de 2007

Outra boa do Giovanni, gerada na semana que passou:

Em seu parecer favorável à inclusão das hidrovias dos rios Teles Pires e Juruena no Sistema Hidrviário Nacional, o deputado federal do PDT demonstra bastante otimismo quanto ao desenvolvimento da Região Norte na esteira das vias fluviais projetadas, capazes de apresentar alternativas de transporte de granéis agrícolas produzidos nos estados do Mato Grosso e Rondônia, de forma bem mais racional e econômica, para atingir os terminais portuários disponíveis no Norte do País, com custos bem mais baixos do que os praticados pelas rodovias e ferrovias.

Giovanni Queiroz não tem duvidas: se o governo federal investir recursos previstos no PPA (2008-2011) na conclusão das hidrovias Araguaia-Tocantins e Tapajós-Teles Pires, a produção do Centro-Norte brasileiro experimentará crescimento chinês se for considerada a aquisição de competitividade nos ítens produzidos nos estados das duas regiões com a redução em torno de 30% do preço do frete.

Atualmente, explica o parlamentar, o transporte de grãos para os portos do Sul e Sudeste passou a ser bem mais caro devido a distância aproximada de 2 mil km, pelo preço do combustível, pelas irregulares condições rodoviárias que afetam a manutenção dos veículos de cargas e pela maior possibilidade de acidentes de trânsito.

É simples entender: a facilidade hidroviária para a movimentação de cargas acaba sendo mais atraente para o Norte brasileiro e seus grandes rios, tornando o transporte de grãos bem mais competitivo, do ponto de vista comercial, para importação e exportação -, explica Giovanni.