Vereadores de Marabá são acusados de mandarem invadir áreas verdes

Publicado em 19 de julho de 2013

 

 

Na manhã desta sexta-feira, aportou na caixa de comentário denúncia formulada por leitor, que não se identifica, alegando questões  de ordem de segurança, contra os vereadores Orlando Elias (PMDB), Gerson do Badeco (PSL) e Ubirajara (PPS).

Os três são acusados de estarem mandando invadir áreas verdes do município, nos bairros do Amapá, Folha 6 e Folha 8.

Áreas verdes são espaços urbanos reservados pela prefeitura para a construção de escolas, centros de saúde, praças e outros logradouros de interesse da comunidade.

Dos três vereadores acusados, o blog conseguiu ouvir apenas Ubirajara N. Sompré, cuja versão encontra-se depois do comentário, reproduzido a seguir. Os outros dois não foram localizados.

O que diz o comentarista:

 

Seu Hiroshi, venho por meio desta pedir para o senhor fazer uma denuncia no seu conceituado blog, que serve como única salvação pra população de marabá ser bem informada e protegida pelas suas denúncias. O que está acontecendo é que eu fui participar de uma reunião com outros moradores da Folha 8 para que nos informasse sobre uma área que poderia ser ocupada por quem não tem casa para morar, só Só que na reunião eu fiquei sabendo conversando com uma visinho que também estava lá que as áreas apontadas para ser ocupada são de propriedade da prefeitura, as áreas verde. Quando um tal de Tonho da Coca que falava para os moradores foi perguntado quem garantia que a população não será expulsa da área ocupada ele disse que não porque os vereadores Orlando Elias, Ubirajara e Gerson do Badeco garantem a invasão já que são vereadores e com amizade com o prefeito capaz de fazer o João Salame entregar as áreas depois para os ocupante.
Eu achei exquisito a conversa porque essas área verde pelo que eu sei são para a prefeitura construir escola, postos de saúde, praça e outras coisa que a população precisa e sei que o prefeito não vai permitir isso, por isso estou aqui trazendo essa informação de uma pessoa que participou da reuniao. Pelo que o tal de Tonho da Coca disse o vereador Orlando Elias garante a invasão da área verde da Folha 6, o pai do vereador Gerson do Badeco que parece que também já foi vereador garante a invasão da área verde da Folha 8 e o índio Ubirajara também garante a invasao da área verde do bairro do Amapá que eu nem conheço. Eu peço para o senhor denunciar isso porque acho desumano usar as pessoas pobres dizendo que elas podem invadir uma área verde e depois serão tiradas do lugar ate pela policia, e nada que é ilegal Jesus aprova. Seu Hiroshi o que esses vereador estão fazendo não pode mais, Maraba não pode ter vereador que se comporte assim como esses três, enganando a boa Fe de famílias pobres. Não sei se o senhor vai publicar mas eu acho que o senhor não tem medo dessas pessoas mesmo que sejam vereador.
Que deus lhe dê saúde e muita paz em sua casa com sua familia. Eu não vou assinar meu nome porque tenho medo de perseguição mas eu moro na Folha 8 e tenho quatro filhos e não tenho casa própria mas sei que um dia a prefeitura vai me dar uma.

 

Versão do vereador Ubirajara Sompré

Ouvido pelo celular,  Ubirajara Sompré diz estar havendo equívoco.

“Eu tomei conhecimento de que um grupo de pessoas havia ocupado uma área no bairro do Amapá, próximo ao Vale do Amanhecer, pedindo-me que intercedesse para que a Polícia Militar não efetuasse a desocupação do espaço utilizando violência. Conversei com o comando da PM e pedi  a intervenção do prefeito João Salame  no sentido de que nos ajudasse a encontrar uma saída pacífica para o caso. A presença das pessoas naquela área não tem nenhuma participação minha, até porque, como de origem indígena, sou contra invasões por entender o quanto as áreas das reservas indígenas sofrem com a prática de invasão”, conta Ubirajara.

O parlamentar do PPS  revela que conseguiu levar o prefeito João salame até a área ocupada.

“Como sempre procura fazer, conversando ao máximo com a sociedade, o prefeito mostrou aos ocupantes do terreno o equívoco que se comete invadindo áreas particulares. Lá no terreno ocupado, tem um pedaço da prefeitura e outro de um cidadão. A SDU, Semma e a Defesa Civil estiveram no local, constatando a impossibilidade de se construir em grande parte da área ocupada, já que é área de vegetação baixa, portanto, sujeita a cheias, durante o inverno. O problema foi resolvido sem que houvesse necessidade do uso de força para desocupar o terreno”.

Blog tentará, neste final de semana, falar com Gerson do Badeco e com Orlando Elias, acusados de estarem insuflando a invasão de áreas verdes nas Folhas 6 e 8.