Vereadora Elza Miranda diz que pobreza em Marabá só aumenta: – “O poder público precisa agir para amenizar o grave quadro social”

Publicado em 29 de setembro de 2021

“A pandemia de coronavírus está tendo  o potencial de levar a um aumento das desigualdades. Aqui no município de Marabá eu constato esse problema de forma direta, visitando comunidades, conversando com famílias necessitadas. Sem falar nas centenas de mortes registradas até agora, milhares de pessoas estão sendo jogadas na pobreza. A crise expôs nossa fragilidade coletiva e a incapacidade de nossa economia profundamente desigual trabalhar para todos e todas”.

 

Declaração  é da vereadora Elza Miranda (PTB), ao fazer uma breve avaliação do quadro social de Marabá, ela que tão bem transita pelos “guetos” da pobreza do município -,  ora prestando assistência, ora apenas oferecendo seu jeito carinhoso de tratar as pessoas menos favorecidas.

O papo foi rápido, pelo celular.

Do lado de cá, o blogueiro tentando extrair ao máximo informações -, enquanto do lado de lá – , Elza expondo  uma visão madura de como vê a urgência de se olhar com mais carinho as famílias desassistidas de Marabá.

“Eu entendo que a prefeitura tem que dar importância vital a ações governamentais  para proteger a saúde da população, e pensar, sim, em um tipo de auxílio social às famílias que vivem em regime de subsistência. Tem muita gente passando fome, precisando da mão governamental, que nessas horas precisa deixar de lado preocupações  de gestão fiscal e ter um olhar humanizado voltado para essa grave situação social marabaense, cada dia mais deprimente. Estamos numa situação, hoje, onde  cidadãos e governos devem agir com urgência para amenizar o sofrimento de vidas humanas”, declara Elza.

Elza Miranda é conhecida como política que sempre esteve ao lado dos mais necessitados.

Originária de família com poder econômico consolidado, ela não ficou presa à bolha da riqueza.

Ao contrário, desde muito antes tentar seu primeiro mandato de vereadora, em 1988, como esposa de fazendeiro, Miranda contribuía socialmente, auxiliando quem a ela buscava apoio.

“Nunca me senti bem sabendo que eu e minha família tínhamos tudo o que queríamos, enquanto do lado de fora de casa via mães de família sofrendo, necessitando do mínimo para sobreviver. Também não gosto de ser simbolizada como ´mãe dos necessitados´, como já chegaram a me classificar. Eu faço o que faço  com muito amor, uma necessidade de contribuir para ajudar a reduzir  a miséria. É uma obrigação de todo ser humano contribuir para ajudar a construir um mundo melhor”, declara a vereadora.

Paulista de São Vicente, Elza Miranda elegeu-se vereadora em 1988, acumulando em seguida mais dois mandatos na Câmara Municipal de Marabá, com o atual.

Em 1994, alçou voos mais altos, elegendo-se deputada estadual.

Daí pra frente, conseguiu mais dois mandatos na Assembleia Legislativa doPará.