Hiroshi Bogéa On line

Vereador Miguelito Gomes comemora mais de 30 anos sem nunca ter faltado a uma sessão da Câmara

Quando foi eleito em 1988 pela primeira vez vereador de Marabá, Miguelito Gomes certamente não tinha em seus planos políticos transformar-se no parlamentar 100% assíduo às sessões da Câmara Municipal.

Agora, 32 anos depois, os anais do parlamento marabaense registram  a fidelidade presencial  do vereador, que se ausentou  das sessões somente  em situações de licença para tratamento de saúde.

De três anos para cá, o vereador do PDT encara um rígido tratamento de câncer, submetendo-se a sessões de quimioterapia, em São Paulo.

Afora as licenças de saúde, Miguelito jamais deixou de ir ao trabalho no parlamento.

Levantamento feito recentemente na ficha presencial da CMM,  a pedido do blog, realmente comprova a disciplina presencial do vereador.

Em recente sessão da CM,  do plenário o vereador Cabo Rodrigues fez questão de relatar que também havia constatado internamente o status 100% de assiduidade de Miguelito, narrando o fato como “o vereador que bateu recorde mundial de frequência no parlamento.

A propósito do feito, o perfil do vereador nas redes sociais  valoriza  a constatada disciplina de Miguelito publicando post a  respeito.

 

VEREADOR MIGUELITO NUNCA FALTOU A NENHUMA SESSÃO ORDINÁRIA DURANTE TODOS OS SEUS MANDATOS.
Estamos apenas cumprindo com a obrigação para a qual o povo nos elegeu. Tive 100% de presença nas sessões ordinárias da Câmara Municipal de Marabá durante os meus mais de 30 anos de vida pública, chegando a ser até um recorde mundial. É como eu sempre digo, nada mais que a nossa obrigação, e com transparência a gente tem o maior orgulho de mostrar estes dados a todos vocês.

 

 

Post de 

3 Comentários

  1. OBSERVADOR

    7 de agosto de 2020 - 22:03 - 22:03
    Reply

    São apenas duas sessões,por semana por incrível que pareça tem uns que tem a cara de pau em faltar.
    Enfim política e política infelizmente temos que engolir alguns sanguessugas do herbário público.

  2. Mariza

    6 de agosto de 2020 - 16:40 - 16:40
    Reply

    Como se não fosse obrigação.

  3. Pedro

    6 de agosto de 2020 - 12:46 - 12:46
    Reply

    Trabalho a 30 anos e também não possuo faltas, inclusive doente laborei

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *