Vejam quais são os remédios anti-hipertensivos que aumentam risco de câncer

A empresa farmacêutica Sanofi Medley divulgou que irá recolher todos os lotes de um medicamento anti-hipertensivo da marca Medley, por riscos à saúde dos pacientes.

O remédio é classificado como bloqueador dos receptores da angiotensina II (BRAs) e é tido como primeira linha no tratamento de hipertensão arterial, assim como é indicado para insuficiência cardíaca, proteção dos rins no diabete tipo 2 e proteinúria.

A losartana potássica da marca teria impurezas mutagênicas, que podem aumentar o risco de câncer em longo prazo, porém o risco específico dessa substância química causar efetivamente câncer em humanos ainda é desconhecido.

Os produtos recolhidos são:

– Losartana potássica + hidroclorotiazida 50 mg + 12,5 mg;

– Losartana potássica + hidroclorotiazida 100 mg + 25 mg;

– Losartana potássica 50 mg;

– Losartana potássica 100 mg.